O ex-jogador recentemente deixou o SporTV. Foto: Instagram de Edinho

O ex-jogador recentemente deixou o SporTV. Foto: Instagram de Edinho

Edinho, um dos melhores quarto-zagueiros de sua geração, revelado pelas categorias de base do Fluminense, completa 64 anos nesta quarta-feira (5).

O carioca Edino Nazareth Filho notalibizou-se pela habilidade e vigor físico, características que fizeram dele um defensor com muitos gols marcados, diversos deles em cobranças de falta.

Pelo Flu, por exemplo, foram 45 tentos, nas duas passagens que teve pelas Laranjeiras, entre 1975 e 1982 e no período compreendido entre 1988 e 1989.

Ele trabalhou até março deste ano como comentarista do SporTV, função que exercia no canal a cabo do Grupo Globo desde 2012.

Segundo declarou recentemente, sua pretensão é voltar a ser treinador de futebol.

O jovem Edinho ao lado do veterano Félix na concentração do Flu nos anos 70. Foto: arquivo pessoal de Pati Venerando

 

Em 5 de dezembro de 1976, dia em que o Fluminense perdeu nos pênaltis para o Corinthians na famosa "Invasão Corintiana" no Maracanã.  Em pé, da esquerda para a direita: Renato, Carlos Alberto Pintinho, Carlos Alberto Torres, Edinho, Rubens Galaxe e Rodrigues Neto. Agachados: Búfalo Gil, Kléber, Doval, Rivellino e Dirceu. Foto: Divulgação

 

 

 

Confronto dos bons entre Flu e Vasco na década de 70. Edinho e Roberto Dinamite se cumprimentam antes do clássico no Maracanã. Foto: Revista Placar

 

FUTEBOL ITALIANO E RETORNO AO BRASIL

Defendeu a Udinese IItália) ao lado de Zico, ondet ambém deixou sua marca como "zagueiro-artilheiro" pelo clube italiano, nos cinco anos em que defendeu a Udinese (1982 - 1987), com 27 gols anotados. Retornou ao Brasil pelo Flamengo. Passou novamente pelo Flu e encerrou sua carreira nos gramados pelo Grêmio, em 1990.

Encontro de brasileiros em confronto na Itália entre Udinese e Roma. Zico, Toninho Cerezo e Edinho. Foto: Divulgação

PELA SELEÇÃO BRASILEIRA

Na seleção, Edinho esteve presente em três copas do mundo, em 1978, 1982 e 1986.

Em 1978, na Argentina, foi titular apenas em dois jogos, diante da Suécia e da Espanha, escalado erradamente por Cláudio Coutinho na lateral-esquerda. Rodrigues Neto entrou em seu lugar para o restante do Mundial, a partir do jogo com a Áustria.

Foi reserva de Luizinho (Atlético-MG) na Copa de 1982, na Espanha e titular em todos os jogos do Mundial do México, em 1986, ocasião em que foi o capitão do time comandado por Telê Santana.

Copa do Mundo do México, no dia 21 de junho de 1986. Edinho troca flâmulas com o capitão rival, o jogador da França Michel Platini. O Brasil foi derrotado nos pênaltis e eliminado nas quartas-de-final. Foto: Divulgação

TREINADOR

Entre 1991 e 2011 trabalhou como treinador em diversos clubes brasileiros, entre eles Fluminense, Flamengo, Grêmio, Porutugesa de Desportos, Goiás, Atlético-PR, Bahia, Vitória e Sport, e também em Portugal, pelo Marítimo. Seu útlimo trabalho nesta função foi pelo Guaratinguetá-SP, em 2011.

Em 2005, treinador do Atlético-PR. Foto: Furacão.com

 

Edinho trabalhou como comentarista do SporTV entre 2012 e março de 2019. Foto: Reprodução/via UOL

 

ABAIXO, GOLS DE EDINHO PELO FLUMINENSE

ABAIXO, GOLS DE EDINHO PELO FLUMINENSE, SELEÇÃO BRASILEIRA E UDINESE 

CLIQUE AQUI E VEJA A PÁGINA DE EDINHO NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?"

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa