Luís Castro, técnico do Botafogo. Foto: Divulgação/Botafogo

Luís Castro, técnico do Botafogo. Foto: Divulgação/Botafogo

O Botafogo empatou em 1 a 1 com o Juventude na manhã do último domingo (1º), no estádio Nilton Santos, em duelo válido pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro de 2022. Após o apito final do árbitro, a torcida do Glorioso, que lotou o estádio, vaiou a equipe comandada por Luís Castro, que defendeu o trabalho que tem sido feito. 

"Quando nós olhamos um jogo e não ganhamos é porque perdemos alguma coisa. Não podemos esquecer o nosso desapontamento ou fugir da realidade. Não fizemos um jogo tão bom, não conseguimos fazer em campo o que realmente queríamos. Nunca fomos uma equipe estável ao longo do jogo. O lado emocional esteve muito presente e, quando isso acontece, rouba o lado racional. Agradecemos a torcida pela presença, estádio cheio. É fantástica a presença do público hoje. Não foi um bom dia para nós”, explicou Castro. 

"Nós somos claramente uma equipe em construção. Temos alguns jogadores que não atuam há um bom tempo. Mas queremos ganhar, todos queremos vencer. Me agrada muito ver a minha equipe lutar até o final, mesmo quando não está jogando tão bem. É uma torcida esperançosa, então temos que ter esperança no futuro. Temos que seguir o mesmo caminho, com a identidade do clube”, completou o treinador botafoguense. 

 

Você também vai gostar

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa