Pré-temporada da F1 teve a Red Bull na frente. Foto: Pirelli Motorsport/Divulgação

Pré-temporada da F1 teve a Red Bull na frente. Foto: Pirelli Motorsport/Divulgação

Finalizada a pré-temporada da Fórmula 1 no Bahrein, após três dias de testes das dez equipes no circuito de Sakhir, entre os dias 12 e 14 deste mês, a Pirelli pôde fazer um balanço dos compostos utilizados.

No cronômetro, Max Verstappen (Red Bull-Honda) ficou com a melhor marca, obtida exatamente na sessão final, na tarde do último domingo (14), em 1min28s960.

As condições de pista melhoraram significativamente do primeiro para o terceiro dia em Sakhir. Na sexta-feira, por conta de rajadas de vento (até 47 km/h), houve prejuízo para a aerodinâmica dos carros, além da areia no traçado, que comprometeu a aderência.

No sábado houve diminuição do vento e temperaturas mais baixas. Como consequência, menos superaquecimento nos compostos, o que favoreceu para um melhor equilíbrio dos carros.

Por fim, no domingo, as melhores condições climáticas, e as equipes realizaram trechos longos com compostos que serão disponibilizados no GP do Bahrein para este tipo de situação, no próximo dia 28, no caso, os C2, C3 e C4.

Mario Isola, Gerente Mundial de Motorsport da Pirelli, fez uma avaliação criteriosa dos compostos utilizados na pré-temporada da Fórmula 1, levando em consideração não apenas as condições climáticas e do asfalto, mas tambémas diferentes cargas de combustível que as equipes utilizaram.

“Ao longo dos três dias, todos os compostos tiveram um bom desempenho e não surgiram problemas com granulação: apenas leve abrasão nos compostos mais macios. Além das condições climáticas, os tempos de volta foram influenciados naturalmente pelas diferentes cargas de combustível de cada equipe, tornando as comparações de desempenho com a corrida do ano passado e os treinos livres no Bahrein muito difíceis. Também é difícil avaliar com precisão a diferença de desempenho entre os compostos, devido à evolução da pista. O mais fácil de dizer é provavelmente a diferença entre C2 e C3, que é aproximadamente de 0s5, enquanto a diferença entre C3 e C4 é maior do que a esperada, com o C4 equipado em vários carros quando a pista estava em seu momento mais rápido. Agora, estamos ansiosos para o início de uma temporada que será a última com pneus de 13 polegadas antes da mudança para pneus de 18 polegadas em 2022, para os quais uma série de testes de desenvolvimento foram planejados ao longo deste ano”, ponderou Isola.

OS MELHORES NOS TRÊS DIAS DA PRÉ-TEMPORADA DA F1 EM SAKHIR:

Sexta-feira (12)

Manhã: Daniel Ricciardo (McLaren-Mercedes) - 1min32s203

Tarde: Max Verstappen (Red Bull-Honda) - 1min30s674

Sábado (13)

Manhã: Daniel Ricciardo (McLaren-Mercedes) - 1min32s215

Tarde: Valtteri Bottas (Mercedes) - 1min30s289

Domingo (14)

Manhã: Sergio Pérez (Red Bull-Honda) - 1min30s187

Tarde: Max Verstappen (Red Bull-Honda) - 1min28s960



  

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOUTUBE

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa