Treinador foi demitido após derrota no Campeonato Mineiro. Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Treinador foi demitido após derrota no Campeonato Mineiro. Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

O técnico Adílson Batista não resistiu a mais uma derrota na temporada.

O Cruzeiro perdeu para o Coimbra por um a zero, pela nona rodada do Campeonato Mineiro.

Foi a segunda derrota seguida em uma semana. A equipe já havia sido derrotada pelo CRB, na quarta-feira, pela Copa do Brasil.

Adílson fez um pronunciamento, ainda no Estádio Independência, demonstrando insatisfação com o clube:

“Fui demitido pelo Carlos (Carlos Ferreira, gestor de futebol). Estarei na torcida, deixo claro que estou chateado pelos resultados recentes, que também temos culpa. Mas a gente precisa entender o processo. Tive a coragem de pedir pra que determinados jogadores saíssem, enfrentei.Ajudei nesse processo, com o clube numa bagunça, uma desordem. Atletas tomaram conta do clube, derrubaram o Mano, meu amigo, Abel, Rogério Ceni, tomaram conta do clube. Então, você chega e tem que limpar. Dei treino, durante alguns dias, com jogadores que eu não teria, até resolver esta situação, porque não tínhamos comando. Rezo pra que o clube tenha logo um presidente. Tá precisando urgentemente. Hoje tem 8 gestores. E os oito querem tomar conta do futebol”, afirmou.

Quem também deixa o clube é o diretor de futebol, Ocimar Bolicenho, demitido junto com o treinador.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa