O Peixe abriu três gols de vantagem mas o Timão foi buscar a igualdade. Foto: Reprodução / YouTube

O Peixe abriu três gols de vantagem mas o Timão foi buscar a igualdade. Foto: Reprodução / YouTube

O Corinthians nunca teve vida fácil diante do Santos, sobretudo no período em que Pelé vestiu a camisa 10 do time da Vila Belmiro. 

É verdade que em 20 de junho de 1971 o time santista não era mais aquele que assombrou a vida dos corintianos por longos 11 anos do tabu que foi quebrado em 1968, mas Pelé estava em campo e as condições do empate em 3 a 3 conseguido pelo Timão no Pacaembu foram incríveis.

O jogo, válido pelo Campeonato Paulista no 2º turno de 1971, parecia fácil para o Santos, que abriu frente de três gols, com Rogério e Pelé ainda na primeira etapa e Ferreti logo no começo do segundo tempo.

Mas o bom time corintiano conseguiu buscar forças. Após cruzamento do ponta Paulo Borges, o zagueiro Marçal tentou afastar de cabeça mas jogou contra seu próprio gol, então defendido pelo argentino Cejas.

O segundo gol corintiano aconteceu quatro minutos depois, quando Lindóia recebeu nas proximidades da grande área santista e tentou driblar Cejas, que tocou na bola, mas esta sobrou livre para Mirandinha estufar a rede santista.

Já o terceiro gol, o de empate, foi suado. Um bate e rebate na grande área e a bola sobrou para Mirandinha, que de perna canhota deixou tudo igual em 3 a 3.

Um jogo memorável com sabor de vitória para o Corinthians e de derrota para o Santos. As duas equipes eram treinadas por ex-jogadores de belas histórias por seus clubes, Baltazar comandava o Timão e Mauro Ramos era o treinador do Peixe.

Nem Corinthians nem Santos chegaram à final do Campeonato Paulista daquele ano. O título ficou com o São Paulo e o Palmeiras foi o vice.

ABAIXO, OS SEIS GOLS DE CORINTHIANS 3 X 3 SANTOS NO PACAEMBU, EM 20 DE JUNHO DE 1971. ORLANDO DUARTE NARRA OS GOLS NO PRIMEIRO TEMPO E LUIZ NORIEGA NA ETAPA FINAL, PELA TV CULTURA (SP).

FICHA TÉCNICA DA PARTIDA 

Corinthians 3 x 3 Santos-SP (Campeonato Paulista)
Estádio: Pacaembu, em 30 de junho de 1971

Árbitro: José Favilli Neto

Público: 29.502
Corinthians: Ado, Zé Maria, Almeida, Luís Carlos e Pedrinho; Tião e Rivelino; Paulo Borges (Lindóia), Adãozinho (Suingue), Mirandinha e Aladim. Técnico: Baltazar. 
Santoas: Cejas, Moreira (Lima), Ramos Delgado (Djalma Dias), Marçal e Turcão; Clodoaldo e Nenê; Rogério, Ferreti, Pelé e Edu. Técnico: Mauro Ramos.

Gols: Rogério aos 15 e Pelé aos 36 do 1º Tempo; Ferreti aos 3, Marçal (contra) aos 16, Mirandinha aos 20 e aos 35 do 2º Tempo.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa