Ricardo Oliveira, durante partida entre Atlético-MG. Foto: Bruno Cantini/Atlético

Ricardo Oliveira, durante partida entre Atlético-MG. Foto: Bruno Cantini/Atlético

O São Paulo deve tirar Ricardo Oliveira da sua lista de candidatos para a camisa 9. Segundo apurou o UOL Esporte, o Atlético-MG não está disposto a nem sequer abrir negociação com o Tricolor paulista. Por outro lado, o clube do Morumbi não quer fazer loucuras neste momento para trazer um reforço e também não quer assinar um contrato de longa duração com o centroavante.

O técnico Cuca teria visto com bons olhos o nome de Ricardo Oliveira. No entanto, como não deve haver conversa com os mineiros, o treinador deve voltar suas atenções para o argentino Juan Dinenno, que tem os seus direitos vinculados ao Racing, da Argentina. O São Paulo pretende fazer uma reformulação em seu elenco durante a pausa no Campeonato Brasileiro para a disputa da Copa América. Além de um camisa 9, os dirigentes esperam a chegada de um lateral - o Tricolor já conversa com Adriano, do Besiktas, da Turquia.

Pelo lado do Atlético-MG, a expectativa é de manter Ricardo Oliveira no elenco. Com carta branca para gerir o futebol do Galo, Rui Costa nem sequer aceitou abrir negociação para a liberação do jogador, conforme apurado pelo UOL Esporte. O diretor de futebol trabalha com dois pontos para segurar o dono da camisa 9: o contrato até dezembro de 2020 e a multa rescisória elevada para uma eventual transferência - quase R$ 200 milhões.

Desta forma, o clube mineiro trava qualquer possibilidade de negociação com o veterano, que ostenta o rótulo de artilheiro da equipe na temporada, com 13 gols anotados. Hoje, a diretoria não pretende liberá-lo por alguns motivos. O primeiro é o rendimento técnico. Mesmo que não viva a melhor fase em 2019, o jogador participou de 16 gols do time no ano, com 13 bolas na rede e três assistências.

A liderança de Ricardo Oliveira sobre o elenco é considerada positiva pela diretoria. Nos bastidores da Cidade do Galo, é possível ver que o experiente atacante costuma ajudar os mais jovens no cotidiano, sobretudo com conselhos sobre o comportamento extracampo.

Por fim, o elenco comandado pelo técnico interino Rodrigo Santana conta, hoje, com três centroavantes. Além de Ricardo Oliveira, o Atlético tem Alerrandro e Rafael Papagaio. O último, emprestado pelo Palmeiras até dezembro de 2019, pode deixar a Cidade do Galo em breve devido à ausência de oportunidades. A diretoria teme ficar somente com um atleta para a função.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa