Pires defendeu o Palmeiras nos anos 60

Pires defendeu o Palmeiras nos anos 60

Morreu na madrugada do último sábado (29), no Hospital do Mandaqui, na Zona Norte de São Paulo, aos 79 anos, José Roberto Pires, mais conhecido como Pires, ex-meio-campista da Primeira Academia do Palmeiras. O ex-atleta, que defendeu o Verdão entre 1962 e 1965, lutava contra um câncer na vesícula.

O ex-jogador morava na Parada Inglesa, bairro da Zona Norte da cidade de São Paulo, onde era aposentado pela Previdência Social. Nascido em 18 de maio de 1941, deixou quatro filhas e cinco netos (três meninos - Gabriel, Guilherme e Cristian - e duas meninas - Giovana e Vitória).

Como jogador do Verdão, atuou em apenas seis partidas (cinco vitórias e uma derrota) e fez dois gols.

Abaixo, leia a nota publicada pelo Palmeiras em homenagem ao ex-jogador:

Morre em São Paulo meio-campista da Primeira Academia aos 79 anos

O Palmeiras lamenta o falecimento do ex-jogador José Roberto Pires, que defendeu o Verdão entre 1962 e 1965, no time que ficou conhecido como a Primeira Academia. Pires tinha 79 anos e faleceu às 03h20 do sábado (29), no Hospital do Mandaqui, na Zona Norte de São Paulo, região onde residia.

Figura constante nas tradicionais festas de veteranos promovidas todos os anos pelo Palmeiras, o ex-meio-campista, lutava contra um tumor na vesícula e uma hérnia umbilical – o tumor, há cerca de um mês, evoluiu para um câncer: ele, então, foi internado na última terça-feira (25), mas não resistiu e teve sua vida acometida pela doença.

Com passagens por outros clubes como S.C. Internacional, XV de Piracicaba e Náutico, o ex-jogador deixa quatro filhas (Helaine, Ana Paula, Kelly Cristina e Katia Regina) e oito netos – uma das netas é Giovana Pires, eleita Miss Centenário do Verdão em 2014.

"Ele era a pessoa mais importante da minha vida. Dedico meu título a ele que sempre me ensinou o valor de ser palmeirense", declarou Giovana Pires, neta do ex-jogador e Miss Centenário do Alviverde em 2014.

"Eu vivo na Austrália hoje em dia. Faço faculdade aqui. As fronteiras estão fechadas e eu não tenho como sair daqui e, por isso, não pude me despedir pessoalmente", completou Giovana, abalada, por morar em outro país e não poder ter se despedido de seu avô em meio à pandemia.

O corpo de Pires foi velado na Salete no sábado (29) e será cremado neste domingo. Entretanto, não haverá cerimônia devido às medidas protetivas de distanciamento social da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Nome completo: José Roberto Pires

Nascimento: 18/05/1941

Falecimento: 29/08/2020

CLIQUE AQUI E CONHEÇA MELHOR A CARREIRA DE PIRES NA SEÇÃO “QUE FIM LEVOU?”

Bridgestone Firestone X SE Palmeiras. Na 1ª fila em pé da esquerda p/direita: o 6º é Alfredo Mostarda,o 8º é o Arouca e o 9º Gilberto Costa. Na 2ª fila em pé da esquerda p/ direita: o 2º é João Paulo, o 6º é Edu Bala, o 8º é o Pires e o 10º Rosemiro. Agachados da esquerda p/direita o 4º é Ademir da Guia e o 7º é Vicente com seu filho Léo. Foto enviada por Vicente Lamberti Neto

 

 

 

 

 

Pires ganhando presente em loja de calçados

 

 

 

Dois momentos da vida do saudoso Pires

 

Destaque para a atuação de Pires, à época jogador do Internacional

 

Veja como era Pires, no comecinho de sua carreira

 

Juvenis do Palmeiras em 1973 pela Taça São Paulo, no Estádio Nicolau Alayon (do Nacional-SP), antes do jogo contro o Goiás. Em pé, da esquerda para a direita, após o massagista (Sr. Antônio), temos Batata (filho de Baltazar, o `Cabecinbha de Ouro´), Arnaldo, Ricardo, Pires, Valdir e Tozzi. Agachados: Tiri, jogador não identificado, Nei Peninha, Toninho Vanusa e jogador não identificado. Foto: arquivo pessoal de Ricardo Longhi

Você também vai gostar

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Int
    12
  • 2 Vas
    10
  • 3 Atl
    9
  • 4 São
    10
  • 5 Pal
    8
  • Veja tabela completa