Treinador gostou do desempenho do Furacão diante do Fortaleza. Foto: Fabio Wosniak/Site Oficial do CAP

Treinador gostou do desempenho do Furacão diante do Fortaleza. Foto: Fabio Wosniak/Site Oficial do CAP

O técnico Dorival Júnior atribuiu a dois motivos principais a boa vitória na estreia pelo Campeonato Brasileiro no último sábado (8) diante do Fortaleza por 2 a 0 no Castelão: agressividade e posse de bola.

“Foram sete jogadores que não atuaram em relação a quarta-feira e a equipe manteve o mesmo padrão, a posse de bola, os mesmos conceitos que estamos desenvolvendo quando atuamos com a equipe principal. Por isso, eu não faço essa divisão. Todos estão inseridos no mesmo trabalho, no mesmo contexto”, ponderou o treinador, que elogiou a postura de seu time no aspecto da intensidade mesmo no campo adversário.

“Tivemos agressividade de combate quando o Fortaleza tinha a posse de bola. Sem ela, tínhamos uma movimentação constante e frequente. O primeiro gol que fizemos, com quase três minutos de troca de passes, mostra muito o que foi a partida. A agressividade na retomada no segundo gol, com o movimento do Mingotti retomando a bola e finalizando na área adversária, é outro fator que mostra que o time foi agressivo ao longo dos 90 minutos e por isso conseguiu um belíssimo resultado”, resumiu Dorival Júnior.

O próximo compromisso da equipe paranaense está marcado para a quarta-feira (12) diante do Goiás, na Arena da Baixada, mas o fato da equipe goiana ter tido dez casos de covid-19 em seu elenco pode mudar este confronto, uma vez que o jogo do Goiás contra o São Paulo acabou adiado (seria realizado no domingo  último).

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Int
    12
  • 2 Vas
    10
  • 3 Atl
    9
  • 4 São
    10
  • 5 Pal
    8
  • Veja tabela completa