O espanhol, saudado pelo então chefe, o italiano Flavio Briatore. Foto:Divulgação

O espanhol, saudado pelo então chefe, o italiano Flavio Briatore. Foto:Divulgação

Para homenagear o espanhol Fernando Alonso, que completa 41 anos nesta sexta-feira (29), relembramos sua primeira vitória na Fórmula 1, no mesmo palco da etapa que ele disputa no próximo domingo (31) pela Alpine, o GP da Hungria de 2003, disputado em 24 de agosto daquele ano, coincidentemente pelo mesmo time, então chamado de Renault F1. 

De quebra, na ocasião,  tornou-se o mais jovem piloto a vencer na F1, com 22 anos e 26 dias, recorde que foi quebrado cinco anos depois por Sebastian Vettel, quando o alemão (atualmente na Aston Martin, que ontem anunciou sua aposentadoria ao término da temporada) venceu o GP da Itália de 2008, em Monza, com a modesta Toro Rosso.

A CORRIDA DA PRIMEIRA VITÓRIA NA F1

Após largar na pole com sua Renault R23 V10 pelo traçado magiar,  Alonso perdeu a liderança apenas no momento em que parou para seu pit-stop e cruzou a linha de chegada com pouco mais de 16 segundos de vantagem para o finlandês Kimi Raikkonen, então na McLaren-Mercedes. O colombiano Juan Pablo Montoya (Williams-BMW) completou o pódio, em terceiro.

O campeonato vivia um momento de disputa apertada, restando outras três etapas para o término. Michael Schumacher (Ferrari) somava 72 pontos contra 71 de Montoya e 70 de Raikkonen.

Michael Schumacher venceu os GPs da Itália (Monza) e dos EUA (Indianápolis). Rubens Barrichello, companheiro de equipe de Schumacher na Ferrari, ganhou a última corrida, em Suzuka (Japão).

Schumacher acabou sendo o campeão daquela temporada, pela sexta vez.

O asturiano Fernando Alonso, bicampeão mundial da Fórmula 1, em 2005 e 2006 pela Renault, hoje lidera o ranking de participações na Fórmula 1categoria, com 348 GPs disputados, e contabiliza 32 vitórias e 22 poles.

No vídeo abaixo, com narração de Galvão Bueno e comentários de Reginaldo Leme, o final da transmissão da Globo, com a festa de Fernando Alonso após vencer o GP da Hungria de 2003, efusivamente abraçado por seu chefe de equipe, o italiano Flavio Briatore.

      

  


      

  

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOUTUBE

 

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa