Perto do final de seu contrato, goleiro herda titularidade. Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Perto do final de seu contrato, goleiro herda titularidade. Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Os dois últimos jogos do Corinthians neste semestre servem para Walter manter sua boa imagem com a torcida alvinegra. Em seu último ano no clube, visto que já chegou a acordo para não renovar contrato, o goleiro herda titularidade no período em que Cássio serve à seleção brasileira. Contra Cruzeiro e Santos, o reserva se diz pronto para a tarefa.

"A expectativa é das melhores, de poder fazer um grande trabalho e corresponder à altura. Trabalhamos todos os dias para fazer o melhor quando pintar a oportunidade. Fico um pouco sem ritmo de jogo pelo tempo sem jogar, mas treinamos em nível alto todos os dias", pondera o goleiro.

É a quarta vez que Walter será acionado no Corinthians em 2019. Reserva imediato, ele saiu do banco duas vezes, nos jogos contra Ferroviária e Ceará, e por motivos distintos. Na primeira vez, Cássio sentiu dores e precisou ser trocado. Na segunda, foi expulso. Desta forma, Walter só jogou 90 minutos em uma ocasião nesta temporada. O jogo de ida contra a Chapecoense, na Copa do Brasil, no qual o titular cumpria suspensão. Ele sofreu um gol em cada uma das partidas em que atuou.

Desta vez a ocasião é um pouco mais nobre. Cássio já está com a seleção brasileira, na preparação para a Copa América, por isso é desfalque no sábado (8) e na quarta-feira (12). Os dois compromissos pelo Campeonato Brasileiro são os últimos do Timão antes da parada no meio do ano.

De modo geral, Walter tem uma boa reputação a zelar durante os próximos seis meses. Ele chegou ao Corinthians há seis anos e chegou a colocar Cássio no banco em dois momentos de 2016, mas, desde então, virou uma espécie de reserva de luxo: é respeitado pelos corintianos, mas não tem espaço porque o titular é ídolo e vive grande fase há muito tempo. Neste cenário, o goleiro chegou a acordo com a diretoria para não renovar seu contrato, que termina em dezembro.

Internamente, o Corinthians trata a situação com naturalidade e acredita que o acordo para não renovar existe "pelo bem do próprio Walter", segundo o UOL Esporte ouviu de um dirigente. Aos 31 anos, o goleiro pode assinar contrato com qualquer clube a partir do mês que vem, para confirmar a mudança de ares no início de 2020.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 San
    32
  • 2 Fla
    30
  • 3 Pal
    30
  • 4 Atl
    27
  • 5 São
    27
  • Veja tabela completa