Mercedes foi a força reinante no traçado russo. Foto: Mercedes-AMG F1

Mercedes foi a força reinante no traçado russo. Foto: Mercedes-AMG F1

Depois de ser o mais rápido no TL1, com 1min34s923, o finlandes Valtteri Bottas voltou a andar na frente no segundo ensaio para ser o mais rápido da sexta-feira (25), nos preparativos para o GP da Rússia, em Sochi, palco da décima etapa do Mundial de Fórmula 1, aquela em que Lewis Hamilton poderá, em caso de vitória, igualar o recorde de Michael Schumacher, com 91 triunfos na categoria.

No TL2, Bottas completou 37 giros pelos 5.848 metros do traçado russo e fez, no melhor deles, 1min33s519, 0s267 abaixo do que seu companheiro de equipe, Lewis Hamilton, que terminou em segundo lugar.

Os motores Renault seguem em franca evolução e vieram nas três posições seguintes, com Daniel Ricciardo (Renault) em terceiro e as duas McLaren, Carlos Sainz e Lando Norris, quarto e quinto colocados, respectivamente. Sergio Pérez (Racing Point) fechou a lista dos seis primeiros colcados.

A Ferrari, se não foi brilhante, pelo menos não ficou no fim da tabela. Charles Leclerc ficou em oitavo e Sebastian Vettel foi o décimo. 

O sábado (26) reserva a última sessão livre a partir das 6h e a classificação começa às 9h. A corrida, no domingo (27), está programada para 8h10 (horários de Brasília.

CAMPEONATO:

Lewis Hamilton é o líder do campeonato com 190 pontos. Bottas, o segundo colocado, soma 135, enquanto Vertappen, o terceiro, que não pontuou nos dois últimos GPs, está em terceiro, com 110.

NO ANO PASSADO...

Em 2019, Leclerc fez a pole em 1min31s628, mas a Mercedes dominou, com Hamilton vencendo e Bottas terminando em segundo. Leclerc, que liderou boa parte da prova, mas teve uma pane (perda de potência do motor), completou o pódio, em terceiro.

RETROSPECTO GERAL EM SOCHI

O traçado de Sochi, construído dentro de um parque olímpico, com 5.848 metros de extensão, recebe a F1 desde 2014. Apenas a Mercedes venceu na pista russa. Foram quatro vitórias de Lewis Hamilton (2014, 2015, 2018 e 2019), uma de Nico Rosberg (2016) e uma de Valtteri Bottas (2017).

PROGRAMAÇÃO PARA O GP DA RÚSSIA (SOCHI) - HORÁRIOS DE BRASÍIA:

Sexta-feira (25)
Treino Livre 1   05:00 às 06:30 
Treino Livre 2   09:00 às 10:30 

Sábado (26)
Treino Livre 3   06:00 às 07:00 
Classificação – 09:00 às 10:00

Domingo (27)
Largada para corrida (53 voltas) – 08:10 

CALENDÁRIO COMPLETO DA TEMPORADA DE 2020 DA F1:

5 de julho – GP da Áustria (Spielberg) - Vitória de Valtteri Bottas (Mercedes)
12 de julho – GP da Estíria (Spielberg) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes)
19 de julho – GP da Hungria (Hungaroring) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes)
2 de agosto – GP da Grã-Bretanha (Silverstone) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes)
9 de agosto – GP do Aniversário de 70 anos da Fórmula 1 (Silverstone) - Vitória de Max Verstappen (Red Bull-Honda)
16 de agosto – GP da Espanha (Barcelona) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes)
30 de agosto – GP da Bélgica (Spa-Francorchamps) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes)
6 de setembro – GP da Itália (Monza) - Vitória de Pierre Gasly (Alpha Tauri-Honda)
13 de setembro - GP da Toscana (Mugello) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes)
27 de setembro - GP da Rússia (Sóchi)
11 de outubro - GP do Eifel (Alemanha, em Nurburgring)
25 de outubro - GP de Portugal (Portimão)
1º de novembro - GP da Emilia Romagna (Imola)
15 de novembro - GP da Turquia (Istambul)
29 de novembro - GP do Bahrein (Sakhir)
6 de dezembro - GP do Bahrein (Sakhir)
13 de dezembro - GP de Abu Dhabi (Yas Marina)

 




   

 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOU TUBE

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa