Atacante marcou o seu e deu mais velocidade ao ataque. Foto: REUTERS/Amanda Perobell/via UOL

Atacante marcou o seu e deu mais velocidade ao ataque. Foto: REUTERS/Amanda Perobell/via UOL

Enfim, sem vaias! A seleção brasileira conseguiu uma atuação mais regular e convincente ao logo dos 90 minutos na tarde de hoje contra o Peru e venceu por 5 a 0. O resultado construído com tranquilidade na Arena Corinthians, em São Paulo, garantiu ao Brasil a primeira colocação do Grupo A com sete pontos e, consequentemente, a vaga nas quartas de final da Copa América. O adversário ainda não está definido.

O placar foi inaugurado aos 13 minutos do primeiro tempo, com gol de cabeça de Casemiro, que nunca havia marcado pelo time canarinho. Aos 19, aproveitando falha grotesca do goleiro Pedro Gallese, Roberto Firmino ampliou. Ainda na etapa inicial, o xodó Everton, craque do jogo, fez bonito gol, aos 31. Depois do intervalo, Daniel Alves precisou de nove minutos para anotar mais e Willian, já aos 45, fez um golaço de fora da área para fechar o passeio.

O rival do Brasil nas quartas de final será um dos dois melhores terceiros da fase de grupos, menos os peruanos, caso se classifiquem - assim, até a Argentina pode entrar no caminho. Essa partida está prevista para as 21h30 da próxima quinta-feira, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre. O Peru precisa aguardar a definição dos terceiros colocados das demais chaves para saber se avança.

Quem foi bem: Everton e Casemiro

Everton, o Cebolinha, já se transformou no queridinho da torcida brasileira nesta Copa América. Depois do golaço na estreia contra a Bolívia, fez mais um bonito gol hoje contra o Peru, além de levantar o público com seus dribles e arrancadas. Quem também teve tarde especial foi Casemiro, apesar de ter levado o segundo amarelo e agora estar suspenso para o jogo das quartas de final. Ele fez seu primeiro gol pela seleção brasileira, sete anos depois da primeira convocação. Outra curiosidade é que o volante nunca perdeu com o Brasil.

Quem foi mal: Guerrero e Cueva

Perseguidos o tempo todo pelas vaias dos brasileiros, devido ao histórico nos clubes do país, a dupla não conseguiu repetir as grandes atuações que levaram o Peru até a uma Copa do Mundo, no ano passado. Guerrero parecia mais preocupado em brigar com os zagueiros e discutir com o árbitro e foi substituído no início do segundo tempo, logo após o quarto gol do Brasil. Cueva só apareceu em lances de bola parada e deixou a torcida eufórica ao errar um passe simples na etapa inicial.

Goleiro peruano falha feio e ganha apoio até de Dani Alves

Pedro Gallese é, há anos, goleiro titular do Peru, com rendimento elogiado. Hoje, no entanto, a falha no gol de Roberto Firminou acabou manchando sua trajetória na seleção. A tentativa de chutão que acertou o brasileiro o deixou abalado, a ponto de até Daniel Alves deixar de comemorar o gol brasileiro para ir até o rival e deixar algumas palavras de apoio. O capitão peruano, Paolo Guerrero, também tentou ajudar o companheiro no fim do primeiro tempo. Já a torcida brasileira preferiu vaiar e zoar a cada toque de Gallese, que ainda pegou um pênalti de Gabriel Jesus nos acréscimos.

Atuação do Peru

Ricardo Gareca adotou uma estratégia diferente dos rivais anteriores da seleção brasileira. Em vez de um estilo conservador ou de uma retranca, tentou sair para o jogo. E até conseguiu mostrar superioridade nos primeiros minutos da partida. Mas o argentino não contava com a fragilidade de sua defesa. Depois de levar o quarto gol, tirou Guerrero e lançou um meio-campista para evitar uma goleada maior.

Atuação do Brasil

O começo ruim, diante do ímpeto peruano, poderia gerar um ambiente ruim para a seleção na Arena Corinthians. Algo que o gol de Casemiro logo derrubou. O que se viu a partir daí foi um time bem mais leve e confiante para tabelar, driblar e arriscar chutes, em que pese as trapalhadas da defesa do Peru. A atitude não mudou na volta do intervalo e gerou mais um bonito gol, além da tranquilidade que Tite precisava para testar opções. Alex Sandro entrou na lateral esquerda e Allan já pôde calibrar uma dupla com Arthur, já que Casemiro está suspenso e Fernandinho é dúvida por lesão para as quartas de final.

Cronologia do jogo

A forma como o Peru começou jogando deixou a Arena Corinthians tomada por certa apreensão. O time de Guerrero e companhia ganhava as divididas, mantinha a posse de bola e conseguia lances bonitos no ataque. Só que essa imposição durou 13 minutos. Foi quando Philippe Coutinho cobrou escanteio, Thiago Silva desviou na primeira trave e Casemiro precisou de duas tentativas de cabeça para abrir o placar.

Seis minutos mais tarde, Roberto Firmino apertava a saída de bola peruana de forma quase protocolar. Até que resolver apertar o passo contra Gallese. O goleiro errou a tentativa de lançamento e acertou o brasileiro. A bola encobriu o arqueiro e parou na trave esquerda, mas retornou para Firmino, com muita frieza, driblar Gallese e bater de esquerda para ampliar a vantagem brasileira.

Ainda no primeiro tempo, já aos 31 minutos, Coutinho acionou Everton pela esquerda e o Cebolinha não teve dúvidas: arrancou e bateu de fora da área, com o pé direito, no contrapé de Gallese. Na volta do intervalo, a seleção de Tite não baixou o ritmo e precisou de só nove minutos para marcar de novo. Firmino fez pivô excelente e achou Daniel Alves sozinho na área. O capitão estufou a rede peruana e levou a torcida ao delírio. O golaço de Willian, que chutou de longe e acertou o ângulo já 45 minutos da etapa final, deixou a festa ainda mais animada. E só não foi mais porque Jesus perdeu o pênalti sofrido por ele mesmo nos acréscimos.

Mesmo em alta, Cebolinha leva bronca de Tite

Ovacionado no anúncio das escalações, em alta pelos dribles e mais ainda pelo bonito gol em Itaquera, Everton não teve só bons momentos no jogo de hoje. Ele disputava lance com Advíncula na esquerda quando caiu pedindo falta. A arbitragem ignorou e apontou somente lateral para os peruanos. Cebolinha continuou no chão reclamando e deixou Tite bravo. O técnico gesticulou bastante pedindo que o atacante se levantasse para não deixar o Brasil marcando com um a menos.

Torcedores protestam contra preço dos ingressos na Copa América

Quando a partida já estava nos minutos finais, pouco depois do golaço de Willian, alguns torcedores atrás do gol de Alisson iniciaram um protesto. Sinalizadores foram acesos e uma faixa com os dizeres "ingresso facada, estádio velório" foi estendida. Funcionários do Comitê Organizador Local (COL) precisaram correr para interromper o ato.

FICHA TÉCNICA:
PERU 5X0 BRASIL

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data/Hora: 22 de junho de 2019, às 16h
Árbitro: Fernando Rapallini (Argentina)
Assistentes: Hernán Maidana (Argentina) e Eduardo Cardozo (Paraguai)
VAR: Andres Rojas (Colômbia)
Público: 42.317 pagantes/2.750 não pagantes
Renda: R$ 10.009.095,00
Cartões amarelos: Casemiro e Thiago Silva (Brasil); Yotún e Advíncula (Peru)
Gols: Casemiro aos 13´, Roberto Firmino aos 19´ e Everton aos 31 minutos do primeiro tempo; Daniel Alves aos 9´ e Willian aos 45 minutos do segundo tempo

BRASIL: Alisson, Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Filipe Luís (Alex Sandro); Casemiro (Allan), Arthur e Philippe Coutinho (Willian); Gabriel Jesus, Everton e Roberto Firmino. Técnico: Tite.

PERU: Pedro Gallese, Luis Advíncula, Miguel Araujo, Luis Abram e Miguel Trauco; Renato Tapía, Yoshimar Yotún (Edison Flores), Andy Polo, Christian Cueva (Josepmir Ballón) e Jefferson Farfán; Paolo Guerrero (Christofer González). Técnico: Ricardo Gareca.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    52
  • 2 Pal
    47
  • 3 San
    44
  • 4 Cor
    42
  • 5 São
    39
  • Veja tabela completa