Ele comandará sua seleção na final da Eurocopa, contra a Inglaterra. Foto: Divulgação/FIGC

Ele comandará sua seleção na final da Eurocopa, contra a Inglaterra. Foto: Divulgação/FIGC

Vivendo um grande momento à frente da seleção italiana, o técnico Roberto Mancini exaltou seus jogadores pela campanha que levou a Azzurra para disputar a final da Eurocopa no próximo domingo (11) diante da Inglaterra, em Wembley. O jogo está marcado para começar às 16h (de Brasília).

A Itália acumula uma série invicta anterior ao início do certame, de 33 jogos, sendo 27 vitórias e seis empates.

"Agradeço aos jogadores, que acreditaram desde o primeiro dia que poderíamos produzir algo incrível. Agora nos falta mais um passo. Se chegamos até esse ponto, o mérito não é só meu, mas de todos que acreditaram nisso. Os jogadores e todos que trabalharam conosco nos últimos três anos merecem este crédito, porque não foi fácil", ponderou Mancini, que como atleta profissional disputou apenas uma Copa do Mundo, em 1990, em seu país, mas acabou não participando de nenhuma partida.

Antes, teve uma desavença com o técnico Enzo Bearzot, e acabou ficando de fora da Copa de 1986, no México. Em 1994, na Copa dos Estados Unidos, novo problema com outro treinador, Arrigo Sacchi.

No retrospecto da Eurocopa, a Itália, que é tetracampeã em copas do mundo, só possui o título de 1968, ano em que a Eurocopa foi disputada justamente em território italiano.

A Inglaterra, por sua vez, busca seu primeiro título no torneio. O país que se vangloria por ser o berço do futebol tem uma única Copa do Mundo, a de 1966, disputada em seus domínios.

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa