Ricardo Oliveira lamenta em derrota do Atlético-MG para o Cerro. Foto: Douglas Magno/AFP

Ricardo Oliveira lamenta em derrota do Atlético-MG para o Cerro. Foto: Douglas Magno/AFP

O Santos tentou diversas vezes e de inúmeras maneiras contratar o centroavante Ricardo Oliveira, do Atlético-MG, mas não obteve sucesso. Na última semana, o Peixe colocou um fim na novela pelo camisa 9 e apresentou o colombiano Fernando Uribe. Hoje, às 20h, no Pacaembu, o clube reencontra o antigo alvo em baixa no Galo, em jogo válido pela volta das oitavas de final da Copa do Brasil.

Ricardo Oliveira não vive bom momento no Atlético. Embora seja o artilheiro do time com 13 gols e tenha dado três assistências durante a temporada, o centroavante está há sete partidas sem balançar as redes adversárias. A última vez que o camisa 9 deixou a sua marca foi em 27 de abril passado. Na ocasião, fez um dos gols do triunfo por 2 a 1 sobre o Avaí, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro.

Sem marcar há mais de um mês, o veterano chegou a ser cogitado no São Paulo. A pedido de Cuca, o clube do Morumbi foi atrás do atleta. No entanto, não obteve aval do Galo. Rui Costa, diretor de futebol, se mostrou contrário à sua saída e nem sequer abriu conversas com a cúpula são-paulina.

Mesmo em fase difícil na Cidade do Galo, Ricardo Oliveira mantém moral em Belo Horizonte. A diretoria o vê como o principal nome para o setor ofensivo em 2019. Não à toa, é titular absoluto do time comandado pelo técnico interino Rodrigo Santana.

Uribe já estreou pelo Santos no último domingo, quando o Peixe bateu o Ceará por 1 a 0, mas teve participação discreta. O técnico Jorge Sampaoli confia que o colombiano ainda vai melhorar com a camisa santista.

O argentino pediu um camisa 9 desde suas conversas iniciais com o Santos, antes de fechar com o clube, quando soube que Gabigol não ficaria na equipe. Logo na apresentação, Sampaoli já colocou a reposição ao antigo camisa 10 como prioridade.

No entanto, a espera do treinador durou cinco meses até o Peixe conseguir se acertar com um jogador para a função. A tendência é que Uribe seja mais uma vez titular, embora Sampaoli mantenha o mistério de sempre. Depois do empate por 0 a 0 em Minas Gerais, uma vitória simples basta para qualquer um dos times para avançar. Em caso de empate, mesmo que com gols, a decisão vai para os pênaltis, já que a Copa do Brasil não tem mais a regra do gol qualificado fora de casa.

FICHA TÉCNICA

SANTOS  X  ATLÉTICO MG

Data: 06 de junho de 2019 (quinta-feira)
Horário: 20h (de Brasília)
Local: estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Assistentes: Luiz Cláudio Regazone (RJ) e Michael Correia (RJ)

SANTOS: Everson; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Aguilar e Jorge; Jean Lucas (Gustavo Henrique), Diego Pituca e Jean Mota (Sánchez); Soteldo (Rodrygo), Eduardo Sasha e Uribe. Técnico: Jorge Sampaoli.

ATLÉTICO-MG: Victor; Patric, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Zé Welison, Elias, Cazares e Luan; Chará e Ricardo Oliveira. Técnico: Rodrigo Santana (interino).

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    22
  • 2 San
    20
  • 3 Fla
    17
  • 4 Int
    16
  • 5 Atl
    16
  • Veja tabela completa