Defensor tem treinador separado do elenco santista. Foto: Ivan Storti/Santos FC

Defensor tem treinador separado do elenco santista. Foto: Ivan Storti/Santos FC

Encostado no Santos e com destino incerto, o zagueiro Cleber Reis não poupa críticas à direção do clube da Vila Belmiro. Treinando separado do restante do elenco alvinegro, o defensor desabafou em entrevista ao Uol Esporte e detonou a gestão do presidente Andrés Rueda.

“Me sinto sabotado, humilhado. Os caras são covardes comigo. Não estão sendo verdadeiros, honestos. Me frustra. Meu filho me pergunta "pai, você não vai jogar mais não?" e eu respondo que vou. Isso é algo que me deixa muito mal, quando meu filho pergunta. Eu não ligo quando gente de fora pergunta. Mas dentro de casa, meu filho... que sempre me viu jogando, não me envolvendo em nenhum problema. Fui esfaqueado pelas costas, né? Sigo sendo. Mas eu sou temente a Deus, sou focado naquilo que eu quero. Vou sair dessa. Logo, logo estou jogando de novo. Quando menos esperarem vão ver a reviravolta”, disse Cleber ao Uol Esporte.

A última vez que o zagueiro jogou pelo Santos foi em 2017. Desde então o jogador foi emprestado para Ponte Preta Oeste, Coritiba e Paraná. A direção santista tenta rescindir o contrato do jogador. Mas não obteve sucesso até aqui.

Segundo o próprio jogador, clubes como Vasco e Goiás tentaram sua contratação, mas as negociações esbarraram no desejo do Santos de rescindir seu contrato, que vai até 30 de janeiro de 2022.

“Teve proposta do Vasco e do Goiás, meus empresários conversaram comigo, mandaram mensagens para eles, do Santos. Disseram que não aceitariam, que só aceitariam a rescisão. Que não estavam dispostos a me liberar. Forçando minha saída”, revelou Cléber Reis, que ainda negou ter problemas físicos.

“É muito ruim pra mim. A forma que eles estão querendo me tratar, expondo minha imagem. O modo que falam que eu não tenho ´pensamento ou pose de querer jogar mais bola´, que não penso no meu futuro. É uma coisa muito negativa. Eu treino todos os dias. Eu não dou entrada no departamento médico faz mais de ano. Eles colocaram algo na minha vida, isso me perturba até hoje. Dizem que tem coisa no meu joelho. Não tem nada, eu sou mais forte do que muitos jogadores que eles têm. Meu joelho não me dá problema, eu trabalho, treino todos os dias. Tenho horário alternativo, não reclamo. Sou humilhado, mas clamo a Deus, que guia minha vida. Me apego na minha família. Mas isso me cansa”, desabafou o zagueiro.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa