Clássico foi definido no começo do segundo tempo. Foto: Thiago Ribeiro/AGIF/via UOL

Clássico foi definido no começo do segundo tempo. Foto: Thiago Ribeiro/AGIF/via UOL

No Nilton Santos, na manhã deste domingo, um jogo de contrastes. De um lado, o Botafogo que venceu por 1 a 0, com gol de Diego Souza, segue imbatível em casa, no Campeonato Brasileiro, e alcançou seu quarto triunfo em sete jogos na competição. Do outro, um Vasco que até fez um bom jogo, mas ainda não conheceu o sabor da vitória no Brasileirão, e amarga a lanterna.

Com mais três pontos conquistados no Rio de Janeiro, onde o Glorioso só venceu na Série A deste ano, o Alvinegro chega aos 12 pontos e se consolida na parte de cima da tabela. Na próxima rodada, ele encara o CSA no domingo, às 19h, em Maceió. O Vasco, último colocado com três pontos, tenta se recuperar contra o Internacional na próxima sexta-feira, às 20h30, em São Januário.

O "cria" é quem cria!

Revelação da Colina, Marrony foi um dos pontos de inspiração do fraco primeiro tempo no Nilton Santos. Pelo lado esquerdo do ataque cruz-maltino, o camisa 38 infernizou Fernando, e por aquele setor, aos três minutos, criou a primeira chance. O atacante cruzou para Tiago Reis, que chutou mascado. Rossi ainda tentou empurrar para o gol, mas usou a mão e levou amarelo.

Posse de bola x eficiência

O Botafogo teve mais de 66% de posse de bola na etapa inicial, mas foi Vasco quem mais chegou. Após escanteio cobrado por Barcelos, Marrony, de novo, subiu muito e cabeceou bonito, para boa defesa de Gatito. Aos 33, foi a vez de outro "cria" de São Januário aparecer. Pela direita, Rossi chegou à linha de fundo e cruzou rasteiro para Tiago Reis, que acertou a trave.

No peito, na rede

No primeiro tempo, e início do segundo, o Botafogo ameaçou somente em chutes de Diego Souza, João Paulo e Luiz Fernando, todos para longe. Mas na primeira vez que o Alvinegro acertou a pontaria, veio o gol. Pimpão, que entrou no intervalo, cruzou da esquerda. Fillipe Bastos não alcançou para cortar, e a bola chegou no camisa 7 do Botafogo, que dominou bonito no peito e bateu forte, cruzado, sem chances para Sidão, fazendo valer a lei do ex.

Sem reação

Com o Vasco atrás no placar, e o Botafogo melhor na etapa final, pesou a falta de qualidade do elenco cruz-maltino. Sob as nuances do desespero, o Gigante da Colina errou muito, e não teve forças para buscar o empate contra o Glorioso, que conheceu sua quarta vitória no Brasileirão.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 1 x 0 VASCO

Data/Hora: 02/06/2019, às 11h

Local: Nilton Santos, Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo (CBF/SP) - Nota L!:

Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa/SP) e Alex Ang Ribeiro (Fifa/SP)

Árbitro de vídeo: Flavio Rodrigues de Souza (CBF/SP)

Assistentes de VAR: Leandro Bizzio Marinho (CBF/SP) e Fabricio Porfirio de Moura (CBF/SP)

Público e renda: 19.503 e R$644.632

Gramado: Bom

Cartões Amarelos: Erik e Gatito (BOT); Rossi, Fillipe Bastos e Lucas Mineiro (VAS)

Gols: Diego Souza 12´/2ºT (1-0)

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Fernando, Gabriel, Carli e Gilson; G. Bochecha (Alan Santos 22´/2ºT), Cícero (Jean, 39´/2ºT) e João Paulo; Erik, Luiz Fernando (R. Pimpão, intervalo) e Diego Souza. Técnico: Eduardo Barrroca.

VASCO: Sidão, Yago Pikachu, Werley, Ricardo Graça e Danilo Barcelos; Fellipe Bastos (Andrey, 23´/2ºT), Marcos Júnior e Lucas Mineiro (Yan Sasse, 17´/2ºT); Rossi, Marrony e Tiago Reis (Thalles, 13´/2ºT) Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 San
    32
  • 2 Fla
    30
  • 3 Pal
    30
  • 4 Atl
    27
  • 5 São
    27
  • Veja tabela completa