Com pneus melhores, britânico garantiu sua 98ª vitória na categoria. Foto: Mercedes-AMG Petronas F1

Com pneus melhores, britânico garantiu sua 98ª vitória na categoria. Foto: Mercedes-AMG Petronas F1

O britânico Lewis Hamilton (Mercedes) venceu o GP da Espanha, quarta etapa do Mundial de Fórmula 1, disputado neste domingo (9) em Montmeló, resultado que o coloca com 14 pontos de vantagem sobre Max Verstappen (94 a 80). O holandês terminou em segundo e fez a volta mais rápida, ganhando um ponto de bonificação.

Foi a 98ª vitória de Hamilton na categoria máxima do automobilismo, um dia após ter atingido a marca centenária em pole-positions.

A vitória foi garantida na volta 60, quando ele superou Max Verstappen (Red Bull), que havia largado melhor e sustentado a liderança até então.

Com pneus em melhores condições, Lewis não teve dificuldades para superar o holandês, que recebeu a bandeira quadriculada na segunda colocação. Completando o pódio, em terceiro, Valtteri Bottas (Mercedes).

A Ferrari conseguiu o quarto lugar com Charles Leclerc, que foi seguido por Sergio Pérez (Red Bull) e Daniel Ricciardo (McLaren), quinto e sexto colocados. Aliás, foi a primeira vez que Ricciardo superou seu companheiro de equipe na temporada. Lando Norris terminou duas posições atrás, em oitavo.

Verstappen largou melhor mas não conseguiu segurar Hamilton no final. Foto: Red Bull-Honda

 

Ricciardo conduziu a McLaren ao sexto lugar. Foi a primeira vez que ele superou o companheiro de equipe, Norris, que foi o oitavo. Foto: McLaren F1

 

A PROVA

Na largada, por dentro, Verstappen tomou a ponta do pole Hamilton, que não arriscou dividir a primeira curva com o holandês.

Leclerc, o quarto do grid, superou Bottas, que na volta 8 tentou recuperar a posição mas o monegasco se defendeu bem. 

Na volta 9, problema na AlphaTauri de Tsunoda, que abandonou. Com o carro parado em uma curva, entrada do safety-car.

RELARGADA

Com a AlphaTauri de Tsunoda removida, relargada da prova na volta 11. Verrstappen dosou bem para manter-se em primeiro, com Hamilton em segundo e Leclerc em terceiro.

Quem foi mal no recomeço da prova foi Alonso, que perdeu duas posições.

Na disputa pela liderança, Max parou primeiro que Lewis para sua troca de pneus. Houve uma demora fora do padrão na Red Bull, em 4,1s, contra os habituais 2,0, por conta de um problema na colocação da roda traseira esquerda.

Hamilton ficou na pista, minimizando a chance de ganhar a posição de Verstappen após sua parada, talvez indicando uma estratégia distinta, de apenas uma parada.

Hamilton parou na volta 28. Troca feita em 2,7s.

Max Verstappen assumiu a ponta com folga para Lewis Hamilton.

Os seis primeiros colocados na volta 30: Verstappen, Hamilton, Bottas, Leclerc, Ricciardo e Raikkonen.

A partir da volta 34 começou a aproximação de Hamilton em relação a Verstappen, reduzindo a diferença para a casa de 1 segundo.

Nas voltas seguintes, uma repetição dos fatos, com o britânico abrindo a asa móvel mas apenas conseguindo-se aproximar do holandês no final da reta principal, sem conseguir fazer a manobra para ultrapassar.

Em quinto, Ricciardo se defendia bem do ataque de Pérez, enquanto Hamilton voltou aos boxes para nova troca de pneus, na volta 43, calçando sua Mercedes com pneus médios já usados.

Hamilton voltou em terceiro mas com ótimo ritmo, indicando que poderia superar Verstappen mesmo que o holandês ficasse sem parar para nova troca de pneus.

Os seis primeiros na volta 45: Verstappen, Bottas, Hamilton, Leclerc, Ricciardo e Pérez.

Na volta 47, finalmente, Pérez conseguiu ganhar o quinto lugar de Ricciardo.

Ricciardo e Sainz pararam na volta 48 para troca de pneus.

Os seis primeiros na volta 48: Verstappen, Bottas, Hamilton Leclec, Pérez e Ocon.

HAMILTON ASSUME O 2º LUGAR

Na volta 52, Bottas demorou para atender o clamor da equipe para permitir que Hamilton, mais rápido, assumisse o segundo lugar, mas o britânico fez a manobra de asa móvel aberta e buscou a liderança nas 13 voltas finais.

Bottas parou nos boxes na volta 54 para sua última troca de pneus e voltou na quarta colocação.

Os seis primeiros na volta 54: Verstappen, Hamilton, Lecler, Bottas, Pérez e Ricciardo.

BOTTAS DE VOLTA AO 2º LUGAR

No giro 57, com pneus novos (macios), Bottas recuperou o segundo lugar ao ultrapassar Leclerc, sem dificuldade.

Quinto colocado, Pérez parou para sua última troca de pneus na volta 58 e conseguiu sustentar-se em quinto.

Em quarto lugar, com boa margem para Pérez, Leclerc também parou para colocar pneus novos.

Leclerc, quarto colocado, evidenciando a recuperação da Ferrari após uma temporada ruim em 2020. Foto: Scuderia Ferrari

HAMILTON NA FRENTE

Como esperado, na volta 60, novo líder, Hamilton, que superou Verstappen, com facilidade, de asa móvel aberta.

Em seguida, box para Verstappen, que teve sua Red Bull calçada com pneus macios para tentar a volta mais rápida e o ponto de bonificação, que acabou de fato conseguindo.

Pódio confirmado com Hamilton em primeiro, Verstappen em segundo e Bottas em terceiro.

Bottas, mais uma vez coadjuvante. Finlandês da Mercedes foi o terceiro. Foto: Mercedes-AMG Petronas F1

PRÓXIMA ETAPA: 

Em duas semanas, no dia 23 de maio, acontece a próxima etapa do Mundial, o GP de Mônaco. A prova foi cancelada no ano passado em razão da pandemia e está de volta ao calendário.

O circuito já está pronto, sediou inclusive a etapa da Fórmula E no último sábado (8). A última edição do GP de Mônaco nas ruas do Principado aconteceu em 2019, e Lewis Hamilton (Mercedes) foi o pole, com a marca de 1min10s166. Ele mesmo venceu a prova, seguido por Sebastian Vettel (Ferrari) e Valtteri Bottas (Mercedes).

OS MAIORES VENCEDORES EM MÔNACO:

Ayrton Senna é o maior vencedor do traçado monegasco, com seis triunfos, um a mais que Graham Hill e Michael Schumacher. Alain Prost é o terceiro, com quatro vitórias. Stirling Moss, Jackie Stewart, Nico Rosberg e Lewis Hamilton venceram, cada um, três vezes.

Em 2019, nas ruas do Principado, Hamilton à frente de Verstappen. O holandês acabou punido em cinco segundos e terminou em quarto. O britânico venceu o GP de Mônaco. Foto: Mercedes-AMG F1

 

 

 

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO APÓS QUATRO ETAPAS (DEZ PRIMEIROS COLOCADOS)

CALENDÁRIO COMPLETO DA FÓRMULA 1 EM 2021*

ETAPAS JÁ REALIZADAS

1. GP do Bahrein (Sakhir) – 28 de março - Pole de Max Verstappen (1mi28s997) - Vitória de Lewis Hamilton.
2. GP da Emilia-Romagna (Ímola) – 18 de Abril - Pole de Lewis Hamilton (1min14s411) - Vitória de Max Verstappen
3. GP de Portugal (Algarve/Portimão) – 2 de maio - Pole de Valtteri Bottas (1min18s348) - Vitória de Lewis Hamilton
4. GP da Espanha (Montmeló) – 9 de maio - Pole de Lewis Hamilton (1min16s741) - Vitória de Lewis Hamilton

PRÓXIMAS ETAPAS

5. GP de Mônaco (Monte Carlo) – 23 de maio
6. GP do Azerbaijão (Baku) – 6 de junho
7. GP da Turquia (Istambul) – 13 de junho
8. GP da França (Paul Ricard) – 27 de junho
9. GP da Áustria (Red Bull Ring) – 4 de julho
10. GP da Grã-Bretanha (Silverstone) – 18 de julho
11. GP da Hungria (Hungaroring) – 01 de agosto
12. GP da Bélgica (Spa-Francorchamps) – 29 de agosto
13. GP da Holanda (Zandvoort) – 5 de setembro
14. GP da Itália – (Monza)  12 de setembro
15. GP da Rússia – )Sóchi) 26 de setembro
16. GP de Singapura (Marina Bay)  – 3 de outubro
17. GP do Japão – (Suzuka) 10 de outubro
18. GP dos Estados Unidos ( Austin) – 24 de outubro
19. GP do México (Hermanos Rodriguez) – 31 de outubro
20. GP do Brasil (Interlagos) – 7 de novembro
21. GP da Austrália (Melbourne) – 21 de novembro
22. GP da Arábia Saudita (Gidá) – 5 de dezembro
23. GP de Abu Dhabi (Yas Marina) – 12 de dezembro

* Sujeito a alterações por conta da pandemia do novo coronavírus


      

  

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOUTUBE

 

 

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa