Ele dirigiu o Corinthians entre 1975 e 1976. Foto: Divulgação

Ele dirigiu o Corinthians entre 1975 e 1976. Foto: Divulgação

Há exatos dois anos, na manhã de 17 de setembro de 2018, morria o ex-jogador e treinador Milton Buzetto, aos 80 anos. Ele sofria de problemas vasculares, que inclusive levaram a necessidade da amputação de uma perna.

Pela forma defensiva que fazia os times que dirigiu jogar, Buzetto ficou conhecido como "Rei da Retranca", apelido que aderiu de tal forma que a chácara em que morava, na cidade de Piracicaba, onde vivia com sua esposa Maria Barbara e o filho Milton Buzetto Filho, tinha este nome: Retranca

Como jogador, Buzetto iniciou sua carreira pelo Palmeiras, em 1956, permanecendo até 1958, mas destacou-se mais pelo Juventus da Mooca, clube que defendeuor 13 anos, após passagens por Noroeste e Bragantino. Também foi treinador do Juventus por outros cinco anos.

Teve uma passagem pelo Corinthians comandando a equipe entre 1975 e 1976, por 62 jogos, no período que o clube buscava quebrar o jejum de títulos que durava desde 1954.

CLIQUE AQUI E CONHEÇA A HISTÓRIA DE MILTON BUZETTO NA SEÇÃO “QUE FIM LEVOU?”

No dia 15 de outubro de 2017, Milton Buzetto participou do "Domingo Esportivo", da Rádio Bandeirantes. Ouça abaixo a entrevista completa: 

Da esquerda para a direita, em pé: Vidotti é o quinto. Sentado: o técnico Milton Buzzeto é o quinto, vestido todo de branco. Foto reprodução da Revista Placar, enviada por Luiz Carlos Ferreira


Da esquerda para a direita, em pé: Trica, Fernando Puglia, Ney Blanco, Faustino, Picinini e Ilson. Agachados: Ismael, Saporite, Vitor, Jorge e Milton Buzzeto. Foto enviada por Walter Roberto Peres


Dos não identificados na foto, o segundo em pé é Milton, o último é o massagista Elias Pássaro, e o primeiro agachado é Antoninho


Santos 4x0 Juventus na rua Javarí. O centroavante Douglas prepara-se para fintar o ex-zagueiro e treinador Milton Buzzeto. No meio dos dois, aparece o árbitro Oscar Scolfaro. Foto enviada por Walter Roberto Peres


Em pé da esquerda para a direita: o enfermeio Bianchi, Clóvis Nori, Milton Buzzetto, Claudinei, um dirigente, Mão de Onça, Poças, Diógenes, Gelson e outro diretor juventino. Agachados: Elias Pássaro, um mascote de treino, Quarentinha (ex-América-RJ de 1960 e Botafogo de Ribeirão Preto-SP), Jair Francisco, jogador não identificado, Oswaldinho, Pinga e outro atleta sem identificação


Em pé, da esquerda para a direita: Dario (ex-Vasco), Clóvis Nori, Poças, Claudinei, Hidalgo e Milton Buzetto. Agachados: Antoninho Minhoca, Rafael Chiarella, Quarentinha, Abib e Tanese


Esta formação do Palmeiras entrou em campo na década de 1950 para atuar em amistoso na cidade de Espírito Santo do Pinhal, interior de São Paulo. Em pé, Milton Buzzeto é o segundo, Mário Travaglini o terceiro, Laércio o quarto e Waldemar Fiúme o antepenúltimo; agachado, Fernando é o quarto da esquerda para a direita


Em pé: Milton Buzzeto, Dario, Claudinei, Hidalgo, Clóvis, Diógenes e o massagista Elias Pássaro. Agachados: Waldir, Rodarte, Quarentinha, Rafael Chiarella e Gélson.


O Moleque e as torres gêmeas da Mooca, em 1959: Riogo, Milton Buzzeto, Lima, Pando, Homero e Mão de Onça. Agachados: Amaral, Zeola, Orlando, Cássio e Torres.


Nesta formação do Juventus de 1962, Milton Buzzeto é o segundo em pé, seguido por Diógenes (terceiro) e Clóvis Nori (quarto); agachados vemos Amaral, Cássio, Lelo, meia não identificado, Antoninho Minhoca e Elias Pássaro


O Pacaembu naquele dia viu o "Moleque" jogando com Milton Buzzeto, Clóvis Nori, Diógenes, Pando, Claudinei, Homero e o massagista Elias. Agachados: Antoninho Minhoca, Amaral, Palico, Luizinho Pequeno Polegar e um ponta não identificado.


Neste Palmeiras de 58, estão em pé: Ismael, Jorge, Formiga, Carabina, Nivaldo, Milton Buzzetto e um massagista. Agachados: Renatinho, Fernando, Mazolla, Ivan e Caraballo


Time palmeirense entre 1957 e 1958. Em pé: Valdemar Carabina, Laércio, Ismael, Maurinho, Gersio Passadore e Milton Buzzeto. Agachados: Renatinho, Ney Blanco, Tati, Ivan e Colombo.


Outra formação do Moleque Travesso nos anos 60. Em pé: Diógenes, Poças, Milton Buzzeto, Claudinei, Clóvis Nori e Sidnei Jacaré. Agachados: ponta não identificado, Pinga, Quarentinha, Jair Francisco e Gélson


Em pé: massagista Elias Pássaro, Diógenes, Poças, Milton Buzzeto, Clóvis Nori, Claudinei e um zagueiro não identificado. Agachados: Nondas, Jair Francisco, Luizinho Pequeno Polegar, Joaquinzinho e Lucindo


Novamente no gramado do Parque Antártica, nos anos 60, veja o elenco do Juventus. Da esquerda para a direita, Nenê é o segundo, seguido por Claudinei. Diógenes é o quinto, Abib é o sexto, Hidalgo o sétimo e Mão de Onça o oitavo. Milton Buzzeto está em pé, atrás do guarda


Em pé: Clóvis, Morais, Milton Buzzeto, Pando, dois jogadores não identificados e um integrante da comissão técnica. Agachados: integrante da comissão técnica, Tanese, Luisinho, Buzzone, Joaquinzinho, Bececê e o massagista Elias Pássaro.


Em pé: Milton Buzzeto, Dario, Claudinei, Hidalgo, Clóvis e Nenê. Agachados: Antoninho, Lelo, Quarentinha, Rafael e Lucindo.


Maria Bárbara de Aguiar Buzetto, víuva de Milton Buztto, exibe uma condecoração `post mortem´, atribuída ao seu marido, em outubro de 2018, feita pela Prefeitura de Piracicaba


Homenagem post mortem a Milton Buzetto, em outubro de 2018, feita pela Prefeitura de Piracicaba


 


Registro da passagem de Milton Buzetto no Palmeiras. Foto: Arquivo pessoal/Milton Buzetto


Pintura retratando Milton Buzetto no Palmeiras. Foto: Arquivo pessoal Milton Buzetto


Peixinho e Milton Buzetto em Piracicaba, no dia 15 de outubro de 2017. Foto: Arquivo pessoal/Edvaldo Tietz


O treinador Milton Buzetto é diplomado no Primeiro Encontro de Treinadores de Futebol realizado entre 16 e 18 de dezembro de 1975. Foto: Arquivo pessoal/Edvaldo Tietz


Milton Buzetto recebe Edvaldo Tietz em Piracicaba, no dia 15 de outubro de 2017, para participação ao vivo no Domingo Esportivo Bandeirantes. Foto: Arquivo pessoal/Edvaldo Tietz


Milton Buzetto recebe Edvaldo Tietz em Piracicaba, no dia 15 de outubro de 2017, para participação ao vivo no Domingo Esportivo Bandeirantes. Foto: Arquivo pessoal/Edvaldo Tietz


Milton Buzetto, no dia 15 de outubro de 2017, quando participou ao vivo no Domingo Esportivo, da Rádio Bandeirantes. Foto: Arquivo pessoal/Edvaldo Tietz


Milton Buzetto e sua esposa, dona Bárbara, em Piracicaba, no dia 15 de outubro de 2017. Foto: Arquivo pessoal/Edvaldo Tietz


Juventus. Da esquerda para direita, em pé: Diógenes, Nenê, Paulo (ex-Fluminense), Claudinei (ex-XV de Piracicaba), Hidalgo (ex-XV de Piracicaba), Milton Buzetto e Bianchi (massagista), Agachados: Elias (massagista), Toninho Minhoca, Quarentinha (ex-Botafogo), Bira, Jair Francisco (ex-Fluminense) e Valdir (revelado no Juventus). Foto: Arquivo pessoal Milton Buzetto


Homenagem da Revista Sport News de Mato Grosso ao treinador Milton Buzetto em 1979. Foto: Arquivo pessoal/Edvaldo Tietz


Estádio Conde Rodolfo Crespi na famosa Rua Javari, na década de 60. Milton Buzetto divide o lance com Pelé sob observação do camisa 2 do Juventus, Celso (ex-São Paulo). Ao fundo um árbitro argentino. Foto: Arquivo pessoal/Milton Buzetto


Diploma de Benemérito do Desportivo Matogrosense em 17 de dezembro de 1976. Foto: Arquivo pessoal/Edvaldo Tietz


Em 1958 e em 2015


Milton Buzzeto com a camisa do Palmeiras em 1958. Foto: arquivo pessoal


Milton Buzzeto em 1975, então técnico do Corinthians. Foto: arquivo pessoal


Milton Buzzeto com a camisa do Noroeste em 1959. Foto: arquivo pessoal


Milton Buzzeto em 2016. Foto: arquivo pessoal


O ex-jogador Nilton Rodarte esteve em visita ao amigo Milton Buzetto na cidade de Piracicaba-SP, em razão do aniversário do estádio Barão de Serra Negra. em 2015. Foto enviada por Milton Buzzeto Filho


Milton Buzetto e sua esposa, em 2015


O grande Milton Buzetto, em 2015


Em 2014. Da esquerda para a direita, Dr. Alexandre Marangoni, a esposa de Milton Buzetto e Milton Buzetto. Foto enviada por Alexandre Marangoni


Treinando o Goiás. A foto é da Revista Placar e foi retirada do blog Tardes de Pacaembu

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa