Camisa 7 do Mengão tem proposta do Al Nasr, mas deve seguir na Gávea. Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Camisa 7 do Mengão tem proposta do Al Nasr, mas deve seguir na Gávea. Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Com ofertas do mundo árabe, o meia Everton Ribeiro deve seguir no Flamengo. Isso porque a direção rubro-negro aumentou as exigências para vender o camisa 7 com o Al Nasr, dos Emirados Árabes Unidos, e a negociação esfriou.

Segundo o GE, o Mengão estipulou valores e colocou suas exigências na mesa aguardando resposta dos árabes que não se manifestaram. O Al Nasr tinha até a última quinta-feira (28) como um prazo limite para fechar a negociação pelo meio-campista. Embora a janela de transferências do futebol local se fecha apenas no dia 1 de fevereiro, os árabes tinham a data como limite para organizar toda a logística a tempo – desse modo o jogador teria tempo de fazer exames PCR, exames médicos viajar, assinar contrato e cumprir todos os trâmites burocráticos.

Segundo a publicação do GE, a atitude do Flamengo surpreende e incomodou os árabes, que entende ter atendido boa parte dos pedidos da direção rubro-negra. O Mengão teria pedido inicialmente cerca de 6 milhões de euros para vender Everton. Após os árabes aceitarem chegar ao valor desejado pelos brasileiros, a direção rubro-negra subiu a pedida pelo meia, e estipulou o valor em 7 milhões de euros e mais 3 milhões em bonificações.

Algo semelhante aconteceu na negociação do meia Michael. Com proposta de empréstimo do Al Ain, também dos Emirados Árabes pelo jogador, a direção flamenguista teve postura semelhante com o episódio de Everton Ribeiro e também viu o time árabe se calar.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa