Radialista morreu nesta madrugada vítima de covid-19. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

Radialista morreu nesta madrugada vítima de covid-19. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

A morte do radialista José Paulo de Andrade na madrugada desta sexta-feira (17), vítima de covid-19, comoveu inúmeros jornalistas com quem ele trabalhou ao longo de décadas, e mesmo aqueles que não tiveram esta oportunidade mas foram seus ouvintes, sobretudo por meio da Rádio Bandeirantes, sua casa por quase 60 anos.

Nascido na capital paulista em 18 de maio de 1942, Zé Paulo começou a carreira no início dos anos 60 na Rádio América. Chegou à Rádio Bandeirantes AM 840 em 1963 e de lá não saiu mais, notabilizando-se na condução de um dos mais emblemáticos programas da rádio,  " O Pulo do Gato".

ABAIXO, ALGUMAS MENSAGENS EM HOMENAGEM A JOSÉ PAULO DE ANDRADE

GRUPO BAND, VIA TWITTER

É com profundo pesar que informamos o falecimento de José Paulo de Andrade, o Zé Paulo, a voz que tanto informou nos deixou calados. De todos os colegas, amigos do Grupo Bandeirantes deixamos aqui o nosso muito Obrigado e aos familiares o nosso abraço mais apertado.

JOÃO DORIA JÚNIOR (GOVERNADOR DE SÃO PAULO, VIA TWITTER)

Recebo com profundo pesar a notícia da morte de José Paulo de Andrade. Ele abrilhantou a história do rádio e do jornalismo. O País perdeu um brasileiro apaixonado e o jornalismo uma de suas principais vozes. Meus sentimentos aos familiares, amigos e ouvintes que o acompanhavam.

MILTON NEVES (JORNALISTA DO GRUPO BANDEIRANTES, VIA TWITTER)

Morre José Paulo de Andrade da Rádio Bandeirantes. Luto no jornalismo, no microfone e no Pulo do Gato. Zé Paulo fez TV e tudo no rádio: narrou, foi repórter volante, comentarista e Gde analista político. Obrigado por tudo, Zé Paulo! Clique aqui e veja o post de Milton Neves em seu blog, em homenagem a José Paulo de Andrade

GUGA CHACRA (JORNALISTA DO GRUPO GLOBO, VIA TWITTER)

Jornalista José Paulo deAndrade morre aos 78 anos em SP após ser diagnosticado com Covid-19. Eu adorava escutá-lo na rádio Band na época que eu ainda morava no Brasil. Meus sentimentos para a família.

ALEXANDRE DE MORAES (MINISTRO DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, VIA TWITTER)

Meus sentimentos e solidariedade à família de José Paulo de Andrade. Um dos jornalistas mais preparados que conheci. Deixa um maravilhoso legado de honradez, trabalho, conhecimento e amor ao jornalismo.

ROBERTO CABRINI (JORNALISTA DO SBT, VIA TWITTER)

Minhas homenagens ao grande José Paulo de Andrade que nos deixou hj.O querido Ze Paulo deixa um legado de competência e independência.Uma voz marcante e eloquente do imaginário do Rádio do Brasil.

EVERALDO MARQUES (NARRADOR DO GRUPO GLOBO, VIA TWITTER)

Acorda São Paulo, do seu sono justo, é hora do Pulo do Gato. A @RBandeirantes dá o pulo do gato e antecipa o fato com José Paulo de Andrade.Quantas manhãs começaram com essa vinheta... minutos mais tarde, a clássica ”Nada de virar pro lado!” Que tristeza. Vá em paz, Zé.

MILTON JUNG (JORNALISTA DA RÁDIO CBN, VIA TWITTER)

Sempre teve voz forte e opinião contundente, ao mesmo tempo que generosa. Tocava meu coração sempre que nos encontrávamos, pois fazia questão de lembrar a história de meu pai. Era a lenda falando da lenda. Nosso carinho à família de José Paulo de Andrade.

FLAVIO GOMES (JORNALISTA DO FOX SPORTS E DO SITE GRANDE PRÊMIO)

Devastado. Velho amigo, que me colocou no ar pela primeira vez na Rádio Bandeirantes em 1985, cobrindo uma SBPC em Curitiba. Entrar no Pulo do Gato foi um divisor de águas pra mim. Que merda, que merda. Clique aqui e veja o post de Flavio Gomes em seu blog, em homenagem a José Paulo de Andrade.

KELLY FERREIRA (JORNALISTA DO PORTAL TERCEIRO TEMPO, VIA FACEBOOK)

O Zé foi de longe um dos melhores com quem trabalhei. Generoso, divertido e disposto a ensinar.
Sempre gostei de esportes radicais, acompanho e pratico alguns. Mas, quando cheguei na RB sabia que por lá não teria espaço para isso, e tudo bem! Novos desafios viriam. O que jamais poderia imaginar é que ganharia tal espaço e que, em pouco tempo, o próprio Zé me ouviria e me convidaria pessoalmente para ser colunista de esportes radicais, no Pulo do Gato. Sim, no programa mais tradicional do rádio brasileiro. Que privilégio!
Muitas vezes, após uma Jornada Esportiva, acordava às 4h30, gravava meu boletim e contava com a ajuda do Paulo Marcello Mamone e da Sil para que o material fosse ao ar. E valia a pena, já que quem o chamaria era o José Paulo de Andrade. Aquele mesmo que tanto ouvi na infância e que se transformou em Zé Paulo, também para mim.
Quando o boletim não estava bom, o Zé me escrevia dando dicas para melhorar. Mas, o seu grande diferencial era quando ele gostava do boletim.... eu tinha a certeza de que ele também me escreveria com seus elogios e, às vezes, até querendo saber mais sobre alguma modalidade que falei.
O Zé sempre foi jovem e entusiasta, impossível não se inspirar em sua personalidade! Ele demonstrava isso no ar, em seus e-mails e em nossas conversas no estúdio.
É, o Zé se foi..., mas como bem sintetizou Claudio Junqueira “Esse Gato Ninguém Segura”! Seu legado no rádio é indiscutível e como pessoa (o que no fundo é o que mais importa) é inquestionável!
Obrigada por tudo e por tanto Zé! E força Dona Suely Longue.

SÉRGIO QUINTELLA (JORNALISTA DA VEJA SÃO PAULO, VIA FACEBOOK)

Nunca imaginei que fosse escrever essa notícia. Lembro da primeira vez em que entrei no ar, ao vivo, no Pulo do Gato, em 2007. Tremendo as pernas, com a voz trêmula. Mas deu tudo certo. Zé Paulo foi ao velório da minha mãe (abraçou meus avós), me deu um dinheirinho de presente de casamento. Era a maior estrela da Rádio Bandeirantes, tinha um gênio forte, mas tratava os mais novos com muito carinho. Minha geração da RB sabe bem disso.

GUILHERME CIMATTI (JORNALISTA DA RÁDIO BANDEIRANTES, VIA FACEBOOK)

Participei de vários "O Pulo do Gato", com informações do esporte. Sempre gravado, por causa do meu horário. Ter meu nome chamado por José Paulo de Andrade é uma das melhores coisas que aconteceram na minha carreira. O jornalismo perdeu um gênio.

RICARDO CAPRIOTTI (JORNALISTA DA RÁDIO BANDEIRANTES, VIA INSTAGRAM)

Hoje é um dia muito triste para mim e para o jornalismo. A morte do José Paulo de Andrade é daquelas que deixam marcas e reflexões profundas.
Apaixonado por rádio que sou, desde criança ouvia o Zé e o seu miado no rádio de casa com os meus pais.
Por isso, aquele primeiro encontro com o então diretor de jornalismo da emissora, quando cheguei à Bandeirantes em 1993, me fez tremer e me emociona até hoje. Com seu jeitão peculiar, me parou no corredor e lascou:
- Capriotti, você foi das melhores coisas que aconteceram na Bandeirantes nos últimos tempos. Virou-se e saiu andando, não me deu nem tempo de agradecê-lo. Carrego estas palavras comigo até hoje como um troféu. O mestre do jornalismo foi generoso com aquele foca. Mas não era comigo. O Zé era generoso com todos os iniciantes.
Desse dia até hoje foram tantas e tantas histórias no ar e fora dele com o Zé que levarei para sempre no coração.
Nas nossas conversas no corredor sempre perguntava pelo meu pai porque os problemas de saúde de ambos eram semelhantes. E talvez por isso sempre enxergava no Zé um pedacinho do meu pai.
É estranho estar neste momento em casa me recuperando da infecção pela Covid-19 e saber que essa doença terrível levou o Zé. Mas nada irá levar o legado que ele deixa para o jornalismo brasileiro.
Descanse, gigante José Paulo de Andrade. E obrigado por tudo.

EDUARDO BARÃO (JORNALISTA DA RÁDIO BANDEIRANTES, VIA TWITTER)

A maior voz do rádio se foi. Grande abraço, Zé! Minha singela homenagem a quem me acompanhou desde criança, José Paulo de Andrade.

GUSTAVO VILLANI (JORNALISTA DO GRUPO GLOBO, VIA TWITTER)

Uma perda enorme a morte do jornalista José Paulo deAndrade. Uma vida na Rádio Bandeirantes, quase 60 anos de casa, entre Esporte e Jornalismo. O Pulo do Gato para a eternidade foi hoje. Abração aos colegas da Band e familiares.

SOCIEDADE ESPORTIVA PALMEIRAS (VIA TWITTER)

É com tristeza que recebemos a notícia do falecimento do jornalista José Paulo de Andrade. Manifestamos as condolências aos amigos e familiares.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa