O tranquilo "Corró" ficou transtornado após penalidade marcada para o rival

O tranquilo "Corró" ficou transtornado após penalidade marcada para o rival

Um dos jogadores mais disciplinados do futebol, Clodoaldo Tavares de Santana, o "Corró", que completa 70 anos nesta quarta-feira (25), viveu seu "dia de fúria" na tarde de 26 de novembro de 1978, final simbólica do 1º turno do Paulistão (Taça Cidade de São Paulo), entre Corinthians e Santos no Morumbi lotado, com mais de 120 mil espectadores.

Um dos lances mais geniais da carreira de Sócrates foi o estopim para tirar o tranquilo Clodoaldo do sério. O camisa 9 corintiano (sim, antes de usar a 8 o Magrão usava a 9 no Timão) fez um verdadeiro lançamento de calcanhar a Palhinha, com quem formava à época a dupla mais afinada do futebol brasileiro.

O mineiro, com a camisa 10 do Corinthians, entrou na área e foi derrubado pelo goleiro Vitor, seu ex-colega de Cruzeiro, que agora defendia a meta do time da Vila Belmiro. Pênalti claro. O próprio Vitor, entrevistado (veja no vídeo abaixo), confirmou a infração. Apenas contestou a posição de Palhinha, para ele, em impedimento. Mas, como é possível verificar na imagem, a posição do corintiano era legal.

Clodoaldo, por sua vez, estava irritado por conta de uma penalidade não marcada a favor do Santos minutos antes, e também achou que a posição de Palhinha era irregular no lance da penalidade.

Mesmo experiente, aos 28 anos, Clodoaldo não se conteve e reclamou muito, a ponto de ser expulso pelo árbitro Dulcídio Wanderley Boschillia. Totalmente fora de si, Clodoaldo gesticulou para a torcida corintiana, sugerindo que seu time estava sendo "roubado".

Companheiros de time, jogadores que estavam no banco de reservas, tentavam contê-lo, mas Clodoaldo, muito nervoso, acabou desmaiando, após vários minutos de intenso estresse, ainda no primeiro tempo.

O lateral Zé Maria foi para a cobrança e acabou perdendo. Vitor se adiantou muito e defendeu. Dulcidio, ao contrário do que costumava fazer com o palmeirense Leão, fez vistas grossas e não mandou voltar.

Com um homem a mais, e pressionando bastante, o Corinthians conseguiu vencer o Santos por 1 a 0, gol de Palhinha, após jogada de Sócrates na grande área.

O campeonato, que acabou decidido em junho do ano seguinte, teve o próprio Santos como campeão, na final contra o São Paulo.

ABAIXO, O VÍDEO COM OS MELHORES MOMENTOS DA PARTIDA E O MOMENTO DE FÚRIA DE CLODOALDO

FICHA TÉCNICA DO JOGO:

Corinthians 1 x 0 Santos

Local: Estádio do Morumbi

Data: 26 de novembro de 1978

Árbitro: Dulcidio Wanderley Boschillia

Público: 120.000

Gol: Palhinha, aos 35 minutos do 2º tempo

Corinthians:

Jairo, Zé Maria, Amaral, Zé Eduardo (Cláudio Mineiro) e Wladimir. Taborda (Píter), Biro-Biro e Sócrates. Vaguinho, Palhinha e Basílio. Técnico: José Teixeira.

Santos:

Vitor, Nelsinho Baptista, Joãozinho, Neto e Gilberto Sorriso. Clodoaldo, Ailton Lira e Pita. Nilton Batata, Célio (Toninho Vieira) e João Paulo. Técnico: Francisco Formiga.

Informações/ficha técnica do jogos: Almanaque do Timão (Celso Unzelte) e Almanaque do Santos (Guilherme Nascimento).

CLIQUE AQUI E VEJA A PÁGINA DE CLODOALDO NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?"

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    58
  • 2 Pal
    50
  • 3 San
    48
  • 4 Cor
    43
  • 5 São
    43
  • Veja tabela completa