Britânico largou em décimo para vencer em Interlagos. Foto: Beto Issa/F1/Divulgação

Britânico largou em décimo para vencer em Interlagos. Foto: Beto Issa/F1/Divulgação

De forma espetacular, largando do décimo lugar, o heptacampeão Lewis Hamilton (Mercedes) venceu neste domingo (14) 0 GP de São Paulo de Fórmula 1, 19ª etapa do Mundial, etapa que teve seu grid definido por meio da Corrida Sprint, a exemplo do que acontecera duas vezes nesta temporada, em iniciativa inédita da FIA, nos GPs da Grã-Bretanha (Silverstone) e Itália (Monza).

Foi a 101º vitória de Hamilton, que rcomemorou seu triunfo, após passar pela linha de chegada, desfilando com uma bandeira do Brasil na mão direita. Ele reduziu a diferença para Verstappen, o segundo colocado da prova, de 21 para 14 pontos (332,5 para Max e 318,5 para Lewis). Valtteri Bottas (Mercedes) completou o pódio e ocupa o terceiro lugar na tabela, com 203 pontos.

No começo, entrada de safety-car, por conta dos destroços da AlphaTauri de Tsunoda e da Aston Matin de Stroll, que se tocaram no "S" do Senna. Logo em seguida, com pista liberada, safety-car virtual, pois o bico da Hass de Mick Schumacher, danificado, também deixo detritos pelo caminho, após o alemão se enroscar com Raikkonen, da Alfa Romeo.

Hamilton rapidamente escalou o pelotão e na volta 19 ele já era o segundo, após superar Pérez em sua segunda tentavia, depois de receber o troco do mexicano.

A vantagem de Verstappen para Hamilton era superior a três segundos mas caiu para 1s2 após ambos trocarem pneus, enquanto Bottas ganhava a terceira colocação de Pérez, depois do mexicano tê-lo superado na fase inicial da corrida.

Depois da segunda parada, três voltas depois de Max, Hamilton começou a fazer voltas mais rápidas que o holandês e assumiu a ponta na volta 59, com uma linda manobra na freada do Lago.

A fase final da prova foi relativamente óbvia, com Hamilton ampliando a vantagem para Verstappen e Bottas, distante, sem conseguir ameaçar o holandês da Red Bull.

Quem também não apresentou ritmo para fazer frente aos protagonistas do campeonto foi Pérez (Red Bull), que recebeu a bandeira quadriculada em quarto. Os dois carros da Ferrari vieram na sequência, com Charles Leclerc e Carlos Sainz, em quinto e sexto lugares, respectivamente.

A PROVA 

O domingo começou com tempo bom na zona sul da capital paulista, único dia do fim de semana com céu aul e termperaturas mais elevadas, ambiente em 23,5ºC e da pista batendo na casa de 54,0ºC.

Com as arquibancadas totalmente lotadas e o público bastante animado, o maestro e pianista João Carlos Martins executou a primeira parte do Hino Nacional Brasileiro e, logo após o enceramento, aviões da Esquadilha da Fumaça sobrevoaram o Autódromo José Carlos Pace.

No grid, ausência de Raikkonen, que precisou começar do pit-lane pois sua Alfa Romeo teve um problema na asa móvel.

Todos, a exceção de Tsunoda, começaram com pneus médios (amarelos). O japonês da AlphaTauri iniciou com o composto macio da Pirelli, de faixa vermelha.

Na largada, Verstappen foi melhor e assumiu a ponta, enquanto Norris e Leclerc se estranhavam na disputa doméstica da Ferrari. Bottas também foi superado por Pérez. Vettel já era o sexto na abertura da volta 2.

Na freada do "S" do Senna, na volta 3, mais uma posição para Hamilton, ganhando o quinto lugar de Sainz, já de olho em Leclerc, o quarto. E o britânico já era o quarto na volta 4.

Toque entre Tsunoda e StRoll no "S" do Senna, com o japonês forçando demais sobre o canadense.

Nenhuma resistênia de Bottas, que permitiu a ultrapassagem de Hamilton, já o terceiro na volta 6.

Fazendo volta mais rápida em cima de volta mais rápida, apenas os dois carros da Red Bull à frente da Mercedes de Hamilton.

A vantagem de Max para o Lewis: 4s5, quando o safety-car entrou na pista para que os destroços do toque entre a AlphaTauri de Tsunoda e a Aston Martin de Stroll fossem removidos.

Todos os carros, para evitar a sujeira no "S" do Senna, fizeram suas passagens pelo pit-lane, puxados pelo safety-car.

Relargada na volta 10, com Versappen e Pérez conseguindo segurar Hamilton, enquanto Leclerc pressionava Bottas.

Problema com Mick Schumacher, qu tinha sua asa dianteira quebrada após toque com Raikkonen. O safety-car visual foi acionado porque pedaços do bico do carro do alemão da Haas ficaram pela pista.

Com o pelotão em velocidade limitada, os fiscais puderam providenciar a limpeza.

Prova reiniciada na volta 14 e Hamilton pareceu mais próximo de Pérez.

AS SEIS PRIMEIRAS POSIÇÕES NA VOLTA 15: Verstappen, Pérez, Hamilton, Bottas, Leclerc e Sainz.

Na volta 18, no "S", Hamilton passou por Pérez mas o mexicano deu o troco no Lago.

Na volta seguinte, a mesma manobra de Hamilton sobre Pérez, que desta vez não devolveu.

Com Verstappen em primeiro e Hamilton em segundo, a diferença entre eles era de 3s8 na volta 21.

Pit-stop para Hamkilton e Sainz na volta 27 e Verstappen fez o mesmo no giro seguinte.

A diferença entre Max e Lewis caiu, enquanto Pérez e Bottas estavam na pista, ainda sem trocar pneus.

Mudança na terceira posição após os pit-stops, com Bottas subindo para terceiro e Pérez caindo para o quarto posto.

AS DEZ PRIMEIRAS POSIÇÕES NA VOLTA 35:

Verstappen, Hamilton, Bottas, Pérez, Leclerc, Sainz, Gasly, Ricciardo, Alonso e Norris.

Segunda parada de Max, na volta 41. Assim, Lewis assumiu a ponta. Agora restava anotar os desempenhos dos dois para saber o que aconteceria depois que a Mercedes fizesse o mesmo com o britânico.

A parada de Hamilton foi na volta 43 e Max, que havia feito voltas bem melhores que o heptacampeão, reassumiu a ponta com folga maior, em 2s1.

Volta mais rápida para Lewis, em 1min12s135 e a diferença caindo para 1s2. Depois, 1min11s982 para Hamilton, outro giro muito veloz, começando a pressionar Verstappen de maneira mais aguda.

Muita pressão de Lewis sobre Max no Lago, chegando a colocar meio carro à frente do holandês. Os dois foram para a área de escape mas o piloto da Red Bull conseguiu se manter na dianteira, isso na volta 48.

Hamilton perdeu um pouco de terreno e precisou "remar" novamente para tentar ficar em posição favorável para uma nova tentativa de manobra sobre o holandês.

Com problema em sua McLaren, Ricciardo enrou nos boxes na volta 51 e abandonou.

Nenhuma punição após investigação acerca da saída de pista de Max e Lewis.

Na volta 57, na Reta Oposta, Max foi para um lado e outro tentando evitar dar o vácuo a Hamilton, o que deu certo. Na freada do Lago ele se manteve à frente do britânico. 

A ULTRAPASSAGEM DE HAMLTON

Na volta 59, finalmente, linda ultrapassagem de Hamilton sobre Verstappen, por fora, na freada do Lago, que desta vez não conseguiu resistir ao ímpeto do heptacampeão.

Restando dez voltas, Hamilton conseguiu aumentar a vantagem para Verstappen, fechando a prova com 10s4 de vantagem para Verstappen. Bottas foi o terceiro, fazendo a volta mais rápida da prova.

PRÓXIMA ETAPA

O circo da Fórmula 1 terá uma tarefa hercúlea para, em uma semana, no dia 21 de novembro, estar todo montado em Losail, no Catar, 20ª etapa do Mundial, circuito que pela primeira vez receberá a categoria máxima de automobilismo, que seguirá no Oriente Médio para as duas provas derradeiras do campeonato: os GPs da Arábia Saudita (5 de dezembro) e Abu Dhabi (12 de dezembro).

CALENDÁRIO COMPLETO DA FÓRMULA 1 EM 2021*

ETAPAS JÁ REALIZADAS

1. GP do Bahrein (Sakhir) – 28 de março - Pole de Max Verstappen (1mi28s997) - Vitória de Lewis Hamilton
2. GP da Emilia-Romagna (Ímola) – 18 de Abril - Pole de Lewis Hamilton (1min14s411) - Vitória de Max Verstappen
3. GP de Portugal (Algarve/Portimão) – 2 de maio - Pole de Valtteri Bottas (1min18s348) - Vitória de Lewis Hamilton
4. GP da Espanha (Montmeló) – 9 de maio - Pole de Lewis Hamilton (1min16s741) - Vitória de Lewis Hamilton
5. GP de Mônaco (Monte Carlo) – 23 de maio - Pole de Charles Leclerc (1min10s346) - Vitória de Max Verstappen
6. GP do Azerbaijão (Baku) – 6 de junho - Pole de Charles Leclerc (1min41s218) - Vitória de Sergio Pérez
7. GP da França (Paul Ricard) – 20 de junho - Pole de Max Versappen (1min29s990) - Vitória de Max Verstappen
8. GP da Estíria (Red Bull Ring) – 27 de junho - Pole de Max Verstappen (1min03s841) - Vitória de Max Verstappen
9. GP da Áustria (Red Bull Ring) – 4 de julho - Pole de Max Verstappen (1min03s720) - Vitória de Max Verstappen
10. GP da Grã-Bretanha (Silverstone) – 18 de julho - Pole de Max Verstappen (Sprint) - Vitória de Lewis Hamilton
11. GP da Hungria (Hungaroring) – 1º de agosto - Pole de Lewis Hamilton (1min15s419) - Vitória de Esteban Ocon
12. GP da Bélgica (Spa-Francorchamps) – 29 de agosto - Pole de Max Verstappen (1min59s765) - Vitória de Max Verstappen (valendo metade dos pontos)
13. GP da Holanda (Zandvoort) – 5 de setembro - Pole de Max Verstappen (1min08s885) - Vitória de Max Verstappen
14. GP da Itália – (Monza) - 12 de setembro - Pole de Max Verstappen (Sprint) - Vitória de Daniel Ricciardo
15. GP da Rússia – (Sóchi) - 26 de setembro - Pole de Lando Norris (1min41s993) - Vitória de Lewis Hamilton
16. GP da Turquia (Istambul) – 10 de outubro - Pole de Valtteri Bottas (1min22s998) - Vitória de Valtteri Bottas
17. GP dos Estados Unidos (Austin) 24 de outubro - Pole de Max Verstappen (1min32s910) - Vitória de Max Verstappen
18. GP da Cidade do México (Hermanos Rodriguez) - 7 de novembro - Pole de Valtteri Bottas (1min15s875) - Vitória de Max Verstappen
19. GP de São Paulo (Interlagos) - 14 de novembro - Pole de Valtteri Bottas (Sprint) - Vitória de Lewis Hamilton

PRÓXIMAS ETAPAS:

20. GP do Catar (Losail) - 21 de novembro
21. GP da Arábia Saudita (Jedá) – 5 de dezembro
22. GP de Abu Dhabi (Yas Marina) - 12 de dezembro

* Sujeito a alterações por conta da pandemia do novo coronavírus


      

  

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOUTUBE

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa