Ele trabalhava no Furacão como auxiliar-técnico. Foto enviada por Sidnei Campos

Ele trabalhava no Furacão como auxiliar-técnico. Foto enviada por Sidnei Campos

O ex-ponta-esquerda Nilson Borges, o Nilson Bocão, morreu na manhã desta quarta-feira (3), aos 79 anos.

Local e horário das cerimônias fúnebres não foram informados até o momento, mas certamente estarão restritas em razão da pandemia.

A causa da morte não foi divulgada, mas em dezembro último foi noticiado seu problema de saúde, que afetava sua locomoção. Ele havia perdido os movimentos das pernas e dos braços.

Nilson Bocão, que nasceu em São Paulo no dia 16 de dezembro de 1941, começou sua carreira pela Portuguesa de Desportos em 1958. Ainda passou pelo América de Rio Preto antes de defender o Corinthians, apenas na temporada de 1966.

Mas o auge de sua carreira foi pelo Athletico Paranaense, clube que defendeu em três ocasiões e pelo qual encerrou sua carreira, em 1974.

Depois de deixar os gramados, Nilson trabalhou como auxiliar-técnico do Furacão, ocupando este cargo nos últimos tempos.

CLIQUE AQUI E VEJA A PÁGINA DE NILSON BOCÃO NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?"

Na fileira de cima, da esquerda para a direita: Rui, Amadeu, Prudenci, Juninho, Carlos, Alceu, Assis, Adilson Batista, Miranda, Serginho, Manguinha e Dicão. Na fileira do meio: Nilson, Damiran, Bugrão, Osni Pacheco, Farinhaque, Valmor, Nelsinho Baptista, Beto, pessoa não identificada, Luis e Napoleão. Sentados: Fião, Carlinhos, Odemilson, Kramer, Luis Carlos, Cacau, Henrique, Marolla, pessoa não identificada, Roberto Cavalo e Oliveira. Foto enviada pelo internauta Gilvannewton Souza


Em 2013, Nilson Bocão (à esquerda) sendo homenageado pelo Clube Atlético Paranaense, na Arena da Baixada. Foto enviada por Emílio A. Duva


Nilson Bocão em 2013. Foto enviada por Emílio A. Duva


Repare, antes, no canto direito, uma bela mulher trajando um biquíni ao lado da equipe do Furacão, algo inusitado na época. Da esquerda para a direita, em pé: Valtinho, Cláudio Deodato, Júlio, Di, Alfredo e Picasso. Agachados: Buião, Sicupira, Paulo Roberto Maluco, Sérgio Lopes e Nilson Borges. Foto enviada por Celso Cordeiro


Em pé, da esquerda para a direita: Toninho, Júlio, Lori Sandri, Rubens, Lili e Amauri. Agachados: Mazola, Valtinho, Sicupira, Sérgio Lopes e Nilson Bocão. Foto enviada por Fabrícia de Pelegrini


A Portuguesa de Desportos no Pacaembu, com a concha acústica ao fundo, à direita. Em pé, da esquerda para a direita: Félix, Henrique Pereira, Ditão, Pampolini, Wilson Silva e Cacá. Agachados: Mário Américo, Neivaldo, Henrique Frade, Dida, Nair e Nilson. Foto enviada por Pedro Carvalho, de Bauru-SP


O elenco do Atlético Paranaense, posando com as faixas de campeão estadual de 1970. Da esquerda para a direita, em pé: Alfredo Ramos, pessoa não identificada, Claudio Passerino Moura (ex-presidente, já falecido), J. Hawilla (atrás), Djalma Santos, dirigente não identificado, Rubens (goleiro), Vanderlei, Zico, Alfredo e Júlio. Agachados: Moraes Chiclete, Gildo, Zé Leite, Sicupira, Nelsinho, Ferrinho, Toninho e Nilson Bocão


Da esquerda para a direita, em pé: o primeiro é Djalma Santos, Amauri, Zico, Valdomiro, Alfredo e jogador não identificado. Agachados: Zé Leite, jogador não identificado, Sicupira, Ferrinho e Nilson Bocão


Em pé, da esquerda para a direita: Vilela, Nelson Coruja, Odorico, Ditão, Félix e Juths. Agachados, da esquerda para a direita: Jair da Costa, Silvio, Servílio, Ocimar e Nilson Bocão. Foto: Walter Peres


Em pé, da esquerda para a direita: Djalma Santos, Bellini, Charrão, Célio, Nair e Nilo. Agachados: Gildo, Zé Roberto, Madureira, Paulista e Nilson Bocão


Da esquerda para a direita: Neivaldo, Ivair, Henrique Frade, Nair e Nilson Bocão. Foto enviada por Marcus Rouanet Machado de Mello


O Atlético Paranaense na Taça de Prata de 1970. Em pé: Hidalgo, Zico, Júlio, Hermes, Alfredo e Vanderlei. Agachados: Dorval, Sicupira, Sérgio Lopes, Toninho e Nílson. Foto enviada por Walter Roberto Peres e publicada na "Revista Manchete"


Atlético Paranaense durante a Taça de Prata de 1968 com Nilo, Zé Carlos, Célio, Bellini, Charrão e Nair em pé e Gildo, Zé Roberto, Madureira, Paulista e Nílson agachados


Lusa, 1962: Em pé estão Didi, Reis, um jogador não identificado, Odorico, jogador não identificado, Hermínio, Ditão, Lever, Nilson Bocão e Nena, o técnico. Agachados: Babá, Jair da Costa, Ocimar, Servílio, Silvio Major, Melão e um ponta não identificado


Que saudade dos tempos em que a Portuguesa excursionava pelo exterior e voltava ao Brasil contando vitórias. Este time atuou na década de 1960 contra times do porte de Porto, Sporting, Inter, Juventus, Betis e Espanhol e ficou 15 jogos sem perder. Em pé, da esquerda para a direita, estão Edilson, Cacá, Pampolini, Ditão, Orlando e Vilela; agachados estão o massagista Mário Américo, Nilson, Cássio, Gino, Nair e Gessy


A foto foi tirada em Ourinhos, no interior de São Paulo. Em pé: Jair Marinho, Marcial, Ditão, Edson Cegonha, Clóvis e Maciel. Agachados: Marcos, Tales, Flávio, Rivellino e Nilson Bocão.


Em pé: Vilela, Augusto, Ulisses, Henrique Pereira, Félix e Edilson. Agachados: Almir, Silvio Major, Ivair, Edson, Nilson Bocão e Mário Américo


 


 


Em pé: Paulo Vecchio, Berto, Joel Mendes, Nico, Modesto e Augusto (ex-Corinthians). Agachados: Passarinho, Krüger, Rinaldo, Kosilek e Nilson Bocão


Em pé: Paulo Vecchio, Berto, Joel Mendes, Nico, Modesto e Nilo. Agachados: Oromar, Lucas, Paquito, Krüger e Nilson Bocão


Portuguesa em 1964. Em pé: Ivair, Henrique Frade e Nair. Agachados: Neivaldo e Nilson. Foto da Revista do Esporte, 297, de 1964


Nilson Bocão, em 2017, na frente da Arena da Baixada, estádio do Atlético-PR. Foto enviada por Sidnei Campos


Nilson Bocão, em 2017, na frente da Arena da Baixada, estádio do Atlético-PR. Foto enviada por Sidnei Campos


Time do Atlético-PR da década de 1960. Em pé, da esquerda para a direita: Djalma Santos, Nilo, Nair, Charrão, Célio e Bellini. Agachados: Dorval, Zé Roberto, Madureira, Paulista e Nilson. Foto: reprodução.


Time do Atlético-PR da década de 1960. Em pé, da esquerda para a direita: Djalma Santos, Bellini, Célio, Charrão, Nair e Nilo - agachados: Gildo, Zé Roberto, Madureira, Paulista e Nilson Bocão. Foto: reprodução.


Atlético-PR. Em pé, da esquerda para a direita: Valtinho, Claudio Deodato, Júlio Di, Alfredo e Picasso. Agachados: Buião, Sicupira, Tião Quelé, Sergio Lopes e Nilton Bocão

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa