Todo treinador com um mínimo de experiência sabe quando as vitórias estão se aproximando ou se afastando

Todo treinador com um mínimo de experiência sabe quando as vitórias estão se aproximando ou se afastando

Chamou a atenção a fala do técnico do Palmeiras, Abel Ferreira, dizendo que após as conquistas do começo do ano - Libertadores e Copa do Brasil - ele pediu reforços a diretoria do clube. Ainda temos como verdade aquele falso clichê: em time que está ganhando não se mexe. E por mais que o treinador português tenha claramente mudado sua forma de se comunicar - a simpatia inicial deu lugar a um permanente aborrecimento - ele está coberto de razão nas reivindicações e traz a tona mais um tema importantíssimo para a discussão: como manter a fome de vencer de um grupo já campeão?!

Toda conquista no futebol não é simples e deve ser comemorada. Seja um título de campeonato amador seja a Serie A do Campeonato Brasileiro. De vinte times dezenove "perdem" e só um ergue o troféu na primeira divisão nacional. Ou seja, é a exceção e não a regra.

E é natural do ser humano entrar em um estado de relaxamento após um esforço continuado. Ainda mais se esse esforço for bem sucedido e culminar na obtenção de um objetivo. E voltando a questão da exceção e da regra, são raros os jogadores que mantêm a vontade de vencer logo após um título. A maioria entra em uma zona de conforto. Nem todos são Messi, Cristiano Ronaldo e afins...

Quando Abel Ferreira fala em novos jogadores não necessariamente ele se refere a contratações para qualificar o elenco. A questão é muito mais mental, de apetite de vencer, do que técnica. Alex Ferguson, lendário técnico do Manchester United, eternizou a ideia de que após uma temporada sem conquistas a ordem era a manutenção do time porque as derrotas preparariam para as vitórias e que após um ano bem sucedido era necessário trocar de vinte a trinta por cento do elenco. Justamente para renovar essa sede de títulos.

Todo treinador com um mínimo de experiência sabe quando as vitórias estão se aproximando ou se afastando. O discurso que funcionou em um ano pode não funcionar no ano seguinte. Por isso, vale a pena refletir sobre as palavras do técnico do Palmeiras. E não ir pelo caminho de que ele simplesmente está dando desculpas pelas derrotas recentes.

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa