Romildo Bolzan Jr., presidente do Grêmio, disse que adiamento de jogo do Palmeiras gerou privilégio

Romildo Bolzan Jr., presidente do Grêmio, disse que adiamento de jogo do Palmeiras gerou privilégio

Jeremias Wernek
Do UOL, em Porto Alegre

O Grêmio fez pedido à CBF para adiar o jogo contra o Athletico, pelo Campeonato Brasileiro. Na visão do clube gaúcho, alteração feita na décima sexta rodada do Brasileirão gerou privilégio ao Palmeiras, adversário gremista nas quartas de final da Libertadores.

Grêmio e Palmeiras se enfrentam pela Libertadores nos dias 20 e 27 de agosto. A primeira partida será em Porto Alegre e a segunda em São Paulo.

O jogo Palmeiras e Fluminense, válido pela décima sexta rodada do Brasileirão, foi remarcado para 10 de setembro em virtude dos compromissos de meio de semana dos dois clubes (a equipe de Felipão visita o Grêmio e o Flu encara o Corinthians, pela Copa Sul-Americana). Com o adiamento, o Palmeiras não atuará no final de semana dos dias 24 e 25 e terá uma semana de preparação para a segunda partida com o time de Renato Gaúcho. O Grêmio tem jogo com o Athletico marcado para sábado, 24. É aí que a cúpula gremista vê privilégio.

"Nos causou estranheza este tratamento desigual. Essa mudança causou um privilégio ao Palmeiras. Pedimos que seja dado o mesmo tratamento ao Grêmio, nem que seja para cumprir a tabela mais adiante", disse Bolzan Jr. à GaúchaZH.

Nos bastidores do Grêmio, a ideia é que a partida com o Athletico seja disputada em setembro. O entendimento do clube gaúcho é que o adiamento é justificável pela equidade no duelo da Libertadores.

O Grêmio volta a campo no sábado, diante do Flamengo, no Rio de Janeiro. O time deve ser reserva em virtude do primeiro jogo da semifinal da Copa do Brasil, com o Athletico, na quarta-feira da próxima semana.

Foto: Divulgação/Grêmio

Você também vai gostar

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 San
    32
  • 2 Fla
    30
  • 3 Pal
    30
  • 4 Atl
    27
  • 5 São
    27
  • Veja tabela completa