Atacante foi brilhante nos gramados mas enfrentou muitos problemas pessoais. Foto: Divulgação

Atacante foi brilhante nos gramados mas enfrentou muitos problemas pessoais. Foto: Divulgação

Se estivesse vivo, o irlandês George Best completaria 75 anos nesta terça-feira, 22 de março.

Natural de Belfast, Best chegou a ser comparado a Pelé pelos britânicos, mas seus números são incomparavelmente inferiores ao do brasileiro.

Ídolo do Manchester United, onde jogou por 12 anos, entre 1962 e 1974, E marcou 178 gols em 466 jogos.

Rápido, bom driblador e finalizador agudo, Best não conseguiu se destacar em sua seleção. A Irlanda do Norte não teve em sua época jogadores de nível parecido ao dele, que teve como grande frustração profissional nunca ter disputado uma Copa do Mundo.

Polêmico fora de campo, o bon vivant George Best teve uma vida complicada; colecionou inúmeros romances e sofreu com o vício em bebidas alcoolicas. A dependência o levou à morte em 25 de novembro de 2005, aos 59 anos. Ele sofria de cirrose.

Viveu um momento marcante quando jogava pela equipe do Los Angeles Aztecs, em 1976, enfrentando Pelé, então jogador do Cosmos de Nova Iorque.

"Pelé me disse que eu era o melhor jogador do mundo. Essa foi a maior homenagem que recebi", disse o atacante irlandês.

Consciente do vício em bebidas alcoolicas, George Best declarou:

"Infelizmente não há antídoto contra o alcoolismo. A bebida foi o único adversário que não consegui superar", decretou.

Sua morte causou comoção na Irlanda do Norte. Estima-se que 100 mil pessoas estiveram nas ruas da capital do país acompanhando o cortejo fúnebre.

O aeroporto de Belfast recebeu seu nome, e o Ulster Bank emitiu 1 milhão de notas de 5 libras comemorativas, com a imagem de George Best.

CLIQUE AQUI E VEJA A PÁGINA DE GEORGE BEST NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?"

 ABAIXO, VÍDEO COM GOLS MARCADOS POR GEORGE BEST:

Pelé e George Best. Foto enviada por Roberto Saponari


Em 1973, no Estádio da Luz, em Portugal, o time contava com, da esquerda para direita: Keiser, Badeco, Geroge Best, o goleiro Gordon Banks, Bobby Charlton e Paulo César Cajú


A imagem de George Best ainda é colocada nas bandeiras da torcida do Manchester United, como a do atual xodó dos Diabos Vermelhos Rooney


Pelo clube inglês, Best encantou o mundo, se sagrando um dos maires atletas de todos os tempos


Natural de Besfast, na Irlanda do Norte, o ex-atacante e ponta-direita George Best foi um dos maiores jogadores do planeta


Pelé dando carrinho? Pois é, o Rei, pelo Cosmos de Nova York, não mediu esforços para tentar parar o `Pelé Irlandês´, George Best (1946 - 2005), que defendia o Los Angeles Aztecs. Foto: arquivo pessoal de Pelé


Em 1976 e em 2005


Nota comemorativa em homenagem a George Best, emitida pelo Ulster Bank. Foram impressas 1 milhões de cédulas


Best, durante o auge da carreira, em um momento de diversão. Foto: Reprodução


George Best, um irlandês no futebol inglês, sem limites para a diversão e também nos dribles.


Best era um namorador obstinado, as mulheres mais lindas da Inglaterra passaram por suas mãos.


Best foi enterrado em Belfast, sua terra natal, o sepultamento foi acompanhado por 100 mil pessoas e o aeroporto da cidade recebeu seu nome.


Em 1964, Best, ainda jovem, posou para a foto. Foto: Reprodução/Twitter.com/AntiqueFootball


Em 1969, Best caminha em direção ao centro do campo. Foto: Reprodução/Twitter.com/AntiqueFootball

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa