Bruno, condenado pelo assassinato de Eliza Samúdio. Foto: Divulgação

Bruno, condenado pelo assassinato de Eliza Samúdio. Foto: Divulgação

O goleiro Bruno, condenado pela morte de Eliza Samúdio e atualmente cumprindo sua pena em regime semiaberto, concedeu nesta semana entrevista ao programa “Conexão Repórter”, de Roberto Cabrini.

Na entrevista, Bruno afirmou que já pediu perdão para quem achava necessário.

"Não (devo pedir perdão para ninguém). Todas as pessoas que pedi perdão já me perdoaram. Durmo com a minha consciência tranquila", disse.

Bruno falou também sobre a sua condenação (17 anos e 6 meses em regime fechado por homicídio triplamente qualificado).

"Lógico que não (foi justa a condenação). Tem uma pancada de erro", afirmou.

Por fim, o goleiro respondeu se considerava ser um anjo.

"Não, mas também não fui esse demônio", finalizou.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa