Goleiro brilhou no duelo com Raí na semifinal do Brasileirão de 1999. Foto: Reprodução

Goleiro brilhou no duelo com Raí na semifinal do Brasileirão de 1999. Foto: Reprodução

Completando 48 anos nesta quinta-feira (7), o ex-goleiro Dida viveu um dos mais brilhantes momentos de sua carreira em 28 de novembro de 1999, dia em que o seu Corinthians bateu o São Paulo por 3 a 2 no jogo de ida pela semifinal do Campeonato Brasileiro, e ele defendeu dois pênaltis cobrados por Raí.

Baiano de Irará, onde nasceu em 7 de outubro de 1973, Nelson de Jesus da Silva, o Dida, iniciou sua carreira pelo Vitória (BA) e atuou pelo Alvinegro de Parque São Jorge entre 1999 e 2002, emprestado pela equipe italiana do Milan.

Depois, jogou pela Portuguesa de Desportos, Grêmio e Internacional, clube pelo qual encerrou sua brilhante carreira, em 2015. Foi o titular da meta brasileira na conquista da Copa de 2002, disputada na Coreia do Sul e Japão.

Depois da vitória por 3 a 2 no primeiro jogo da semifinal diante do São Paulo (gols de Nenê, Ricardinho e Marcelinho Carioca para o Timão e Raí e Edmilson para o São Paulo), o Corinthians voltou a derrotar a equipe do Morumbi, desta vez por 2 a 1, garantindo sua presença na final, quando enfrentou o Atlético Mineiro, que havia eliminado o Vitória.

A decisão aconteceu em três jogos, com vitória atleticana no primeiro (3 a 2) no Mineirão, triunfo corintiano na segunda partida por 2 a 0 (no Morumbi), e empate em 0 a 0 no Morumbi. 

O Corinthians era treinado por Oswaldo de Oliveira e o Galo tinha Humberto Ramos como seu comandatne.

ABAIXO, VÍDEO COM AS DUAS DEFESAS DE DIDA NOS PÊNALTIS COBRADOS POR RAÍ NO PRIMEIRO JOGO DA SEMIFINAL DO BRASILEIRÃO DE 1999, COM NARRAÇÃO DE CLÉBER MACHADO.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa