Holandês contou com o abandono de Leclerc. Foto: Oracle Red Bull Racing

Holandês contou com o abandono de Leclerc. Foto: Oracle Red Bull Racing

O holandês Max Verstappen, da Red Bull, venceu neste domingo (22) o GP da Espanha de Fórmula 1, sexta etapa do Mundial, disputada no circuito de Montmeló, em Barcelona. Foi seu 24º triunfo na categoria.

Com o resultado, ele assume a liderança do campeonato, beneficiado pelo abandono de Charles Leclerc, para quem a prova se desenhava de forma clara para a vitória, mas sua Ferrari sofreu uma perda de potência quando liderava, abrindo caminho para o triunfo do piloto da Red Bull, que liderou a dobradinha da equipe austríaca, que teve Sergio Pérez terminando em segundo lugar. Verstappen agora tem 111 pontos contra 104 de Leclerc. 

George Russell, com a Mercedes, fez uma brilhante corrida, completando o pódio em terceiro, após protagonizar um duelo fervoroso com Verstappen pelo segundo lugar na metade da prova, dificultando as ações do piloto holandês. 

Lewis Hamilton, que teve um pneu furado após Magnussen tocar em sua Mercedes na primeira volta, e cair para último, fez uma corrida espetacular e terminou em quinto lugar, superado por Sainz na penúltima volta. Valttteri Bottas, com a Alfa Romeo, fechou o top-6. 

PRÓXIMA ETAPA

Já no próximo domingo  (29), o circo da Fórmula 1 estará montado no mais tradicional circuito do calendário, nas ruas do Principado de Monte Carlo, quando acontece o GP de Mônaco, sétima etapa do Mundial. No ano passado a pole foi de Charles Leclerc, em 1min10s346. Porém, o monegasco sequer chegou a largar, com problema de câmbio em sua Ferrari. Verstappen, após 78 voltas, foi o primeiro a receber a bandeira quadriculada, seguido por Sainz e Norris. 

 

A PROVA

A largada de Leclerc foi perfeita, com Verstappen em segundo. Hamilton tentou superar Sainz, mas acabou sendo tocado por Magnussen e teve seu pneu dianteiro esquerdo furado, obrigando o piloto da Mercedes a uma parada nos boxes.

Duas rodadas na mesma curva, primeiro Sainz e depois Verstappen, que foram para a brita mas conseguiram voltar ao traçado, mas com perdas de posições.

Não bastasse ter errado, Verstappen começou a enfrentar outro problema, já ocorrido no Q3 da classificação, com sua asa móvel, que não funcionava, dificultando a manobra sobre Russell para tentar ganhar o terceiro lugar, após ambos terem feito suas trocas de pneus.

Pérez era o segundo quando fez sua troca de pneus e voltou atrás de Verstappen, em quarto. Leclerc, na frente, ainda com os pneus com que iniciou a prova, mantinha-se em primeiro, com mais de 20 segundos para Russell, o segundo, na conclusão da volta 20.

Leclerc fez sua parada na volta 22 e voltou em primeiro, com boa margem para Russell e Verstappen, que tentava superar o piloto da Mercedes, mas seguia com problemas no acionamento da asa móvel, que funcionava esporadicamente. 

Fim de prova para Leclerc logo depois, com perda de potência em sua Ferrari.

Novo líder n volta 32, quando Pérez superou Russell. Vestappen era o terceiro, seguido por Bottas, Ocon e Norris. 

Russell fez mais uma troca de pneus na volta 37 e caiu para terceiro. Assim, na frente, os dois carros da Red Bull, com Pérez em primeiro e Verstappen em segundo.

Pérez parou na volta seguinte e Verstappen assumiu a ponta. Restava Mas fazer mais uma troca de pneus para que as definições finais acontecessem. A parada de Verstappen aconteceu no giro 45 e ele retornou no segundo lugar.

Com pneus mais novos, Max foi reudzindo a diferença em relação a Pérez e o superou na volta 48.   

A última parada de Russell foi na volta 52, retornando em quarto, atrás de Bottas. Mas, com pneus novos, foi fácil para ele se aproximar e retomar a terceira colocação já na volta seguinte. 

Pérez, temeroso de perder o segundo lugar para Russell, também colocou pneus macios para as últimas voltas.

Restando seis voltas, Hamilton, que chegou a ficar em último lugar no começo da prova, ultrapassou Sainz e ganhou o quarto lugar, mas na penúltima volta, alertado para o alto consumo de combustível, reduziu o ritmo e foi superado por Sainz.  

CALENDÁRIO COMPLETO DO MUNDIAL DE FÓRMULA 1 EM 2022

20/03/2022 – GP do Bahrein – Sakhir – Pole de Charles Leclerc (1min30s558) - Vitória de Charles Leclerc 
27/03/2022 – GP da Arábia Saudita – Jedá – Pole de Sergio Pérez (1min28s200) - Vitória de Max Verstappen
10/04/2022 – GP da Austrália – Melbourne – Pole de Charles Leclerc (1min17s868) - Vitória de Charles Leclerc
24/04/2022 – GP da Emília-Romanha – Ímola – Pole de Max Verstappen (vencedor da Sprint) - Vitória de Max Verstappen
08/05/2022 – GP de Miami – Miami (EUA) – Pole de Charles Leclerc (1min28s796) - Vitória de Max Verstappen
22/05/2022 – GP da Espanha – Barcelona – Pole de Charles Leclerc (1min18s750) - Vitória de Max Verstappen
29/05/2022 – GP de Mônaco – Monte Carlo – 
12/06/2022 – GP do Azerbaijão – Baku – 
19/06/2022 – GP do Canadá – Montreal – 
03/07/2022 – GP da Inglaterra – Silverstone – 
10/07/2022 – GP da Áustria – Red Bull Ring / Spielberg – 
24/07/2022 – GP da França – Paul Ricard – Horários
31/07/2022 – GP da Hungria – Hungaroring / Budapeste – 
28/08/2022 – GP da Bélgica – Spa-Francorchamps – 
04/09/2022 – GP da Holanda – Zandvoort – 
11/09/2022 – GP da Itália – Monza – 
02/10/2022 – GP de Singapura – Marina Bay – 
09/10/2022 – GP do Japão – Suzuka – Horários
23/10/2022 – GP dos EUA – COTA / Austin – 
30/10/2022 – GP do México – Cidade do México – 
13/11/2022 – GP de São Paulo – Interlagos / Brasil – 
20/11/2022 – GP de Abu Dhabi – Yas Marina –  

  

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOU TUBE

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa