Gustagol divide bola com Arboleda durante a partida de ida da final do Paulistão

Gustagol divide bola com Arboleda durante a partida de ida da final do Paulistão

Diego Salgado
Do UOL, em São Paulo

A corrida de Corinthians e São Paulo pelo título do Campeonato Paulista também trará à tona a tentativa dos times em evitar marcas negativas e históricas. O time alvinegro pode atingir a maior seca de gols em 13 anos mesmo, enquanto a equipe são-paulina ainda busca sua primeira vitória em clássicos na temporada e pode repetir a campanha da conquista estadual de 1989.

Apesar do cenário, tanto Corinthians como São Paulo podem ser campeões com essas marcas ainda vivas. Isso aconteceria se o título fosse definido nos pênaltis, após um empate nos 90 minutos - no caso dos corintianos, um 0 a 0.

O Corinthians de Fábio Carille já está há quatro jogos sem ir às redes. O jejum de gols já atinge 418 minutos. Se não marcar diante do São Paulo em Itaquera, a seca atingirá 508 minutos, a maior desde 2006 - naquela ocasião, foram 571 minutos sem gols alvinegros.

O time alvinegro, inclusive, passa pelo maior jejum sem balançar as redes sob o comando de Carille. Em 2017, na reta final do Campeonato Brasileiro, os corintianos 241 minutos na seca.

O atual número de jogos sem vencer, quatro, também repete o pior momento do treinador à frente da equipe. Isso aconteceu em 2017, antes da vitória por 3 a 2 sobre o Palmeiras na Arena Corinthians, e também na temporada passada, cujo ponto final se deu com um triunfo por 3 a 1 sobre o Vitória em Itaquera, em maio.

Já o São Paulo pode repetir a campanha do título de 1989, quando levantou a taça do Paulistão em vencer nenhum clássico. A equipe treinada por Carlos Alberto Silva e que tinha Raí no meio-campo empatou por 1 a 1 com o Palmeiras e perdeu para Corinthians (2 a 0) e Santos (2 a 1). Todos os duelos eram válidos pela primeira fase do Estadual daquele ano.

O São Paulo, que ficou em sexto lugar na fase de grupos, atrás de Corinthians e Palmeiras, enfrentou o Bragantino nas semifinais. Após duas vitórias, o time enfrentou o São José na decisão - a equipe do interior eliminou o Corinthians antes de chegar à final. Os são-paulinos foram campeões após dois jogos no Morumbi: 1 a 0 na ida e 0 a 0 na volta.

Vale lembrar que essa foi a única vez em que um dos quatro grandes de São Paulo conquistou o título estadual sem vencer nenhum rival.

Na atual edição do Campeonato Paulista, o São Paulo já enfrentou os maiores rivais em seis oportunidades. Na primeira fase, foram três derrotas: 2 a 1 para o Corinthians em Itaquera, 2 a 0 para o Santos e 1 a 0 para o Palmeiras, ambos no Pacaembu. Na semifinal, dois empates sem gols com os palmeirenses levaram a decisão para os pênaltis, marcada pela vitória são-paulina no Allianz Parque.

O primeiro jogo da final entre Corinthians e São Paulo terminou empatado por 0 a 0 no Morumbi. Um novo empate levará a busca pela taça para a marca da cal novamente.

Foto: Marcello Zambrana/AGIF (via UOL)

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    13
  • 2 Atl
    12
  • 3 São
    11
  • 4 San
    10
  • 5 Int
    9
  • Veja tabela completa