Washington Joseph, o Dodi, foi armador do Sírio durante mais de vinte anos e jogou oito deles na seleção brasileira de basquete, onde disputou os Jogos Olímpicos de 1972, em Munique, quando o Brasil terminou em 7º lugar.

Além de Dodi, o time, que era dirigido por Edson Bispo dos Santos, tinha também Hélio Rubens, Marquinhos, Adílson, Ubiratan, Edvar Simões, Mosquito, Zé Geraldo e Radvilas.

Essa olimpíada ficou marcada pelo atentado feito pelo grupo terrorista “Setembro Negro”, que causou a morte de seis treinadores e cinco atletas israelenses, além de um policial alemão e mais cinco terroristas.

Antes disso, em 1971, Dodi foi campeão Pan-Americano, em Cáli, na Colômbia, após uma sofrida vitória sobre Cuba, por 63 a 62, na última rodada da fase final.  Ele jogou ao lado de Carioquinha, Mosquito, Adílson , Robertão, Marquinhos e Hélio Rubens, tendo como treinador Edson Bispo.

Pelo Sírio sua grande conquista foi o título do Mundial Interclubes, em 1979, com a vitória de 100 a 98 contra o Bosna Sarajevo, da antiga Iugoslávia, num Ibirapuera completamente lotado. Também foi vice da mesma competição em 1973 e 1981.

Nessa equipe os experientes Dodi e Marquinhos contavam com a companhia dos americanos Larry e Mike, dos jovens Oscar Schmidt, que foi o cestinha da competição, e Marcel, e de Marcelo Vido, Saiani, Agra, Paulinho, Renato, Luizão e Russo.

Quando abandonou a carreira Dodi continuou ligado ao Esporte Clube Sírio, onde foi dirigente e também treinador. Até os dias de hoje, com 68 anos, Dodi ainda bate uma bolinha com os veteranos do clube.

Nós conversamos com Dodi, que falou sobre sua carreira, suas conquistas e sobre sua grande paixão no esporte, o basquete. Confira!

Washington Joseph, o Dodi, foi armador do Sírio durante mais de vinte anos e jogou oito deles na seleção brasileira de basquete, onde disputou os Jogos Olímpicos de 1972, em Munique, quando o Brasil terminou em 7º lugar.

Além de Dodi, o time, que era dirigido por Edson Bispo dos Santos, tinha também Hélio Rubens, Marquinhos, Adílson, Ubiratan, Edvar Simões, Mosquito, Zé Geraldo e Radvilas.

Essa olimpíada ficou marcada pelo atentado feito pelo grupo terrorista “Setembro Negro”, que causou a morte de seis treinadores e cinco atletas israelenses, além de um policial alemão e mais cinco terroristas.

Antes disso, em 1971, Dodi foi campeão Pan-Americano, em Cáli, na Colômbia, após uma sofrida vitória sobre Cuba, por 63 a 62, na última rodada da fase final.  Ele jogou ao lado de Carioquinha, Mosquito, Adílson , Robertão, Marquinhos e Hélio Rubens, tendo como treinador Edson Bispo.

Pelo Sírio sua grande conquista foi o título do Mundial Interclubes, em 1979, com a vitória de 100 a 98 contra o Bosna Sarajevo, da antiga Iugoslávia, num Ibirapuera completamente lotado. Também foi vice da mesma competição em 1973 e 1981.

Nessa equipe os experientes Dodi e Marquinhos contavam com a companhia dos americanos Larry e Mike, dos jovens Oscar Schmidt, que foi o cestinha da competição, e Marcel, e de Marcelo Vido, Saiani, Agra, Paulinho, Renato, Luizão e Russo.

Quando abandonou a carreira Dodi continuou ligado ao Esporte Clube Sírio, onde foi dirigente e também treinador. Até os dias de hoje, com 68 anos, Dodi ainda bate uma bolinha com os veteranos do clube.

Nós conversamos com Dodi, que falou sobre sua carreira, suas conquistas e sobre sua grande paixão no esporte, o basquete. Confira!

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa