Tricolor conta com reforços de peso e as expectativas são grandes. Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Tricolor conta com reforços de peso e as expectativas são grandes. Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

O São Paulo Futebol Clube é uma das equipes mais vencedoras do Brasil, seja em âmbito nacional ou internacional. O Tricolor Paulista possui seis canecos do Brasileirão em sua galeria de troféus, além de três Copas Libertadores e três Mundiais Interclubes. Na década de 2000, principalmente a partir da segunda metade, o Time do Morumbi ostentava uma hegemonia entre os grandes clubes brasileiros que não perecia que seria quebrada tão facilmente.

Exemplo de boa administração, referência no trabalho de base e na estrutura médica, o que levou alguns atletas que atuavam no exterior a virem tratar suas lesões no REFFIS - Núcleo de Reabilitação Esportiva Fisioterápica e Fisiológica, o São Paulo se sobressaia sobre seus rivais. A consequência disso? Campeão da América e do Mundo em 2005 e tricampeão brasileiro entre 2006 e 2008, elevando a equipe ao posto de maior campeã do Campeonato Brasileiro, com 6 títulos, antes da unificação e de futuras conquistas dos oponentes.

Após os anos de glórias vividos pelo Tricolor na referida década, o clube passou a enfrentar problemas, principalmente no que se refere à esfera administrativa, e as consequências chegaram até as quatro linhas. Com exceção ao título sul-americano conquistado em 2012, o São Paulo enfrenta uma longa seca. São quase 11 anos sem conquistar o Campeonato Brasileiro, 14 anos sem conquistar o Paulistão e a América, além de uma incômoda freguesia nos clássicos estaduais.

Na atual temporada, o Tricolor já realizou 10 clássicos contra Corinthians, Palmeiras e Santos. Dos 10 embates, no tempo regulamentar, o São Paulo venceu apenas 1, que foi o 3 a 2 no Santos, ocorrido no último sábado (10/08). Apesar de ter eliminado o Palmeiras na semifinal do Paulistão nos pênaltis (5 a 4), o Tricolor não venceu o Alviverde em nenhum dos dois jogos. Contra o Corinthians, foram 4 confrontos neste ano, 3 vitórias alvinegras e um empate, com título paulista do Timão para cima do Tricolor. Ainda podemos acrescentar nestas estatísticas o fato de o São Paulo nunca ter vencido (no tempo regulamentar) nenhum de seus rivais da capital em suas novas arenas.

No entanto, este cenário ruim para o Tricolor parece estar começando a mudar. As contratações de Daniel Alves e Juanfran, jogadores de altíssimo calibre, deram uma injeção de ânimo no clube e na torcida. Além dos referidos reforços, o plantel ainda conta com Pato, Hernanes, Tchê Tchê, Everton e o jovem talento Antony. A vitória para cima do líder do campeonato no sábado dá indícios de ser um sintoma dessa mudança de chave. Primeiro triunfo em clássico no ano e contra a equipe sensação do momento!

O fato de o São Paulo estar disputando apenas o Campeonato Brasileiro também enche os torcedores de esperanças. Sem precisar conciliar duas ou mais competições, o Tricolor pode concentrar todos os seus esforços no campeonato nacional e brigar pelo caneco que não vem há algum tempo. Com o elenco reforçado e um técnico experiente como Cuca, não é loucura apontar o Tricampeão do Mundo como um postulante ao título.

Portanto, este é o questionamento que fica: até aonde pode ir o São Paulo de Cuca e Daniel Alves?

* Renan Riggo é jornalista esportivo (A Folha Esportiva) e assessor de imprensa da PPress Marketing e Comunicação

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 San
    32
  • 2 Fla
    30
  • 3 Pal
    30
  • 4 Atl
    27
  • 5 São
    27
  • Veja tabela completa