Raul Donazart Calvet é o nosso homenageado. Um dos melhores zagueiros do nosso futebol morreu no último dia 29, aos 72 anos, em Porto Alegre (RS). Calvet, que deixou dois filhos e quatro netos, sofria de câncer no esôfago. Ele começou a carreira no Guarany de Bagé (RS) e defendeu brilhantemente o Grêmio (entre 1956 e 1959) e o Santos (entre 1960 e 1965). Acima, ele em sensacional time santista de 1963. Em pé: Lima, Zito, Dalmo, Calvet, Gylmar dos Santos Neves e Mauro Ramos de Oliveira. Agachados: Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe

No dia 19 de setembro de 1965, data da despedida de Calvet. A foto foi tirada pouco antes de Santos 0x1 Palmeiras, gol de Ademar Pantera. Em pé: Ismael, Lima, Laércio, Geraldino, Zito, Calvet, Mauro, massagista Macedo e Gylmar. Agachados: Toninho Guerreiro, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe
Zito e Calvet: grandes amigos. O ex-volante ainda chora a morte de Calvet
Entrega das medalhas de ouro do bi-mundial conquistado pelo Santos. À frente, da esquerda para a direita, estão: Pelé, Ismael, Lima e Mauro Ramos de Oliveira. Atrás deles, encobertos (também da esquerda para a direita): Zito, Toninho Guerreiro, Almir Pernambuquinho, Haroldo e Calvet

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    58
  • 2 Pal
    50
  • 3 San
    48
  • 4 Cor
    43
  • 5 São
    43
  • Veja tabela completa