Espanhol comemora o triunfo na etapa disputada em Sakhir, em 2005. Foto: Divulgação

Espanhol comemora o triunfo na etapa disputada em Sakhir, em 2005. Foto: Divulgação

Foi com o espanhol Fernando Alonso, há exatos 17 anos, em 3 de abril de 2005, que um motor Renault venceu pela 100ª vez na Fórmula 1, no GP do Bahrein, disputado no circuito de Sakhir.

O espanhol, que naquele ano conseguiria o primeiro de seus dois títulos na F1 (o segundo foi no ano seguinte), pilotava justamente para a Renault, após um final de semana absolutamente positivo, pois também conquistou a pole. No pódio, ao seu lado, o italiano Jarno Trulli (Toyota) e o finlandês Kimi Raikkönen (McLaren-Mercedes).

Aliás, naquela ocasião, apenas os carros da Renault competiam com seus próprios motores (o outro piloto da equipe era o italiano Giancarlo Fisichella), muito diferente do que aconteceu em muitas outras temporadas da categoria, com várias equipes sendo impulsionadas pelos propulsores franceses.

A PRIMEIRA VITÓRIA FOI COM UM PILOTO FRANCÊS

A Renault estreou na Fórmula 1 em 1976, iniciando a era turbo na categoria, com apenas um carro, pilotado pelo francês Jean-Pierre Jabouille, mas somente na temporada de 1979 é que o time francês conseguiu o primeiro triunfo, justamente com Jabouille, fazendo uma festa totalmente francesa, no GP da França, em Dijon-Prenois.

Jabouille largou na pole e seu companheiro de equipe, o também francês René Arnoux, fez a melhor volta da prova. No pódio, Jabouille em primeiro, Gilles Villeneuve (Ferrari) em segundo e René Arnoux (Renault) em terceiro, isso após terem travado uma disputa eletrizante, tocando rodas e dividindo curvas por várias voltas.

Vale lembrar, que a Renault, na ocasião, além da dupla de pilotos franceses, tinha também combustíveis/lubrificantes e pneus de fabricantes da França, a Elf e a Michelin, respectivamente.

Ao todo, nesta primeira fase da equipe Renault, foram 15 vitórias, a última delas com Alain Prost, no GP da Áustria de 1983, em Österreichring. Depois, com o retorno da Renault como equipe própria, foram mais 20 vitórias (17 de Alonso, duas de Fisichella e uma de Trulli).

Festa francesa no GP da França de 1979 com a primeira vitória de um motor Renault (pela própria equipe Renault) com o francês Jean-Pierre Jabouille em Dijon-Prenois. Foto: Divulgação

SENNA, PRIMEIRA VITÓRIA NA F1 FOI COM MOTOR RENAULT

Depois de estrear na F1 em 1984, pela Toleman-Hart, Ayrton Senna assinou com a Lotus para a temporada seguinte, e foi justamente em 1985 que o brasileiro conseguiu sua primeira vitória na categoria, empurrado pelo motor turbo da Renault no GP de Portugal, no traçado do Estoril. Senna ainda conseguiu outras três vitórias com a Lotus-Renault: no GP da Bélgica de 1985 e nos GPs da Espanha e dos Estados Unidos de 1986.

Coincidentemente, as três últimas corridas que Senna disputou na F1, em Interlagos, Aida e Imola, foram com motor Renault, na Williams.

Com motor Renault, pela Lotus, Ayrton Senna comemora sua primeira vitória na F1, no GP de Portugal de 1985, no Estoril. Foto: Reprodução

WILLIAMS E RED BULL, AS MAIORES VENCEDORAS COM MOTOR RENAULT

A Williams, com 64 vitórias, e a Red Bull, com 50, foram as equipes que mais venceram contando com motores fabricados pela Renault.

Pelo time de Frank Williams, a primeira vitória aconteceu no GP do Canadá de 1989, disputado em Montreal (com o belga Thierry Boutsen), e a última com o venezuelano Pastor Maldonado, no GP da Espanha (Barcelona) em 2012, por sinal, a única de Maldonado na F1.

Na parceria da Renault com a Red Bull, a primeira das 50 vitórias foi com Sebastian Vettel no GP da China de 2009, em Xangai, uma dobradinha, inclusive da Red Bull-Renault, pois o australiano Mark Webber terminou em segundo lugar. A última vitória do time austríaco com o motor francês aconteceu no GP da Bélgica de 2014, em Spa-Francorchamps, com Daniel Ricciardo. Esta, aliás, foi a última de um motor Renault na F1 até agora, que na ocasião chegou ao 168º triunfo na categoria.

A primeira das 64 vitórias da Williams com motor Renault aconteceu no GP do Canadá de 1989, em Montreal. O piloto responsável pelo feito foi o belga Thierry Boutsen. Foto: Divulgação

 

Primeira vitória da Red Bull com motor Renault foi no GP da China de 2009, com Sebastian Vettel, que comandou a dobradinha do time austríaco com Mark Webber em segundo. Foto: Divulgação

 


 

 

 

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa