Seleção brasileira não pode contar com 11 atletas vetados por clubes da Inglaterra e da Rússia. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Seleção brasileira não pode contar com 11 atletas vetados por clubes da Inglaterra e da Rússia. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

A seleção brasileira ainda não digeriu o veto de alguns clubes europeus a jogadores convocados para servir a equipe verde e amarela nas Eliminatórias da Copa de 2022. Irritada, a CBF quer que a Fifa aplique punições aos clubes da Inglaterra e da Rússia que impediram seus atletas de servir ao selecionado brasileiro.

Após os cortes de Claudinho e Malcolm, que foram obrigados pelo Zenit, da Rússia, a deixar a seleção e retornar para São Petersburgo, a CBF emitiu comunicado explicando o ocorrido e revelou que encaminhou à Fifa um pedido de punição aos russos.

Segundo informações do GE, a Confederação Brasileira seguirá com a intensão de ver a punição ser aplicada ao Zenit e aos clubes ingleses. De acordo com a publicação, a CBF vai manterá as convocações dos jogadores de Liverpool, Manchester City, Chelsea, Manchester United, Leeds, além do Zenit. O desejo da seleção é de que a Fifa aplique uma  punição que impede os clubes de usar os jogadores convocados por cinco dias após o fim da Data Fifa.

A exceção, segundo o GE, é o Everton, da Inglaterra, clube com o qual a CBF mantém boa relação, especialmente pela liberação de Richarlison para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa