Ele brilhou na lateral-esquerda do Peixe entre 1957 e 1964. Foto: Divulgação/Santos F.C

Ele brilhou na lateral-esquerda do Peixe entre 1957 e 1964. Foto: Divulgação/Santos F.C

O saudoso Dalmo Gaspar, um dos históricos jogadores do Santos Futebol Clube, completaria 89 anos nesta terça-feira (19).

Autor do gol que deu o título do bicampeonato mundial ao Peixe em 1963 na vitória diante do Milan por 1 a o, no Maracanã (de pênalti, no terceiro jogo da decisão), o ex-lateral-esquerdo Dalmo nos deixou em 2 de fevereiro de 2015, vítima de Mal de Alzheimer.

Nascido em 19 de outubro de 1932, Dalmo começou a jogar futebol no bairro Vianelo, em Jundiaí, sua cidade natal. O garoto, então, foi selecionado por um "olheiro" do São Paulo de Jundiaí, onde foi aprovado e conquistou seu primeiro título, na Liga Jundiaiense de Futebol, como juvenil.

Em seguida despertou o interesse do Paulista de Jundiaí, seu primeiro clube como profissional, onde atuou entre 1951 e 1954, até ser contratado pelo Guarani de Campinas, onde jogou entre 1954 e 1957.

Ganhando cada vez mais notoriedade como lateral-esquerdo, Dalmo foi para o Santos em 1957, por onde acumulou uma série de títulos, permanecendo no clube da Vila Belmiro até 1964.

Foram cinco campeonatos paulistas (1958/60/61/62/64), duas Taças Brasil (1961e 1964), duas Libertadores (1962 e 1963), dois campeonatos mundiais interclubes (1962 e 1963), o Rio-São Paulo de 1959, e torneios internacionais, como o de Paris (1960 e 1961), o de Valência (1959), Cidade do México (1959), Itália (1961) e San José (1961).

"Gilmar, Lima, Mauro e Dalmo. Zito e Calvet. Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe jamais serão superados", dizia Dalmo. 

Depois do Santos ele ainda voltou a Campinas para jogar pelo Guarani, entre 1964 e 1966, e encerrou sua bela carreira nos gramados por outro ex-clube, o Paulista de Jundiaí, em 1967.

Funcionário público aposentado, Dalmo era casado com Maria Carbonari Gaspar, com quem teve dois filhos: Fábio Gaspar e Ana Paula Gaspar.

No dia 16 de novembro de 2013, Pelé deu uma entrevista ao jornal Folha de S.Paulo sobre a comemoração dos 50 anos do bicampeonato mundial Interclubes. Crédito da foto: Eduardo Anizelli, Folha Press, reprodução.


Da esquerda para a direita, em pé: Dalmo Gaspar, Fioti, Ramiro Valente, Getúlio, Urubatão e Manga. Agachados: Hélio Canjica, Álvaro Valente, Baianinho, Guerra e Dorval. Foto cedida por Guilherme Guarche enviada por Wesley Miranda


Da esquerda para a direta, em pé: Lula (técnico), Feijó, Dalmo, Zito, Fioti, Urubatão, Manga, Laércio, Hélvio e Getúlio. Agachados: Dorval, Hélio, Álvaro, Afonso, Pagão, Guerra, Pelé, Pepe e Macedo (massagista). Foto enviada por Wesley Miranda


Muricy sorri ao lado de Dalmo, Pepe e Tata em fevereiro de 2013 na Vila Belmiro. Foto enviada por Ana Paula Gaspar


Pepe e Dalmo com André, Durval e Arouca, na Vila Belmiro em 2013. Foto enviada por Ana Paula Gaspar


Dalmo, Edinho e Pepe em fevereiro de 2013 na Vila Belmiro. Foto enviada por Ana Paula Gaspar


Pepe e Dalmo tiram foto com Neymar, maior estrela do Santos em 2013. Foto enviada por Ana Paula Gaspar


Pepe e Dalmo deram entrevista à TV oficial do Santos FC em 2013. Foto enviada por Ana Paula Gaspar


Gylmar é o goleiro do time dos sonhos do veterano Mengálvio, na edição de maio de 2013 da Revista Placar. Foto: Reprodução


Da esquerda para a direita, em pé: Dalmo, Zito, Formiga, Getúlio, Mauros Ramos de Oliveira e Laércio. Agachados: Dorval, Ney, Pagão, Pelé e Tite. Foto enviada por Roberto Saponari


Em pé, da esquerda para a direita: Haroldo, Dalmo, Lima, Ismael, Gylmar e Mauro. Agachados, da esquerda para a direita: Dorval, Mengálvio, Coutinho, Almir, Pepe e o massagista Macedo. Foto: Reprodução/Revista do Santos


Em pé, da esquerda para a direita, Dalmo, Zito, Urubatão, Formiga, Getúlio e Laércio. Agachados, da esquerda para a direita, Dorval, Jair, Coutinho, Pelé e Pepe. Foto: Reprodução/Revista do Santos


Em pé, da esquerda para a direita: Chico Formiga, Dalmo Gaspar, Zito, Mauro Ramos, Getúlio e Laércio. Agachados: Sormani, Mengálvio, Ney Blanco, Pelé e Pepe


Luís Álvaro abraça Coutinho e Dalmo cumprimenta Lima, ao lado de Pepe (primeiro à esquerda) durante homenagem realizada no dia 14 de outubro de 2012 na Vila Belmiro


Coutinho, Pepe, Dalmo, Luís Álvaro e Lima durante homenagem realizada na Vila Belmiro no dia 14 de outubro de 2012


Coutinho, Pepe, Lima, e Dalmo recebem mãos de Luís Álvaro homenagem pelos 50 anos do primeiro título mundial do Peixe, no intervalo do jogo entre Santos e Vasco no dia 14 de outubro de 2012, na Vila Belmiro


Confira notas sobre o clássico Santos x Benfica, onde os santistas estavam atrás de prêmio espetacular e sobre o preço do futebol e o do pires de leite. Imagem reprodução do jornal "O Globo"


Da esquerda para a direita, Nelson Faria (largou o futebol), Dalmo Gaspar (posteriormente se tornou bicampeão mundial pelo Santos) e Henrique Passos (que antes de encerrar carreira, atuou na Portuguesa Santista e na Esportiva de Guaratinguetá). Foto reprodução da revista A Gazeta Esportiva Ilustrada


Em pé, da esquerda para a direita: Feijó, Laércio, Ramiro, Manga, Fiotti, Marcelino, Rubens Salles, Pinduca, Macedo e Álvaro. Agachados: Zezinho, Hélio Canjica, Dorval, Raimundinho, Coutinho, Palácio, Dufles e Dalmo. Foto enviada por Guilherme Guarche


Nos anos 50 e em 2011


Ídolos do presente, em 1993, entregavam homenagens aos ex-jogadores que conquistaram o bicampeonato mundial. Da esquerda para a direita: Zito, de camisa e calça branca, Pepe, Dalmo e Tite.


Ídolos do presente, em 1993, entregavam homenagens aos ex-jogadores que conquistaram o bicampeonato mundial. Da esquerda para a direita: Dalmo aparece de camisa azul listrada, seguido por Tite, João Carlos, Olavo, Joel Camargo e Haroldo.


Ídolos do presente, em 1993, entregavam homenagens aos ex-jogadores que conquistaram o bicampeonato mundial: Orlando Duarte entrega para Dalmo Gaspar.


Da esquerda para a direita, em pé: Zito, Ismael, Dalmo, Calvet, Gylmar e Mauro. Agachados: Bé, Lima, Coutinho, Pelé e Pepe. Foto envida por Walter Roberto Peres


Em pé, da esquerda para a direita: Zé Carlos, Zito, Dalmo, Calvet, Mauro e Laércio. Agachados, da esquerda para a direita: Sormani, Mengálvio, Coutinho, Pelé, Pepe e o massagista Macedo. Foto: Walter Peres


Em pé, da esquerda para a direita: Irno, Pavão, Calvet, Fioti, Dalmo e Zé Carlos. Agachados, da esquerda para a direita: Sormani, Jair Rosa Pinto, Ney Blanco, Pelé e Tite. Foto: Walter Peres


Em pé, da esquerda para a direita, Lima, Zito, Dalmo, Calvet, Mauro e Laércio. Agachados, da esquerda para a direita: Dorval, Tite, Coutinho, Pelé e Pepe


O Santos no Pacaembu em 3 de novembro de 1957. E o lindo estádio, que 54 anos depois viu o mesmo Santos vencer sua terceira Libertadores da América, estava lotado. Em pé, da esquerda para a direita: Fioti, Zito, Getúlio, Laércio, Ramiro e Dalmo. Agachados: Dorval, Pagão, Pelé, Álvaro e Tite. Foto/Reprodução: Popperfoto/Getty Images, publicada no jornal Folha de São Paulo em 17 de julho de 2011


Dalmo Gaspar


Em pé, da esquerda para a direita: Dalmo, Calvet, Zito, Fioti, Mauro Ramos e Lalá. Agachados: Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe


 


Festa do Octa Brasileiro do Santos, em 10 de fevereiro de 2011 no Salão de Mármore da Vila Belmiro, em Santos. Foto: Carlos Prieto, o Didi


Festa do Octa Brasileiro do Santos, em 10 de fevereiro de 2011 no Salão de Mármore da Vila Belmiro, em Santos. Foto: Carlos Prieto, o Didi


Festa do Octa Brasileiro do Santos, em 10 de fevereiro de 2011 no Salão de Mármore da Vila Belmiro, em Santos. Foto: Carlos Prieto, o Didi


Sérginho, ex-lateral do Palmeiras e Portuguesa Santista e Dalmo, ex-lateral do Santos, na festa do Octa Brasileiro do Santos, em 10 de fevereiro de 2011 no Salão de Mármore da Vila Belmiro, em Santos. Foto: Carlos Prieto, o Didi


O Guarani de Campinas nos anos 50. Em pé, da esquerda para a direita: o dirigente Garbelini, Valdir, Saraiva, James, Paulo Martorano, Henrique, Dalmo Gaspar e o médico Zito Meloni. Agachados: Fifi, César, Piolim, Vila Lobos, Dido e o mascote João Carlos Galerani. A identificação das fotos foi do jornalista Fauzi Kanso


Zico após jogar na Portuguesa Santista retornou ao Guarani de Campinas em 1965. Na foto ele aparece em Ulrico Mursa ao lado do jogador Dalmo, do Santos. Foto enviada por Walter Roberto Peres


Em pé: Formiga, Dalmo, Zito, Mauro, Dalmo, Getúlio e Laércio. Agachados: Sormani, Mengálvio, Ney Blanco, Pelé e Pepe


Da esquerda para a direita, de frente para trás, vemos Coutinho, Mengálvio, Lima, Dalmo (de mão levantada), Pepe (sozinho no meio), Dorval (também de mão levantada), Gylmar e, lá atrás, Ismael, que jogou um bolão nessa partida. A foto é da agência "O Globo", de 16 de novembro de 1963, e foi publicada pela Folha de S. Paulo em 5 de setembro de 2010.


Gol de Placa - Criação de Joelmir - Até o filme "Pelé Eterno" fica com ciúmes dessa seqüência de fotos que retrata tão bem o histórico gol de placa de Pelé, em Castilho do Flu, no dia 5 de março de 1961 no Maracanã, pelo Torneio Rio-São Paulo. O número 6 do Tricolor é Clóvis, ex-Guarani, e veja nas fotos acima Pelé cercado por até 6 (seis) jogadores do Flu e vence a todos. Acompanham também o genial lance Pinheiro, Dorval e Coutinho. Tinha mesmo que ter nascido ali o "gol de placa", criação do então jornalista esportivo Joelmir Beting. As fotos são do livro "Eu sou Pelé", de Benedito Ruy Barbosa, editado em 1961, sendo a primeira obra específica em livro sobre o Rei do Futebol.

5 de março de 1961

Competição: Torneio Rio São Paulo.

Fluminense 1 x Santos 3.

Gols de : Pelé. Pelé. Pepe e Jaburu.

Local: Maracanã.

Árbitro: Olten Ayres de Abreu.

Renda: 2.685.317,00

Santos: Laércio, Fioti, Mauro, Calvet e Dalmo; Zito e Mengalvio (Nei); Dorval, Coutinho, Pelé e Pepe (Sormani).

Fluminense: Castilho, Jair Marinho, Pinheiro, Clovis (Paulo) e Altair; Edmilson e Paulinho; Telê Santana (Augusto), Valdo, Jaburu e Escurinho.


Veja mais uma formação do Peixe em 1958. Em pé, da esquerda para a direita, vemos: Dalmo, Zito, Urubatão, Formiga, Getúlio e Laércio. Agachados: Dorval, Jair Rosa Pinto, Coutinho, Pelé e Pepe. A foto foi enviada pelo querido Walter Roberto Peres, pesquisador de Santos.


Santos, anos 50. Em pé: Feijó, Laércio, Ramiro, Manga, Fioti, Marcelinho, Rubens Sales, Pindica, massagista Macedo e Álvaro. Agachados: Zezinho, Hélio, Dorval, Raimundinho, Coutinho, Palácio, Dulfes e Dalmo.


Santos em 1962, ano do primeiro título mundial do alvinegro das praias. Em pé vemos Getúlio, Zito, Dalmo, Formiga, Mauro Ramos e Laércio; agachados estão Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe. Foto enviada ao site pelo internauta santista Walter Peres


Vestir terno e gravata, dar entrevistas e ler. Como é difícil encontrar atualmente jogadores com as mesmas vontades de Dalmo, retratado no perfil acima


Momento para a eternidade. Dalmo, à direita, cobra com perfeição a penalidade máxima que representou o único gol da vitória santista sobre o Milan, na terceira partida decisiva do Mundial de 1963, jogada no Maracanã diante de 120 mil pagantes. O goleiro Balzarini se esticou mas não conseguiu defender


Elenco do Santos homenageado, no salão de mármore da Vila Belmiro, pela conquista do bicampeonato mundial interclubes contra o Milan da Itália, em 1963. Os heróis, considerando os mais visíveis e conhecidos, de baixo para cima e da direita para esquerda, são: Mauro, Ismael, Lima, Pelé, Pepe e Dorval, na primeira fila. Seguem-se: Macedo, Calvet, Haroldo, Almir, Toninho, Zito e o técnico Lula. E, na fila de cima: Laércio, Rossi, Mengálvio, Olavo, Dalmo e Coutinho (encoberto)


Uma das fortes formações do Santos em 1963. Em pé: João Carlos, Lima, Dalmo, Maneco, Gylmar dos Santos Neves e Mauro Ramos de Oliveira. Agachados: Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe.


O volante Cássio marca o gol contra o Santos no jogo em que o Timão parecia acabar com o tabu contra o Santos em campeonatos paulistas (que durou 11 anos). No final, o Peixe virou a partida para 2 a 1 com uma assistência e outro gol do carrasco Pelé


Neste Santos de 1958, estão em pé: Ramiro, Airton Pavilhão, Veludo, Scotto, Dalmo e Zito. Agachados: Dorval, Jair, Pelé (então novinho), Pagão, Pepe e Macedo.


A cidade de Santos parou para receber os campeões mundiais de 1962. O Peixe bateu o Benfica por 5 a 2 na última partida, que muito consideram ter sido a maior atuação da vida de Pelé. Desfilando em carro aberto vemos, da esquerda para a direita, Zé Carlos, Pelé, Lima, Mengálvio, Coutinho, Dalmo, Pagão, Bé e Dorval


Elenco do Santos tricampeão paulista, em 1962. Naquela época, o excesso de partidas obrigava a diretoria santista a formar um segundo time, que se revezava na disputa de torneios e amistosos e aparece na foto com a camisa listrada. Em pé: Formiga, Dorval, Olavo, Silas, Maneco, Pagão, Coutinho, Lima, Zito, Dalmo, Pelé, Tite, Zé Carlos Silvério, Pepe, Mauro e Laércio. Agachados: Oswaldinho, Ismael, João Carlos, Figueiró, Luís Cláudio, Bé, Cacalo, Nenê, Décio Brito e o massagista Macedo.


Em pé: Zito, Ramiro, Manga, Urubatão, Getúlio, Dalmo e o massagista Macedo. Agachados: Dorval, Jair Rosa Pinto, Pagão, Pelé e Pepe.


Veja todos os detalhes do jogo mais emocionante do qual Dalmo participou:


O goleiro Lalá e o lateral-esquerdo Dalmo Gaspar.


Em 1971, os descontraídos Pepe, Dalmo e o goleiro Lalá. A foto é de Armando P. da Silva.


A foto, do dia 21 de junho de 1959, foi tirada na cidade espanhola de La Coruña. Maravilhosa por si só, mostra o Peixe posando 30 minutos depois de um jogo em que o goleou o Botafogo por 4 a 1 e ficou com a taça do torneio Tereza Herrera, um dos mais tradicionais do mundo disputado desde 1946. Por sinal, o alvinegro da Vila jogou tanto naquela ocasião que a torcida não arredou pé do estádio, lá ficando para aplaudir ininterruptamente os craques que bailavam com a camisa branca mais famosa do mundo. Em pé estão o tesoureiro Ciro Costa, Dorval, Fioti, o inesquecível Fiori Giglioti, o médico da delegação Daló Salerno, Lula, Getúlio, cartola não identificado, Zito, Athié Jorge Cury, Formiga, Lalá, Ramiro, Laércio, Mourão, mais um cartola não identificado, Modesto Roma e mais dois membros da delegação não identificados. Na fila de baixo estão Feijó, Dalmo, Pavão, Alfredinho, Coutinho, Álvaro, Afonsinho, Pelé, Pepe e o massagista Macedo com a camisa com a letra "E" estampada, em referência à palavra enfermeiro que, anos depois, seria substituída no meio futebolístico pelo "M" de massagista. Quanta saudade...e viva o Santos meu amor!!!!


Veja o grande Santos antes de partida disputada em 1961 na cidade de Montevidéu, no Uruguai. Em pé estão Calvet, Zito, Dalmo, Jorge Trombada, Mauro e Lalá; agachados estão Sormani, Mengálvio, Coutinho, Dorval e Pepe


Em pé: Getúlio, Dalmo, Jorge, Formiga, Mauro e Silas (ex-goleiro do Madureira). Agachados: Tite, Mengálvio, Dorval (raridade, na posição de centroavante), Pelé (tão pensativo... deve ter feito uns cinco naquele dia) e Pepe.


O jogo é o terceiro contra o Milan na final do Mundial Interclubes, de 1963, no Maracanã. Lima e Ismael carregam a bandeira do Brasil. Haroldo, O Sombra, e Almir (de cabeça baixa) entraram em campo. Ao fundo, Dalmo, e herói do pênalti do título.


Em pé: Lima, Zito, Dalmo, Calvet, Gylmar e Mauro. Agachados: Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe.


Milton Neves posa ao lado de foto marcante do time santista dos anos 60, no Memorial do Santos Futebol Clube, na Vila Belmiro, em 28 de abril de 2007. Dalmo é o 3° em pé.


Em pé: Ramiro, Hélvio, Getúlio, Manga, Dalmo, Zito e o técnico Lula. Agachados: Dorval, Álvaro, Pagão, Pelé e Pepe.


Em pé: Gylmar, Mauro Ramos de Oliveira, Zé Mário, Marçal, Mengálvio, Lima, Juary, Zito, Pepe, Dalmo, Ailton Lira e Fernando. Na linda foto de Ronaldo Kotsho, da Placar, no Pacaembu, só faltou um tal de Pelé.


Da esquerda para direita, Dalmo Gaspar, Ararinha (ex-técnico) e Zoca, irmão de Pelé. A foto foi tirada em 1964, numa pensão de jogadores novatos do Santos.


Em pé: Zito, Dalmo, Calvet, Formiga, Mauro e Laércio. Agachados: Dorval, Mengálvio, Ney Blanco, Pelé e Pepe.


Em pé: Dalmo, Fioti, Getúlio, Manga, Zito, Feijó e um integrante da comissão técnica. Agachados: Hélio Canjica, Pagão, Guerra, Pelé, Dorval e o massagista Macedo.


A foto é do dia 12 de dezembro de 2002. Em pé: Pavão, Ramos Delgado, Dalmo, Zito, Gilberto Sorriso, Lima, Clodoaldo, Félix (semi encoberto), um ex-jogador não identificado, Dorval e Zé Carlos Silvério. Agachados: Olavo, um ex-jogador não identificado, Manuel Maria, Lalá, Pelé, Silvio Major, Maneco, Aluisio Guerreiro e massagista Beraldo.


A foto é de 1962 e mostra como Dalmo, Pagão, Mengálvio, Lima, Coutinho, Gylmar, etc, foram recebidos em Santos. Era o Santos FC campeão do mundo pela primeira vez.


Esse Santos bateu o Benfica por 3 a 2, no Maracanã, dia 19 de setembro de 1962, no primeiro jogo da final do Mundial Interclubes. Em pé: Lima, Zito, Dalmo, Calvet, Gylmar e Mauro. Agachados: Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe.


13 de dezembro de 1961, o Santos goleou a Ferroviária por 6 a 2, na Vila Belmiro, e conquistou o bicampeonato paulista. Em pé: Lima, Zito, Dalmo, Calvet, Mauro e Laércio. Agachados: Dorval, Tite, Coutinho, Pelé e Pepe.


Pela Taça Brasil de 1963, Pelé substituiu Gylmar, que foi expulso aos 41 minutos do segundo tempo, dia em que o Santos bateu o Grêmio por 4 a 3, no Pacaembu. A partida foi disputada no dia 19 de janeiro de 1964. O gremista à frente a Pelé é João Severiano (o Joãozinho). Atrás, Haroldo (o Sombra) e Joel Camargo. Ao fundo, com a mão no queixo, Dalmo. Foto: Twitter de Pelé


Veteranos do Santos reunidos na Vila Belmiro, em 2012. Em pé: Mengálvio, Geraldino, Lima, Dalmo e Pepe. Agachados: Dorval, Pelé e Coutinho.


Pelé e Dalmo Gaspar com um mascote do Guarani na década de 60. Alguém sabe quem é o garotinho que posou ao lado dos craques santistas. Foto publicada no Facebook da ASSOPHIS/ do site Jundiaí Agora


Na foto (colaboração de Kadw Gomes), jogadores do Santos posam antes de empate em 3 a 3 diante do Sporting Cristal no dia 18 de fevereiro de 1960. Em pé, da esquerda para a direita: Zito, Urubatão, Dalmo, Formiga, Getúlio e Laércio. Agachados: Dorval, Mário, Ney Blanco, Pelé, Pepe e o massagista Macedo


À esquerda estão Brandão e Lima. À direita estão Laércio Milani, Pelé e Brandão e em baixo estão Getúlio, Brandão, Dalmo Gaspar e Lima. Foto: reprodução


Fioti, Ramiro, Getúlio, Veludo, Zito e Dalmo. Abaixo: Tite, Álvaro, Pelé, Pagão e Pepe, em 1957, na Vila Belmiro. Foto: arquivo pessoal do historiador Wesley Miranda.


Time do Paulista que enfrentou o Linense no Pacaembu em 18 de maio de 1953. Da esquerda para a direita, em pé: Jaú, Léo, Godê, Nicanor, Martinelli e Dalmo. Agachados: Alvair, Tito, Pedrinho, Renato e Boquita. Foto enviada por Moises Bueno


Garrincha vai para cima de Dalmo, em duelo no Pacaembu, em 1962. Foto enviada por Moises Bueno


Equipe do Santos na década de 60. Em pé, da esquerda para a direita: Geraldino, Lima, Dalmo, Calvet, Silas e Mauro Ramos de Oliveira. Agachados: Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe. Foto: ASSOPHIS (Associação dos Pesquisadores e Historiadores do Santos Futebol Clube


Palmeiras e Santos. Da esquerda para a direita, Dalmo e Julinho Botelho. Foto enviada por Moisés Bueno


Viagem santista, nos anos 60. Da esquerda para a direita: Lalá, Dalmo e Coutinho


Em pé: Dalmo, Zito, Haroldo, Chico Formiga, Gylmar e Mauro Ramos. Agachados: Dorval, Lima, Coutinho, Pelé e Pepe. Famosa e vencedora formação do Santos Futebol Clube.


Homenagem prestada por internautas do "Que Fim Levou?"


Grande Dalmo Gaspar, marcou época no Santos


Em 1962 o Santos venceu o Peñarol por 2x1, pela Libertadores. Veja a escalação do Peixe: Coutinho, Dorval, Pagão, Dalmo, Lima, Pepe, Mengálvio, Calvet, Mauro Ramos, Gylmar e Zito.


 


 


Em 18 de dezembro de 2014. Foto: ASSOPHIS (Associação dos Pesquisadores e Historiadores do Santos F.C)


Homenageado. Foto: ASSOPHIS (Associação dos Pesquisadores e Historiadores do Santos F.C)


Campeão paulista em 1958, pelo Santos. Foto: ASSOPHIS (Associação dos Pesquisadores e Historiadores do Santos F.C)


Dalmo Gaspar autografa a camisa de Wesley Miranda


Pelé e Dalmo Gaspar divulgado a linha de cuecas de Zito

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa