Ex-zagueiro se recupera de um AVC, sofrido no ano passado. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

Ex-zagueiro se recupera de um AVC, sofrido no ano passado. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

Marinho Peres, ex-zagueiro, capitão da seleção brasileira na Copa de 1974, com passagens pela Portuguesa, Santos, Inter, Palmeiras e Barcelona, entre outros, completa 73 anos nesta quinta-feira (19).

Marinho Peres, que reside em Sorocaba, interior de São Paulo, se recupera de um AVC (Acidente Vascular Cerebral), sofrido em 20 de junho de 2019. 

Natural de Sorocaba, Marinho começou profissionalmente no futebol em sua cidade natal, pelo São Bento, e depois chegou à capital paulista para defender a Portuguesa de Desportos, onde atuou entre 1967 e 1971.

O primeiro título foi pelo Santos, o Campeonato Paulista de 1973, aquele polêmico, que acabou dividido entre o time da Vila e a Portuguesa, seu ex0clube.

Jogou pelo Barcelona, cujo técnico era o lendário Rinus Michels, por uma temporada, e voltou ao Brasil para a fortíssima equipe do Internacional, em 1976, ano em que o time gaúcho conquistou o bicampeonato brasileiro consecutivo.

Aliás, sua vinda ao Inter foi uma novela. Não pelo clube do Beira-Rio, mas por conta de sua situação na Espanha. Como precisou se naturalizar espanhol, uma vez que o Barcelona já contava com dois estrangeiros (Cruijff e Neeskens), Marinho foi convocado pela Marinha espanhola para servir por três anos, ao que o clube catalão fez de tudo para livrá-lo, mas chegou um momento em que não conseguiu mais e ajudou o zagueiro a voltar ao Brasil.

Ainda jogou por Galícia (Bahia), Palmeiras e encerrou sua carreira nos gramados pelo América-RJ.

TREINADOR

Iniciou sua carreira como treinador pelo América-RJ, mesmo clube em que havia encerrado sua jornada como jogador, em 1981.

Embora tenha comandado várias equipes brasileiras, entre elas o Santos, Juventude e Botafogo-RJ, foi no futebol português onde trabalhou mais, à frente de Vitória de Guimarães, Belenenses e Sporting, entre outros.

A última equipe que comandou foi o Belenenses, em 2011.

CLIQUE AQUI E VEJA A PÁGINA DE MARINHO PERES NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?".

Time da Portuguesa de Desportos que empatou por 2 a 2 com o Corinthians, no Morumbi, no dia 14 de setembro de 1969, um domingo. O jogo era válido pela primeira fase do Robertão. Em pé: Guaraci, Paes, Zé Maria, Marinho Peres, Orlando Gato Preto e Américo. Agachados: Valdomiro, Basílio, Leivinha, Lorico e Rodrigues. A Lusa tinha como técnico Aymoré Moreira. Os gols daquela partida foram de Ivair (2), para o Corinthians, Lorico e Zé Maria fizeram para a equipe do Canindé.

 

Pelo Barcelona, clube que defendeu entre 1974 e 1975. Marinho é o penúltimo em pé, da esquerda para a direita. Foto: Divulgação

 

Foto de 20 de fevereiro de 1973, em um jogo no Egito entre Santos x Ah Ahly. Da esquerda para a direita: Cláudio César de Aguiar Mauriz, Marinho Peres, Hermes, Vicente, Clodoaldo e Zé Carlos. Agachados, no mesmo sentindo: Manoel Maria, Brecha, Euzébio, Pelé e Edu. Foto: reprodução

 

Equipe do Inter em 1976, no Beira-Rio. Em pé, da esquerda para a direita: Zé Maria, Manga, Figueroa, Vacaria, Marinho Peres e Falcão. Agachados: Valdomiro, Jair, Escurinho, Caçapava e Dario. Foto: Divulgação

 

Os capitães de Brasil e Argentina (Marinho Peres e Brindisi) observam o árbitro suíço Ruedi Scheurer lançar a moeda antes do jogo disputado em 30 de junho de 1974, na 2ª fase da Copa da Alemanha. Logo depois os jogadores trocaram flâmulas. Com bola rolando, o Brasil venceu por 2 a 1, gols de Rivellino e Jairzinho para o Brasil e Brindisi para os argentinos. Foto: História do S.C.Internacional

Milton Neves e Marinho Peres em 05 de janeiro de 2011, no restaurante Prazeres da Carne, em São Paulo. Foto enviada por Jaimão

 

Alfredo Mostarda e Marinho Peres em 20 de setembro de 2013, na festa de veteranos do Palmeiras, no Espaço Armazém, zona oeste de São Paulo. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

 

 

Encontro de Rubens Minelli e Marinho Peres em 26 de setembro de 2015, na festa de veteranos do Palmeiras, na sede do clube, em São Paulo. Minelli foi o técnico de Marinho no Inter, em 1976. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

 

Marinho em 1974, no Barcelona e na festa de veteranos do Palmeiras em 2013. Fotos: Divulgação (Barcelona) e Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa