Pelo alviverde, atuou em 217 partidas (113 vitórias, 62 empates, 42 derrotas) e marcou 102 gols

Pelo alviverde, atuou em 217 partidas (113 vitórias, 62 empates, 42 derrotas) e marcou 102 gols

Um dos grandes nomes das histórias do Palmeiras, do Guarani e do Náutico, o ex-meia Jorge Mendonça completaria nesta segunda-feira (6) 68 anos de idade. Ele morreu em 2006, aos 51 anos, vítima de infarto. 

Nascido no dia 6 de junho de 1954, em Silva Jardim (RJ), ele começou a carreira no Bangu, em 1972. Pelo clube de Moça Bonita, o oportunista e habilidoso atacante marcou 23 gols. Mas em 1973 foi negociado para o Náutico (PE), time que também brilhou e foi o principal goleador do estadual de 1974. Balançou as redes 24 vezes.

Em 1976, Jorge Mendonça teve seu passe comprado pelo Palmeiras. No alviverde de Palestra Itália, o meia chegou a ter como companhia, por pouco tempo, o craque Ademir da Guia. Ao lado do Divino, Jorge Mendonça ajudou o Verdão a conquistar o Paulistão de 1976, inclusive fazendo o gol do título na final.

Pelo alviverde, atuou em 217 partidas (113 vitórias, 62 empates, 42 derrotas) e marcou 102 gols (fonte - Almanaque do Palmeiras: Celso Unzelte e Mário Sérgio Venditti).

Depois de três bons anos no Palmeiras, Jorge Mendonça se tornou um andarilho do futebol. Jogou no Vasco (1980), Guarani (1980 a 1982), Ponte Preta (1983 a 1985), Cruzeiro (1985), Rio Branco-ES (1986), no extinto Colorado (1987 a 1989) e por fim no Paulista de Jundiaí (1989 a 1990). Na passagem pela equipe bugrina, foi artilheiro do Campeonato Paulista de 1981, com 38 gols.

Suas boas atuações lhe renderam vaga na Seleção Brasileira. No início de 1978, participou de alguns amistosos e foi chamado pelo técnico Cláudio Coutinho para disputar a Copa da Argentina. Jorge Mendonça começou como reserva de Zico, mas acabou terminando a competição como titular.

No Mundial, ele ainda protagonizou uma cena inusitada. O treinador o chamou para substituir o Galinho, no jogo contra a Espanha, e passou quase o segundo tempo todo em aquecimento na beira do gramado. Só entrou a 7 minutos do fim.

Pelo escrete canarinho, atuou em 11 partidas (7 vitórias e 4 empates) e marcou dois gols.

O Palmeiras recebeu o Juventus no Pacaembu em 06 de março de 1977, um domingo, e venceu o jogo, válido pelo 1º turno do Campeonato Paulista, por 3 a 1 (dois gols de Toninho e um de Edu para o Verdão e Eloi fez o gol do Moleque Travesso). No lance, o goleiro Armando Fracali está no chão. Polaco, pelo Juventus, ao lado de Jorge Mendonça. O camisa 9 palmeirense é Toninho. Foto: arquivo pessoal de Polaco

 

Time na década de 80: o técnico Zé Duarte, Almeidinha, Chiquinho, Edson, Ariovaldo, Ederson, Jaime, Tavares (presidente), Jorge Luis, Birigüi, Sidmar, Wilson, Gilberto, Edson Magalhães, Mauro, Lúcio, Careca, Frank, Jorge Mendonça, Henrique, Ernani Banana, Angelo e Pedro Pires (preparador físico). Foto enviada por Wilson Coimbra em setembro de 2013

 

Em pé, da esquerda para a direita, o oitavo é Beliato, seguido pelo goleiro Neneca. Agachados, o segundo é Dedeu, Vasconcelos o terceiro, Jorge Mendonça aparece em quarto, o quinto é Paraguaio e Drailton é o sétimo. Foto: Placar

 

Da esquerda para a direita, na fileira de cima: Mário Travaglini (o quarto), Cláudio Coutinho (o quinto), Admildo Chirol (o sétimo), Lídio Toledo (o nono), Carlos Alberto Cavalheiro e Ximbica. Na fileira do meio: Waldir Peres, Rodrigues Neto, Rivellino, Gil, Zico, Carlos, Nelinho, Leão, Polozzi e Oscar. Sentados: Toninho Cerezo, Roberto Dinamite, Dirceu, Reinaldo, Amaral, Edinho, Zé Sérgio, Batista, Jorge Mendonça, Abel Braga, Toninho Baiano e Chicão. Foto: Arquivo pessoal

 

Da esquerda para a direita, Jorge Mendonça, Polozzi e Chicão. Foto: Arquivo pessoal

 

Da esquerda para a direita, Jorge Mendonça, Oscar, Polozzi, Rodrigues Neto e Carlos. Foto: Arquivo pessoal

 

Da esquerda para a direita, em pé: Rosemiro, Gilmar, Beto Fuscão, Polozzi, Mococa, Pedrinho, Zé Mário, Jorge Mendonça, César, Pires e Baroninho. Foto: Arquivo pessoal

 

Da esquerda para a direita, Pedrinho Vicençote, Jorge Mendonça, Jorginho, Polozzi, Carlos Alberto Seixas, Beto Fuscão (parcialmente encoberto), Pires (com o rosto virado) e Rosemiro. Foto: Arquivo pessoal

 

Em pé: Wendell, Jaime, Julio César, Ariovaldo (lateral que foi campeão pelo Atlético-PR), Edson e Almeida. Agachados: Lúcio, Hernani Banana (também jogou no Vasco e Portuguesa), Careca, Jorge Mendonça e Capitão. Neste dia, o Guarani venceu o Náutico por 2 a 0 pelo Campeoanto Brasileiro de 1982, no dia 07 de março. Informações de Artur Eugênio Mathias, que nos enviou a foto

 

Elias e Jorge Mendonça em um jogo de veteranos. Foto enviada por Toninho Becon

 

Matando as saudades dos tempos de futebol profissional. Da esquerda para a direita: Badeco, Luis Carlos Galter, Elias e Edu Bala. Ao fundo está o saudoso Jorge Mendonça. Foto enviada por Toninho Becon

 

Ademir da Guia, Bentivegna, homem não-identificado e Jorge Mendonça, em foto de 2004.

 

Jorge Mendonça e o fã Fábio Cesar Loiola, em janeiro de 2003, no Brinco de Ouro da Princesa, estádio do Guarani de Campinas-SP

 

Paulo Isidoro, ao fundo, joga no mesmo time de Jorge Mendonça,ex-Palmeiras e Náutico, em partida de veteranos no interior, em 2001

 

Em pé: Birigui, Miranda, Édson, Almeida, Edmar e Edson Magalhães. Agachados: Lúcio, Ângelo, Careca, Jorge Mendonça e Capitão.

 

Em pé: Edson, o goleiro Dorival (ex-modelo profissional), Gomes, Chiquinho, Edmar e Almeida. Agachados: Capitão, Jorge Mendonça, Careca, Ângelo e Osnir.

 

Veja sequência de fotos de Jorge Mendonça no Terceiro Tempo da Record do dia 22 de dezembro de 2002

 

Da esquerda para a direita, na foto histórica: Ademir da Guia, o ex-jogador Bentivegna, Ademirzinho (filho do Divino), Didi (ex-volante do Verdão) e Jorge Mendonça.

 

Da esquerda pra direita: Luciano do Valle, Jorge Mendonça(ex-Palmeiras), Juarez Soares e Luís Pereira(ex-Palmeiras)

 

O jornalista ao lado do saudoso Jorge Mendonça

 

Bangu em 1972. Em pé estão Fernando, Moraes, Sidclei, Sérgio, Nena e Aimoré; agachados vemos Jorginho Carvoeiro, Paulinho, Édson, Alves e Jorge Mendonça

 

Jorge Mendonça com a camisa do Náutico em 1973 enfrentando Dudu, do Palmeiras

 

Caricatura do grande craque que nos deixou, e que tanto brilhou com a camisa do Timbu

 

EM PÉ: Miguel, Pedro Omar, Sidiclei, Djalma, Neneca e França. AGACHADOS: Dedeu, Juca Show, Jorge Mendonça, Vasconcelos e Lima

 

Marinho Peres é o da direita. À esquerda, Jorge Mendonça.

 

Vejam o Palmeiras posando para foto no Morumbi. Em pé temos Rosemiro, Gilmar, Beto Fuscão, Ivo, Polozzi e Sóter; agachados Amílton Rocha, Jorge Mendonça, Toninho, Pires e Nei

 

Este Palmeiras venceu o Inter de Porto Alegre por 2 a 0 em 3 de agosto de 1978 no Morumbi. O jogo valeu pela semifinal do Campeonato Brasileiro e teve a presença de 59.495 pagantes. Toninho marcou os dois gols. Em pé estão Rosemiro, Leão, Beto Fuscão, Alfredo, Pires e Pedrinho; agachados vemos Silvio, Jorge Mendonça, Toninho, Escurinho e Toninho Vanusa

 

Baroninho(esq) observa o saudodo Jorge Mendonça treinando cobranças de pênaltis.

 

Jorge Mendonça, Toninho, Baroninho, Pedrinho e Rosemiro comemoram gol do Palmeiras

 

EM PÉ: Rosemiro, Gilmar, Sótter, Zé Mário, Silva e Pedrinho. AGACHADOS: Jorginho, Pires, César, Jorge Mendonça e Baroninho

 

Jorge no Náutico e Verdão

 

EM PÉ: Rosemiro, Mário Soto, Bernardino, Pires, Arouca e Ricardo Longhi. AGACHADOS: Edu Bala, Jorge Mendonça, Toninho, Ademir DaGuia e Nei

 

Acima, o forte Palmeiras de 1976 que conquistou o Paulistão daquele ano ao vencer o XV de Piracicaba na final. O gol do título foi marcado por Jorge Mendonça. EM PÉ: Valdir, Leão, Arouca, Pires, Samuel e Ricardo. AGACHADOS: Edu, Jorge Mendonça, Ademir da Guia, Toninho e Nei

 

Dois momentos de Jorge Mendonça

 

Alguns dos destaques do futebol carioca no começo dos anos 70. Andrada, Marco Antônio, Jairzinho, Paulo Cézar Caju, Jorge Mendonça e Edu Coimbra. Reprodução

 

Em 1974, pelo Náutico. Foto: Divulgação

 

Time do Bangu. Da esquerda para a direita, em pé: Fernando, Morais, Sidclei, Sérgio, Nena e Aimoré. Agachados: Jorge Carvoeiro, Paulistinho, Édson, Alves e Jorge Mendonça. Foto enviada por Erlande de Oliveira Bonfim

 

Palmeiras, campeão paulista de 1976. Da esquerda para a direita, em pé: Valdir, Emerson Leão, Arouca, Pires, Samuel e Ricardo. Agachados: Edu Bala, Jorge Mendonça, Toninho, Ademir da Guia e Nei. Foto: Revista oficial do Palmeiras

 

Em pé: Valdir, Leão, Arouca, Pires, Samuel e Ricardo. Agachados: Edu, Jorge Mendonça, Toninho, Ademir da Guia e Nei. Foto do Palmeiras da década de 1970. Foto: reprodução.

 

Comandando jovens talentos e futuros craques. Da esquerda para a direita, Jorge Mendonça é o primeiro e Mauro Cabeção é o terceiro. Foto enviada por Roberto Diogo

 

Com pequenos craques. Da esquerda para a direita, Jorge Mendonça é o terceiro (em pé e atrás da formação das crianças). Foto enviada por Roberto Diogo

 

Time brasileiro antes da `Batalha de Rosário´ ? empate em 0×0 contra a Argentina. Em pé: Gil, Leão, Oscar, Amaral, Batista e Rodrigues Neto. Agachados: Toninho, Chicão, Jorge Mendonça, Roberto e Dirceu. A foto e a legenda foram retiradas do blog Tardes de Pacaembu, de Rogério Revelles

 

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa