Britânico adotou estratégia perfeita em Imola. Foto: Mercedes-AMG F1

Britânico adotou estratégia perfeita em Imola. Foto: Mercedes-AMG F1

O britânico Lewis Hamilton (Mercedes) venceu o GP da Emilia Romagna, disputado neste domingo (1º de novembro) em Imola, no Autódromo Dino e Enzo Ferrari, 13ª etapa do Campeonato Mundial de Fórmula 1. Foi sua 93ª vitória na categoria e com os 85 pontos de vantagem que agora tem para Bottas está ainda mais próximo do heptacampeonato.  bastanndo terminar em segundo lugar a próxima etapa, o GP da Turquia, que acontece em duas semanas, dia 15 de novembro, mesmo que Valtteri Bottas vence esta prova.

Ao lado de Hamilton, no pódio, o finlandês Valtteri Bottas, seu companheiro de equipe na Mercedes, e o australiano Daniel Ricciardo (Renault), que mais uma vez terminou no top-3 na temporada.

Daniil Kvyat (Alpha Tauri) teve uma ótimo final de prova, terminando em quarto lugar, seguido pela Ferrari de Charles Leclerc e a Racing Point de Sergio Pérez.

Com a dobradinha, a Mercedes garantiu seu sétimo título consecutivo entre os construtores, de 2014 a 2020, superando a Ferrari, que tinha seis títulos seguidos entre as equipes, entre 1999 e 2004.

A CORRIDA

BOA LARGADA DE VERSTAPPEN

Hamilton perdeu o segundo lugar na largada para Verstappen, enquanto Bottas mantinha-se em primeiro, a partir da pole obtida na classificação.

ABANDONO LOGO NO COMEÇO

Depois da ótima classificação, quarto colocado no grid, Pierre Gasly foi chamado aos boxes por conta da identificação de um problema, já diagnosticado antes da prova, na refrigeração do motor Honda de sua Red Bull. Ele estava em quinto lugar quando deiou a prova, O francês, que neste ano venceu pela primeira na F1, o GP da Itália, em Monza, competia neste fim de semana com um capacete em homenagem a Ayrton Senna.

Verstappen foi o primeiro do pelotão da frente para trocar de pneus, seguido por Bottas. Hamilton ficou na pista fazendo volta mais rápida atrás de volta mais rápida, o que lhe garantiu a ponta depois que também fez sua troca.

As posições se mantiveram inalteradas até a volta 43, com Hamilton em primeiro, Bottas em segundo e Verstappen em terceiro. Mas Bottas cometeu um erro, escapou do traçado e Verstappen encostou para em seguida ultrapassá-lo e ganhar o segundo lugar.

PNEU, INIMIGO DE VERSTAPPEN...

Mas a alegria de Verstappen não durou muito. Na volta 51 ele sofreu com o estouro do pneu direito traseiro, foi para a brita e abandonou, abrindo caminho para a dobradinha da Mercedes.

Safety car na pista e intensa movimentação nos boxes para troca de pneus. Russel, mesmo durante este período de ritmo lento acabou batendo e deixando a prova com sua Williams bastante avariada após choque contra o guard-rail, provavelmente por um erro próprio, com os pneus pouco aquecidos.

Pista liberada na volta 57, restando cinco voltas para o final, com Hamilton em primeiro, seguido por Bottas, Ricciardo, Leclerc, Kvyat e Pérez. Na relargada, rodada de Albon, que quase foi atingido por Sainz. O tailandês perdeu posições e caiu para 15º.

Kviat ganhou o quarto lugar de Leclerc ainda na volta 57 e o monegasco começou a ser ameaçado por Pérez. E Kvyat parecia com apetite para tirar o terceiro lugar de Ricciardo, aproximando-se do australiano, mas não conseguiu superá-lo, enquanto Hamilton, Bottas e Ricciardo recebiam a bandeira quadriculada nos três primeiros lugares.

PRÓXIMA ETAPA

 Em duas semanas, no dia 15 de novembro, acontece o GP da Turquia, em Istambul, ausente do calendário desde 2011, ano em que Sebastian Vettel (Red Bull) foi o vencedor e fez a pole (1min25s049). Felipe Massa é o recordista de triunfos em Istambul, com três (2006, 2007 e 2008, sempre com Ferrari). 

CALENDÁRIO COMPLETO DA TEMPORADA DE 2020 DA F1:

1ª etapa: 5 de julho – GP da Áustria (Spielberg) - Vitória de Valtteri Bottas (Mercedes) - Pole de Bottas (1min02s939)
2ª etapa: 12 de julho – GP da Estíria (Spielberg) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes) - Pole de Hamilton (1min19s273)
3ª etapa: 19 de julho – GP da Hungria (Hungaroring) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes) - Pole de Hamilton (1min13s447)
4ª etapa: 2 de agosto – GP da Grã-Bretanha (Silverstone) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes) - Pole de Hamilton (1min24s303)
5ª etapa: 9 de agosto – GP do Aniversário de 70 anos da Fórmula 1 (Silverstone) - Vitória de Max Verstappen (Red Bull-Honda) - Pole de Bottas (1min25s154)
6ª etapa: 16 de agosto – GP da Espanha (Barcelona) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes) Pole de Hamilton (1min15s584)
7ª etapa: 30 de agosto – GP da Bélgica (Spa-Francorchamps) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes) - Pole de Hamilton (1min41s252)
8ª etapa: 6 de setembro – GP da Itália (Monza) - Vitória de Pierre Gasly (Alpha Tauri-Honda) - Pole de Hamilton (1min18s887)
9ª etapa: 13 de setembro - GP da Toscana (Mugello) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes) - Pole de Hamilton (1min15s144)
10ª etapa: 27 de setembro - GP da Rússia (Sochi) - Vitória de Valtteri Bottas (Mercedes) - Pole de Hamilton (1min31s304)
11ª etapa: 11 de outubro - GP do Eifel (Alemanha, em Nurburgring) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes) - Pole de Bottas (1min25s269)
12ª etapa: 25 de outubro - GP de Portugal (Portimão) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes) - Pole de Hamilton (1min16s652)
13ª etapa: 1º de novembro - GP da Emilia Romagna (Imola) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes) - Pole de Valtteri Bottas (1min13s609)

PRÓXIMAS ETAPAS:

14ª etapa: 15 de novembro - GP da Turquia (Istambul)
15ª etapa: 29 de novembro - GP do Bahrein (Sakhir)
16ª etapa: 6 de dezembro - GP do Bahrein (Sakhir)
17ª etapa: 13 de dezembro - GP de Abu Dhabi (Yas Marina)


   

 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOU TUBE

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa