Amaury Pasos foi o cestinha do certame em 1963. Foto: Divulgação

Amaury Pasos foi o cestinha do certame em 1963. Foto: Divulgação

Há exatos 57 anos, após vencer os Estados Unidos por 85 a 81, a seleção brasileira de basquete conquistava o bicampeonato mundial, disputado entre 11 e 25 de maio de 1963 no Rio de Janeiro.

O técnico Kanela, que já havia comandado a seleção brasileira na conquista mundial de 1959 em Santiago (Chile), voltou a contar com um grupo forte engrenando uma segunda fase com 100% de aproveitamento, passando por Iugoslávia, União Soviética, França, Porto Rico, Itália e os Estados Unidos na decisão, que aconteceu para um público de mais de 20 mil espectadores no Maracanãzinho.

O grupo que conquistou o título foi formado com os seguintes jogadores: Amaury Pasos (Sírio - SP), Luiz Cláudio Menon (Sírio - SP), Antonio Sucar (Sírio - SP), Wlamir Marques (Corinthians - SP), Ubiratan Maciel (Corinthians - SP), Waldemar Blatskauskas (XV de Piracicaba - SP), Rosa Branca (Palmeiras - SP), Mosquito (Palmeiras - SP), Jatyr Schall (Palmeiras - SP), Victor Mirshauswka (Palmeiras - SP), Fritz (Fluminense - RJ) e Paulista (Vasco da Gama - RJ).

Para completar a brilhante fase do Brasil no certame, Amaury Pasos foi o cestinha do Mundial de 1963, com 110 pontos, lembrando que naquela época ainda não existia a cesta de três pontos. Ele também esteve entre os eleitos da seleção daquele Mundial, ao lado de Wlamir Marques.

Elenco brasileiro no Mundial de Basquete de 1963. Foto Divulação

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa