Monegasco bateu no final da sessão mas garantiu o primeiro lugar. Foto: Scuderia Ferrari

Monegasco bateu no final da sessão mas garantiu o primeiro lugar. Foto: Scuderia Ferrari

O monegasco Charles Leclerc, correndo em seu país, colocou a Ferrari na pole para o GP de Mônaco, quinta etapa do Mundial de Fórmula 1, prova marcada para começar às 10h deste domingo (23), com transmissão ao vivo pela Band.

Esta será a oitava vez que Leclerc partirá da posição de honra em um grid da categoria máxima do automobilismo e a 229ª pole da Ferrari na Fórmula 1.

Sua volta voadora na classificação, realizada neste sábado (22) pelos 3.337 metros do traçado monegasco, foi feita em 1min10s346, 0s230 melhor que Max Verstappen (Red Bulll), que partirá ao seu lado na primeira fila. O tempo de Leclerc, no entanto, não é melhor que a pole da última prova disputada em Mônaco, em 2019 (a prova de 2020 foi cancelada por conta da pandemia), ocasião em que Lewis Hamilton, com a Mercedes, fez 1min10s166.

A Ferrari não conquistava uma pole desde o GP do México de 2019, ocasião em que o mesmo Charles Leclec, com a SF90, partiu da posição de honra. Agora a busca é por também quebrar o jejum de vitórias, que dura desde o GP de Cingapura de 2019, vencido por Sebastian Vettel. 

Leclerc ainda buscava melhorar sua marca quando acabou batendo no segundo "S" da Piscina, restando 17 segundos para o término do Q3, o que impediu que os concorrentes melhorassem baixassem seus tempos, sobretudo Max, que demonstrava ser o mais capaz de tomar-lhe a pole. Primeiro Leclerc tocou no guard-rail com a roda dianteira direita, quebrando a suspensão. Sem controle, acertou o guard-rail seguinte. Sem tempo, a sessão foi encerrada e o piloto da "casa" pôde, discretamente, comemorar seu feito.

LECLERC, TEMOR POR PUNIÇÃO

O acidente pode trazer uma consequência desastrosa para Charles Leclerc. O piloto da Ferrari salientou sua preocupação com a caixa de câmbio da SF21. Caso haja necessidade de troca, ele perderá posições no grid.

ATUALIZAÇÃO...

A Ferrari informou que a caixa de câmbio da Ferrari de Leclerc não sofreu danos, mas ainda fará uma checagem na manhã de domingo. Assim, caso realmente não haja nenhum problema, o piloto do carro de numeral 16 terá sua pole confirmada. Se houver uma reviravolta, com eventual troca da caixa de câmbio, ele perderá cinco posições no grid.

Verstappen dividirá a primeira fila com Leclerc. Holandês ficou a 0s230 do monegasco. Foto: Red Bull-Honda

A segunda fila será composta por Valtteri Bottas (Mercedes) e Carlos Sainz (Ferrari), terceiro e quarto colocados, respectivamente.

Lando Norris (McLaren) garantiu-se em quinto, seguido por Pierre Gasly (AlphaTauri), o sexto. Ambos superaram seus companheiros de equipe com folga. Daniel Ricciardo parte em 12º e Yuki Tsunoda sequer avançou ao Q2, e larga em 16º.

Apagado em todo o fim de semana, Lewis Hamilton parte da sétima colocação, um contraponto a Sebastian Vettel, que finalmente fez uma boa prova de classificação com a Aston Martin e larga em oitavo.

Sergio Pérez (Red Bull) não foi páreo para Verstappen (ficou a meio segundo do holandês) e larga apenas em nono. Já o décimo colocado tem muito a comemorar, o italiano Antonio Giovinazzi, com a Alfa Romeo, que coroou seu bom fim de semana, chegando ao Q3. Kimi Raikkonen, com a outra Alfa Romeo, estacou no Q2 e parte em 14º.

Se alguns, como Vettel e Giovinazzi tiveram bastante a comemorar, o mesmo não se pode dizer sobre Fernando Alonso. O espanhol foi limado no Q1 e parte em 17º, seis posições atrás de seu companheiro de equipe na Alpine, o francês Esteban Ocon, 11º do grid no Principado.

Vettel dividirá a quarta fila com Hamilton. Tetracampeão foi bem na classificação e parte em oitavo. Foto: Aston Martin Cognizant F1 Team

 

Giovinazzi foi bem com a Alfa Romeo e larga em décimo. Foto: Alfa Romeo Racing Orlen


 

A CLASSIFICAÇÃO

Q1

Com tempo nublado, temperatura do ar em 18ºC, 35ºC no asfalto e 71% de umidade relativa do ar, a sessão começou muito movimentada, com 19 carros na pista, sem Mick Schumacher, que bateu forte no terceiro treino livre neste sábado e o chassi da Haas foi danificado, sem tempo hábil para que ele pudesse participar da sessão que definiu o grid. 

Na primeira parte do treino, com a temperatura do asfalto aumentando minuto a minuto, os tempos foram caindo e todos os pilotos partiram em busca de garantirem vaga no Q2.

Norris e Verstappen, ainda na casa de 1min12s, eram os mais rápidos restando 12 minutos para ao final. Em seguida, Gasly também entrou nesta faixa de tempo, subindo para o segundo lugar, logo superado por Raikkonen. Na sequência, Giovinazzi na ponta, mas Bottas cravou 1min11s794. 

Muitas mudanças. Verstappen assumiu a ponta e Sainz conseguiu melhorar a marca do holandês, fazendo 1min11s341, mas Verstapen deu o trocou e fez 1min11s124, assumindo a liderança da sessão, com Norris em segundo.

Primeiro a consegiur fazer tempo na casa de 1min10s no fim de semana, Bottas foi para o primeiro lugar, com 1min10s938, restando sete minutos para o término do Q1. Leclerc subiu para o segundo lugar, a 0s175 de Bottas.

Na "linha de corte", os dois carros da Alpine, com Alonso em 15º e Ocon em 16º. Mas Ocon melhorou e Alonso não.

Assim, não avançaram ao Q2: Tsunoda, Alonso, Latifi e Mazepin.

Q2

Os 15 que avançaram ao Q2 começaram a disputa pelas dez primeiras colocações nos 15 minutos disponíveis. Deixando o pit-lane, assim que a pista foi liberada, Hamilon foi o primeiro a ganhar os 3.337 metros do traçado monegasco.

E a Ferrari mostrou força com seus dois pilotos, tendo Sainz e Leclerc nas duas primeiras colocações na fase inicial do Q2.

Norris, na sequência, colocou-se entre os dois carros de Maranello, subindo para o segundo lugar, restando oito minutos para o término.

Porém, Verstappen carimbou a marca de Sainz e subiu para o topo da tabela, com 1min10s650.

Os pilotos cumpriram, em média, quatro voltas cada um nesta primeira parte do Q2, deixando os quatro minutos finais para a busca por um dos dez primeiros lugares.

Leclerc tomou a ponta na parte final do Q2, com 1min10s597, com Verstappen em segundo e Bottas em terceiro.

Não avançaram ao Q3: Ocon, Ricciardo, Stroll, Raikkonen e Russel.

Finalmente um bom desempenho de Vettel, que fechou o Q2 em nono lugar.

Q3

No momento decisivo, com dez carros na pista, entre eles Giovinazzi, a surpresa por ter avançado, o primeiro a registrar volta rápida foi Gasly, mas Verstappen fez a melhor volta do fim de semana em seguida, em 1min10s576. Bottas, a 0s060 de Max, subiu para o segundo lugar, mas as Ferrari vinham em bom ritmo.

Leclerc baixou em 0s230 e assumiu o primeiro lugar, com Verstappen em segundo e Sainz foi para terceiro.

Mas Bottas fez um último trecho perfeito e subiu para terceiro.

Bandeira vermelha exatamente por conta da batida de Charles Leclec, mas restando 17 segundos para o final, ele garantiu sua oitava pole na Fórmula 1. Verstappen largará ao seu lado, em segundo.

PROGRAMAÇÃO RESTANTE PARA O GP DE MÔNACO (MONTE CARLO) -  HORÁRIOS DE BRASÍIA

Domingo (23)

Largada para o GP (78 voltas) - 10h (Band e F1TV)

CALENDÁRIO COMPLETO DA FÓRMULA 1 EM 2021*

ETAPAS JÁ REALIZADAS

1. GP do Bahrein (Sakhir) – 28 de março - Pole de Max Verstappen (1mi28s997) - Vitória de Lewis Hamilton.
2. GP da Emilia-Romagna (Ímola) – 18 de Abril - Pole de Lewis Hamilton (1min14s411) - Vitória de Max Verstappen
3. GP de Portugal (Algarve/Portimão) – 2 de maio - Pole de Valtteri Bottas (1min18s348) - Vitória de Lewis Hamilton
4. GP da Espanha (Montmeló) – 9 de maio - Pole de Lewis Hamilton (1min16s741) - Vitória de Lewis Hamilton

PRÓXIMAS ETAPAS

5. GP de Mônaco (Monte Carlo) – 23 de maio - Pole de Charles Leclec (1mn10s346) - 
6. GP do Azerbaijão (Baku) – 6 de junho
7. GP da França (Paul Ricard) – 20 de junho
8. GP da Estíria (Red Bull Ring) – 27 de junho
9. GP da Áustria (Red Bull Ring) – 4 de julho
10. GP da Grã-Bretanha (Silverstone) – 18 de julho
11. GP da Hungria (Hungaroring) – 01 de agosto
12. GP da Bélgica (Spa-Francorchamps) – 29 de agosto
13. GP da Holanda (Zandvoort) – 5 de setembro
14. GP da Itália – (Monza)  12 de setembro
15. GP da Rússia – (Sóchi) 26 de setembro
16. GP de Singapura (Marina Bay)  – 3 de outubro
17. GP do Japão – (Suzuka) 10 de outubro
18. GP dos Estados Unidos ( Austin) – 24 de outubro
19. GP do México (Hermanos Rodriguez) – 31 de outubro
20. GP do Brasil (Interlagos) – 7 de novembro
21. GP da Austrália (Melbourne) – 21 de novembro
22. GP da Arábia Saudita (Gidá) – 5 de dezembro
23. GP de Abu Dhabi (Yas Marina) – 12 de dezembro

* Sujeito a alterações por conta da pandemia do novo coronavírus


      

  

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOUTUBE

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa