Comemoração ao lado do chefe de equipe Mauricio Ferreira e do filho caçula Fernando. Foto: Duda Bairros / Vicar

Comemoração ao lado do chefe de equipe Mauricio Ferreira e do filho caçula Fernando. Foto: Duda Bairros / Vicar

Há exatos três anos, em Goiânia,Rubens Barrichello vencia pela segunda vez a Corrida do Milhão da Stock Car.

O final da prova em 5 de agosto de 2018, que foi disputada no traçado oval do Autódromo Internacional Ayrton Senna, acabou sendo eletrizante, com três pilotos lutando pela liderança. Max Wilson ganhou a posição do português Antônio Félix da Costa após ambos fazerem suas últimas paradas obrigatórias para reabastecimento.

Barrichello (Full Time Sports) retardou ao máximo sua parada e a fez de forma muito rápida, para voltar à frente de Max e cruzar a linha de chegada com 0s684 para o então piloto da Eurofarma RC. Félix da Costa (Hero Motorsport II) completou o pódio, em terceiro.

"Um final de semana muito especial, para guardar na memória! Meu filho Fernando comigo, acordei hoje com uma sensação de que estava tudo certinho, mas com uma vontade gigante de que ele subisse no carro comigo, assim como foi com o irmão dele em 2014. Eu lutei o dia inteiro para isso. Contei com um carro excelente, com uma equipe excepcional que fizeram um excelente trabalho na parada dos boxes", resumiu Barrichello na ocasião.

O próximo desafio do piloto será no domingo (8), emendando mais uma etapa em Curitiba, desta vez no anel externo do circuito localizado em Pinhais (PR).

CLASSIFICAÇÃO FINAL - CORRIDA DO MILHÃO - AUTÓDROMO INTERNACIONAL DE GOIÂNIA-GO - 05/08/2018

1. 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – 39 voltas em 41min24s444
2. 65 Max Wilson (Eurofarma RC) – a 0s684
3. 444 António Félix da Costa (Hero Motorsport II) – a 1s250
4. 88 Felipe Fraga (Cimed Chevrolet Racing) – a 4s791
5. 80 Marcos Gomes (Cimed Chevrolet Racing Team) – a 7s333
6. 10 Ricardo Zonta (Shell V-Power) – a 9s654
7. 18 Allam Khodair (Blau Motorsport) – a 10s703
8. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) – a 15s700
9. 9 Guga Lima (Vogel Motorsport) – 17s707
10. 3 Bia Figueiredo (Ipiranga Racing) – a 17s911
11. 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – a 17s71
12. 86 Agustín Canapino (Cimed Chevrolet Team) – a 18s321
13. 12 Lucas Foresti (Cimed Chevrolet Racing Team) – a 18s635
14. 8 Rafael Suzuki (Bardahl Hot Car) – a 19s279
15. 70 Diego Nunes (Full Time Bassani) – a 34s995
16. 117 Guilherme Salas (Bardahl Hot Car) – a 38s925
17. 555 Renato Baga (Bardahl Cifarma RZ) – a 42s133
18. 44 Bruno Baptista (Hero Motorsport) – a 42s169
19. 51 Átila Abreu (Shell V-Power) – a 1 volta
20. 5 Denis Navarro (Cavaleiro Sports) – a 8 voltas
21. 11 Lucas Di Grassi (Hero Motorsport) – a 9 voltas
22. 19 Felipe Massa (Cimed Chevrolet Team) – a 9 voltas

NÃO COMPLETARAM

23. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) – a 18 voltas
24. 0 Cacá Bueno (Cimed Chevrolet Racing) – a 18 voltas
25. 77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) – a 21 voltas
26. 90 Ricardo Maurício (Full Time Sports) – a 22 voltas
27. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) – a 32 voltas
28. 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Contuflex) – a 34 voltas
29. 28 Galid Osman (Cavaleiro Sports) – a 37 voltas
30. 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing) – a 39 voltas
31. 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) – excluído
32. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) – desclassificado
33. 33 Nelson Piquet Jr. (Full Time Bassani) – desclassificado

MELHOR VOLTA: António Félix da Costa, 47s622 (média de 203,7 km/h)


     

 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOUTUBE 

 

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa