Boa parte das transações foram feitas entre as equipes do país. (Foto: Juventus)

Boa parte das transações foram feitas entre as equipes do país. (Foto: Juventus)

Mesmo diante dos reflexos econômicos da pandemia do COVID-19, o futebol italiano seguiu movimentando o mercado da bola. Desta feita, a prioridade foi de buscar soluções dentro do próprio país. Assim os reforços do exterior ficaram para o segundo plano.

Na lista das 10 negociações mais caras da última janela de transferências, na Terra da Bota, seis já atuavam na Itália. Além disso, cinco desses atletas defendem a seleção Azzura. De acordo com o levantamento feito pelo UOL Esporte, as exceções são raras.

Entre elas, o brasileiro Arthur (que saiu do Barça e foi para a Juventus), o nigeriano Victor Osimhen (que trocou o Lille pelo Napoli) e o marroquino Achraf Hakimi (contratado pela Inter de Milão, após se destacar no Borussia Dortmund).

O valor total gasto em reforços pelos times da primeira divisão do Campeonato Italiano chegou a R$3,7 bilhões. As cifras representam quase a metade do que foi gasto na temporada de 2019/2020.

Vale lembrar que nesse ano a janela de transferências da Inglaterra foi prorrogada. Com isso, novas transações podem ocorrer até o dia 5 de outubro.

TOP 5 DOS REFORÇOS MAIS CAROS DA TEMPORADA NO FUTEBOL ITALIANO

1 - Arthur (Meia, Brasil, Juventus) - 72 milhões de euros

2 - Victor Osimhen (Atacante, Nigéria, Napoli) - 70 milhões de euros

3 - Achraf Hakimi (Lateral direito, Marrocos, Inter de Milão) - 40 milhões de euros

4 - Nicolò Barella (Meia atacante, Itália, Inter de Milão) - 25 milhões de euros

5 - Simone Verdi (Meia atacante, Itália, Torino) - 20 milhões de euros/ Stefano Sensi (Meia, Itália, Inter de Milão) - 20 milhões de euros

Fonte: UOL/ Transfermarkt

(Foto: Divulgação Juventus)

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa