Neymar, de agasalho, durante treino no CT Joaquim Grava, do Corinthians. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Neymar, de agasalho, durante treino no CT Joaquim Grava, do Corinthians. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Brasil e Argentina se enfrentam neste domingo (5) na Neo Química Arena, em Itaquera (SP), jogo marcado para começar às 16h, válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo do Catar, no próximo ano.

Com a melhor campanha, sete vitórias em sete jogos, a Seleção Brasileira está na ponta da tabela com 21 pontos, enquanto a Argentina ocupa a vice-liderança, também invicta, mas com 15 pontos (quatro vitórias e três empates).

As duas seleções jogaram no meio da última semana, e ambas venceram seus compromissos fora de casa. O Brasil derrotou o Chile por 1 a 0 e a Argentina passou pela Venezuela, fazendo 3 a 1.

Tite não poderá contar com o zagueiro Marquinhos, que cumpre suspensão após receber o segundo cartão amarelo. O treinador brasileiro ainda não definiu quem estará ao lado de Militão na zaga: Miranda ou Lucas Veríssiomo. A boa entrada de Éverton Ribeiro, autor do gol diante do Chile, também deixou o técnico do Brasil em dúvida. Ele pode ganhar a vaga de Vinícius Júnior, que começou a partida contra os chilenos.

Na Argentina, o treinador Lionel Scaloni deve manter o mesmo time que venceu os venezuelanos. O ataque, principal trunfo da equipe, será formado por Di María, Lionel Messi e Lautaro Martinez.

Tanto o Brasil como a Argentina utilizaram instalações corintianas para seus trabalhos nesta semana, ambas na zona leste da capital paulista. O time canarinho ocupou as dependências do CT Joaquim Grava, em Itaquera, enquanto os vizinhos na América do Sul realizaram treinos no Parque São Jorge, no bairro do Tatuapé. 

NO ÚLTIMO CONFRONTO, VITÓRIA DA ARGENTINA

A última vez que o clássico entre Brasil e Argentina aconteceu foi na final da Copa América, realizada no dia 10 de julho deste ano, no Maracanã. Os argentinos venceram por 1 a 0, gol de Di María.

RETROSPECTO

Em 110 partidas disputadas, ligeira vantagem brasileira, com 44 vitórias, contra 41 da Argentina. Aconteceram 26 empates e o Brasil supera o rival por pouco em gols, 170 a 167.

EQUIPES PROVÁVEIS:

Brasil: Weverton; Danilo, Militão, Miranda (Lucas Veríssimo) e Alex Sandro; Casemiro, Bruno Guimarães e Lucas Paquetá; Vinícius Júnior (Everton Ribeiro), Neymar e Gabriel Barbosa. Técnico: Tite.

Argentina: Emiliano Martínez; Molina, Pezzella, Otamendi e Acuña; De Paul, Guido Rodríguez, Dybala e Lo Celso; Di Maria, Lionel Messi e Lautaro Martínez. Técnico: Lionel Scaloni.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa